Guia de Estudos da Unidade 01 - Fundamentos Contábeis I
11 pág.

Guia de Estudos da Unidade 01 - Fundamentos Contábeis I


DisciplinaContabilidade / Ciências Contábeis107.213 materiais723.630 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Fundamentos Contábeis
UNIDADE 1
2
FUNDAMENTOS CONTÁBEIS
UNIDADE 1
APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA
Olá, estudante. Tudo bem com você?
Bom, acredito que você deva estar se perguntando: \u201cPor que Contabilidade neste curso?\u201d; \u201cIh, será que 
tem muita conta mesmo?\u201d. Na verdade, vou mostrar para você que a contabilidade vem para nos ajudar no 
dia a dia, tanto no pessoal, quanto no profissional. Mas, como nosso curso é voltado para o profissional, 
vamos nos aprofundar nessa área.
Para começar, o papel mais importante da contabilidade é o de gerar o máximo de informações para a 
tomada de decisão dentro da empresa. Para isso, nosso curso está dividido em etapas, primeiramente 
iremos conhecer o que é a contabilidade, onde ela é aplicada, para quem ela é elaborada, e não para por aí, 
depois veremos a importância que tem conhecermos a composição patrimonial, estudando cada elemento 
que o compõe. Para, só assim, começarmos a gerar informações com a contabilidade e tomarmos as 
decisões necessárias para um bom funcionamento da empresa.
Sabemos também que, no mundo em que estamos vivendo, a velocidade e o poder que a informação a 
fazem bastante privilegiada, por isso, a junção da contabilidade e da informação se tornou a linguagem 
mais utilizada no mundo dos negócios. Por exemplo, a informação gerada pela contabilidade é que nos 
permite avaliar como está a \u2018saúde\u2019 financeira da empresa, e de como poderemos tratá-la! 
Espero que você desfrute ao máximo dessas informações que a contabilidade vem nos trazer, proporcionando 
assim, tomadas de decisões adequadas no seu dia a dia profissional!
Boa disciplina!
3
HISTÓRIA DA CONTABILIDADE
Olá, Estudante.
Antes de começarmos nossa disciplina, vamos conhecer um pouco da história da contabilidade (que 
também pode ser complementada na página 1 do nosso livro texto).
Há relatos que as primeiras manifestações Contábeis datam de 2000 ac, com os Fenícios. No mercado 
baseado na troca de mercadorias, a contabilidade servia para definir quanto alguém possuía de tal 
mercadoria e qual o valor de troca de uma mercadoria em relação a outra. 
A Contabilidade iniciou-se com Leonardo Fibonacci (http://pt.wikipedia.org/wiki/Leonardo_Fibonacci) 
principal divulgador do método das partidas dobradas e, depois, Luca Pacioli. Encerrou-se a fase empírica 
e menos organizada da Contabilidade, a partir do século XV. A chamada escola inglesa (Francis Bacon, 
Locke, Hume) contestou o excesso de especulação científica e concebeu o Empírico como um critério 
determinante do que seria ciência ou não (indução empírica, segundo o sociólogo Pedro Demo). 
Mas a Contabilidade só foi reconhecida como ciência propriamente dita no início do século XIX. Por 
longo período sua história se confundiu com a dos registros patrimoniais de organizações mercantis e 
econômicas e, até os dias de hoje, é possível se notar alguma confusão entre a Ciência Contábil e a 
escrituração de fatos patrimoniais.
Outra dificuldade que se encontra no estudo da matéria, principalmente no Brasil, é a dos trabalhos 
científicos sobre Contabilidade não raro sofrerem de um excesso de experimentalismo, o que tem 
prejudicado o desenvolvimento da matéria em várias áreas. Muitos desses trabalhos foram classificados 
até o final da década de 60 como de Economia Aziendal, um ramo da Economia proposto pelos italianos e 
outros estudiosos europeus, passando à prática contábil e, particularmente, à escrituração, a 
ser mais conhecida como Contabilidade Aplicada. 
Apesar da conotação econômica, a Economia Aziendal ressaltava os vínculos contábeis com disciplinas 
administrativas e matemáticas. Por essa característica foi criticada, pois, sua estrutura se pareceria com 
um \u201cSistema de Ciências\u201d. 
Assim, no Brasil prevalece a abordagem acadêmica da essência econômica, deixando de serem destacadas, 
em primeiro nível, as relações profundas com outras ciências observadas na Contabilidade Aplicada.
 Fabricação de cerveja no Egito antigo, com escriba
 registrando o número de garrafas produzidas, à esquerda.
 
SAIBA MAIS
acesse o vídeo complementar:http://www.youtube.com/watch?v=qw5wbbPwXTg
Acesse o vídeo e enriqueça seu conhecimento. Aproximadamente: 10 minutos.
4
PRINCÍPIOS DE CONTABILIDADE
Unidade 1 - Conhecer os elementos patrimoniais de ativo, passivo e situação líquida
Conhecendo a Contabilidade...
Olá Estudante, é muito bom ter você aqui, vamos falar sobre nossa disciplina que é fundamentos de 
contabilidade. 
Então, ao contrario do que muita gente pensa, a contabilidade não tem muita matemática ou diversos 
cálculos complexos. Na verdade, contabilidade nada mais é do que uma ciência social aplicada, que 
recebe informações de diversos setores da empresa, tais como, Financeiro, contas a pagar, gerência, 
almoxarifado e outros, para processar essas informações e fornecer subsidio aos gestores para tomada 
de decisões. Então, trago um conceito de um autor renomado na contabilidade, para reforçar o que é a 
contabilidade:
\u201cSegundo Marion, a Contabilidade é o 
instrumento que fornece o máximo de 
informações úteis para a tomada de decisões 
dentro e fora da empresa. Ela é muito antiga 
e sempre existiu para auxiliar as pessoas a 
tomarem decisões. Com o passar do tempo, o 
governo começa a utilizar-se dela para arrecadar 
impostos e a torna obrigatória para a maioria 
das empresas.\u201d
Fonte: Google Imagens
Agora que você já aprendeu o conceito de contabilidade, peço que vá para a página 3 do nosso livro 
(leitura obrigatória), e leia o tópico \u2018Conceitos básicos de Contabilidade\u2019, e depois volte para o nosso 
material aqui. 
Após você ler o livro, vamos saber onde iremos aplicar essa ferramenta que fornece informações para 
tomarmos decisões. Ou seja, iremos aplicar nas entidades econômico-administrativas seja de fins 
lucrativos ou não. Resumindo, nas empresas em gerais. 
No nosso dia a dia, muitas vezes escutamos um termo chamado Patrimônio e logo li-gamos o patrimônio 
apenas aos bens da empresa, quando, na verdade, o patrimônio é um conjunto de Bens, Direitos e 
Obrigações: O patrimônio das entidades econômico-administrativas (empresas em geral). 
No nosso livro, na página 1 (leitura obrigatória), podemos entender melhor o que é o Patrimônio, e demais 
termos a serem utilizados no nosso curso.
5
Mas, depois de passados alguns conceitos, 
sei que você está se perguntando, \u201cQual a 
finalidade então dessa ciência que fornece 
informações?\u201d Então eu digo, podemos 
dividir a finalidade da Contabilidade em dois 
aspectos: Administrativa e Econômica. A função 
Administrativa existe para assegurar o controle 
do patrimônio, fornecendo informações sobre 
as suas variações. E a função Econômica existe 
para fazer a apuração do resultado da empresa, 
ou seja, os usuários da contabilidade (sócios, 
acionista, gestor) querem saber se a empresa 
teve lucro ou prejuízo em determinado período. Vá à página 5 do nosso livro de apoio (leitura obrigatória), 
e lá teremos o detalhamento da contabilidade dentro da organização. 
E, como havia citado há pouco, os usuários da contabilidade são pessoas físicas ou jurídicas (no nosso 
caso, mais as jurídicas, pois estamos trabalhando na visão de um Gestor), então, posso considerar como 
usuário da contabilidade, o sócio da empresa, pois ele quer saber se a sua empresa está tendo ou não 
condições de ir à diante, se está tendo lucros ou não. O Governo também se torna um usuário, pois quer 
saber o quanto aquela empresa está faturando para poder cobrar impostos. Outro usuário é o fornecedor 
de mercadorias, pois ele quer saber, através da contabilidade, se a empresa terá condições de pagar 
a curto ou longo prazo. O banco (instituição financeira) no caso, por exemplo, de empréstimos, pois o 
banco não emprestará o dinheiro sem antes consultar a contabilidade da empresa, através dos relatórios 
contábeis, para conhecer