A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
The Hook Model

Pré-visualização|Página 1 de 1


HTML image 0


Se você quer entender como as empresas constroem produtos que deliberadamente viciam 🤖, recomendo ler o clássico “Hooked” do Nir Eyal. Talvez você já tenha lido algo parecido no livro “O Poder do Hábito” 😀


Imagina que você está em um loop infinito nas redes sociais com gatilhos que te trazem de volta pro App, levando a fazer ações que de alguma forma te deixam felizes, e por fim o induzindo a interagir de volta com a plataforma. Esse é o resumo do ciclo do hábito que você faz todos os dias aqui e em várias outras plataformas.


Dando um exemplo real que você certamente vive no instagram:


Gatilho (Externo) - Você recebe um push notification de um like, ou alguém comentou em uma foto sua.

Ação - Você clica no push para abrir o App.

Recompensa - Você lê o comentário, ou confere a quantidade de likes/interações que você teve na sua foto. Nesse momento seu corpo libera dopamina dando um certo prazer que às vezes você nem percebe de forma consciente. Essa parte é uma das mais importantes na criação de um hábito (ou vício)

Investimento - Após ler o comentário você dá uma “trabalhada” respondendo de volta o comentário, ou seguindo de volta uma pessoa que deu like e você não seguia. Ao fazer isso, você acabou de criar um novo gatilho para um outro usuário da rede que entra nesse mesmo ciclo que você vivenciou.


Quando uma pessoa repete esse ciclo por muito tempo ela eventualmente forma o hábito de voltar na plataforma diversas vezes no dia. E agora você nem precisa mais de um gatilho externo (push notification, email). Você já tem uma emoção, um sentimento que toda vez que você sente, automaticamente te traz de volta pro aplicativo.

Aposto que quando você sente aquele tédio em uma fila qualquer você já abre o Instagram sem nem pensar. Esse é o exemplo de um hábito que foi formado já que você toma uma ação sem nem estar consciente naquele momento.


Compartilhem para quem possa ser útil! 😋