A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
RESUMO DSV-AP2

Pré-visualização | Página 6 de 6

sabemos pouco 
sobre pouca coisa e que tudo oque sabemos é temporário e tudo 
pode mudar. 
 A quarta revolução foia revolução industrial que é a mudança de 
trabalho. Antes da revolução industrial toda a força, todo o trabalho 
tinha fonte humana ou fonte animal. Depois da invenção da 
máquina a vapor as máquinas passaram a fazer a grande maior 
parte do esforço, pelo menos nos países ricos. 
 
A sobrevivência do mais adaptável. 
Claramente a linguagem complexa é a parte estruturante dessas revoluções e 
das mudanças sociais que aconteceram nos últimos milhares de anos. 
Vivemos num período geológico chamado Holoceno, mas devido à influência 
enorme dos seres humanos no planeta, alguns pesquisadores chamam esse 
novo período de Antropoceno. A curiosidade de descobrir coisas novas está 
conosco desde que o primeiro ancestral vegetariano experimentou carne, 
desde que o outro, mesmo com medo, se aproximou do fogo e viu que era 
possível dominá-lo e também aquele que plantou a primeira semente que 
cresceu em uma plantinha. 
Apesar de claros aumentos na qualidade e na expectativa de vida dos 
humanos, estamos vivendo também as consequências da superpopulação 
humana a fome é uma delas. A falta de tratamento de esgoto e a falta de água 
potável são a maior causa de mortalidade infantil e de doenças que podem ser 
prevenidas no mundo. Outro problema sério é a produção de lixo. As indústrias 
tendem a despejar no mercado um produto de baixa qualidade e baixo custo, 
mas a durabilidade deste produto é pouquíssima e em pouco tempo o mesmo é 
descartado para se obter outro e outro e assim sucessivamente. Outro aspecto 
que gera lixo em proporções nunca vistas é que as embalagens, o plástico e o 
vidro, ficaram perigosamente baratos. E não há onde jogar isso, não tem como 
jogar fora, onde é “FORA” se toda a vez que jogamos fora estamos jogando em 
nosso próprio planeta? Não somos apenas a espécie que faz mal ao nosso 
planeta, somos também a espécie que é capaz de mudar o próprio destino. 
Mudanças em nossos hábitos já fazem grandes diferenças: Empreste e peça 
emprestado ao invés de comprar um produto novo. Compre produtos de melhor 
qualidade para diminuir o lixo do planeta. Cabe a nós decidirmos qual será o 
planeta que vamos deixar para gerações posteriores.