A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
53 pág.
TCC Tereza Rachel 2020 formatado-convertido

Pré-visualização | Página 2 de 13

of mandatory internship. The 
research is expected to contribute to future academic research, in addition to 
encouraging adherence to the welcoming proposal, expanding to all users who are 
diagnosed with leprosy. 
 
KEYWORDS: Health. Social Work. Leprosy. Reception. 
 
 
 
 
 
 
LISTAS DE ILUSTRAÇÕES 
 
ORAGANOGRAMA DO CENTRO DE SAÚDE DR. GENÉSIO RÊGO .................................. 36 
QUADRO 1: RANKING DA HANSENÍASE NO MUNDO ....................................................... 42 
GRÁFICO 1: DISTRIBUIÇÃO POR FAIXAS ETÁRIAS DOS PACIENTES 
DIAGNÓSTICADOS COM HANSENÍASE ............................................................................ 42 
QUADRO 2: RESUMO QUANTO AO SEXO E PROCEDÊNCIA DOS PACIENTES ............. 43 
GRÁFICO 2: OBSERVAÇÃO QUANTO AOS BENEFÍCIOS DO ACOLHIMENTO ................ 44 
 
 
SUMÁRIO 
 
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................. 11 
 
2 SERVIÇO SOCIAL NA SAÚDE E O ACOLHIMENTO DO USUÁRIO AO RECEBER O 
DIAGNÓSTICO CLÍNICO DE HANSENÍASE NO CENTRO DE SAÚDE DR. GENÉSIO 
RÊGO ................................................................................................................................... 13 
 
2.1TRAJETÓRIA DO SERVIÇO SOCIAL .............................................................................. 14 
2.2 SAÚDE PÚBLICA NO BRASIL: trajetória ........................................................................ 16 
2.3 SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE (SUS) .............................................................................. 20 
2.4 PANORAMA DA SAÚDE PÚBLICA NO ATUAL CENÁRIO BRASILEIRO ...................... 22 
2.4.1 INTERVENÇÃO DO ASSISTENTE SOCIAL NA SAÚDE ............................................. 23 
 
3 IMPACTO DO DIAGNÓSTICO DE HANSENÍASE PARA O USUÁRIO E OS 
BENEFÍCIOS DO ACOLHIMENTO HUMANIZADO ............................................................. 26 
 
3.1 CONCEPÇÕES DE ACOLHIMENTO E QUESTÃO SOCIAL .......................................... 27 
3.2 ACOLHIMENTO HUMANIZADO .................................................................................... 30 
 
4 JUSTIFICATIVA ................................................................................................................ 32 
4.1 CENTRO DE SAÚDE DR. GENÉSIO RÊGO .................................................................. 33 
4.2 ATRIBUIÇÕES DO ASSISTENTE SOCIAL NO CENTRO DE SAÚDE DR. GENÉSIO 
RÊGO ................................................................................................................................... 36 
 
5 OBJETIVOS DA PESQUISA ............................................................................................. 40 
5.1 OBJETIVO GERAL ......................................................................................................... 40 
5.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS ........................................................................................... 40 
 
6 METODOLOGIA DE PESQUISA ....................................................................................... 41 
6.1 TIPO DA PESQUISA ...................................................................................................... 41 
6.2 COLETA DE DADOS ...................................................................................................... 41 
 
7 ANÁLISE DOS DADOS DA PESQUISA ........................................................................... 42 
7.1. APRESENTAÇÃO DOS DADOS ................................................................................. 45 
7.2. ANÁLISE DOS DADOS ............................................................................................... 46 
7.3. RESULTADOS ............................................................................................................. 47 
7.4. DISCUSSÃO DOS RESULTADOS .............................................................................. 48 
 
8 CONCLUSÕES ................................................................................................................. 50 
REFERÊNCIA ...................................................................................................................... 52 
11 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
 O estudo em questão foi pensado a partir do período de experiência de 
estágio obrigatório realizado na área de concentração da saúde no Centro de Saúde 
Dr. Genésio Rêgo com atuação na Secretaria de Estado de Saúde, saúde pública, 
mais precisamente, na Unidade Básica de Saúde (UBS). 
Foram elaborados os seguintes objetivos: objetivo geral: investigar a 
importância do acolhimento ao usuário do Centro de Saúde Genésio Rêgo após 
diagnóstico de hanseníase, tendo como objetivos específicos analisar a prática de 
acolhimento desenvolvida no Centro de Saúde; descrever os impactos do 
diagnóstico e os benefícios do acolhimento; indicar propostas de acolhimento 
humanizado aos pacientes. 
Como recurso metodológico foram utilizados pesquisa bibliográfica, análise de 
fontes seguras como dados do Ministério da Saúde e Boletins epidemiológicos sobre 
o crescimento de casos de hanseníase no estado do Maranhão. Também foram 
feitos observações e registros em diário de campo durante todo período de estágio 
realizado no Centro de Dr. Genésio Rêgo. 
 A discussão tem como foco o trabalho do Serviço Social na saúde com 
enfoque na prática de acolhimento realizada com usuários após o recebimento de 
diagnóstico de hanseníase. Considerando que a hanseníase ainda é vista como um 
desafio a saúde pública, pois não há uma vacina, nem um controle eficaz. A doença 
manifesta-se de forma lenta, muitas vezes notada somente quando a pessoa 
começa a ter dificuldade para trabalhar ou executar tarefas simples do dia a dia. 
 A doença ainda é cercada por preconceitos e estigmas criados ao longo da 
história desde os tempos bíblicos. Algo que contribui para que as pessoas se sintam 
amedrontadas diante do possível diagnóstico de hanseníase, pois são muitas as 
histórias de discriminação contra quem teve ou tem hanseníase. 
 Nesse sentido, destaca-se a prática do acolhimento como sendo uma 
importante ferramenta de ajuda aos pacientes diagnosticados com hanseníase, pois 
estabelece um vínculo de confiança e tranquilidade entre o profissional e o usuário. 
Considera-se que o acolhimento ocorre a partir de uma técnica onde há troca 
de informações e conhecimentos, dessa forma, possui extrema importância para os 
benefícios da prática durante o tratamento de hanseníase, assim como as ações 
desenvolvidas pelo profissional de Serviço Social no campo da saúde pública. 
12 
 
 De acordo com Ministério da Saúde – Política Nacional de Humanização 
(PNH): 
O acolhimento é uma postura ética que implica na escuta do usuário em 
suas queixas, no reconhecimento do seu protagonismo no processo de 
saúde e adoecimento, e na responsabilização pela resolução, com ativação 
de redes de compartilhamento de saberes. Acolher é um compromisso de 
resposta às necessidades dos cidadãos que procuram os serviços de 
saúde. (MS, 2008). 
 
 Diante do exposto a questão problema que desencadeou a pesquisa remete-
se ao entendimento sobre o impacto do diagnóstico de hanseníase para o usuário e 
os benefícios do acolhimento humanizado. 
 A pesquisa apresenta-se divididas em títulos e subtítulos trazendo 
primeiramente a apresentação do tema da pesquisa, ressaltando sua relevância e 
aspectos gerais sobre a prática de acolhimento. Logo após faz-se uma apresentação 
da saúde pública no Brasil, traçando-se sua trajetória em alusão ao período colonial, 
e as conquistas com a Reforma Carlos Chagas, bem como com a Reforma da 
Saúde Pública, em 1941. 
 Também foram elencados recortes sobre o Sistema Único de Saúde (SUS), 
sua regulamentação através da Lei Orgânica de Saúde (LOS), a Lei nº 8.080/1990

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.