A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Resumão Biocel II AP 2

Pré-visualização | Página 5 de 7

motoras que se deslocam pelos microtúbulos. Como os axônios são enormes, atingindo 1 m de comprimento, os microtúbulos deveriam ficar polimerizados de uma extremidade a outra do axônio, mas quando atingem determinado comprimento, eles se desprendem e viajam pelo axônio carregando os neurotransmissores, como se fossem toras em um rio. 
Que particularidades possui o citoesqueleto do neurônio? Alguns microtúbulos se soltam do centrossoma e migram ao longo do axônio, transportando vesículas sinápticas e outras organelas. Os fi lamentos intermediários dos neurônios, os neurofilamentos, também são diferentes, possuem tabiques, ajudando a manter desobstruído o axônio
Complete as lacunas escolhendo entre os termos abaixo listados: 
A transmissão de um estímulo inicia-se quando a polaridade da membrana se inverte, ficando o interior POSITIVO e o exterior NEGATIVO. Isto se deve à abertura inicial de CANAIS DE SÓDIO. Ao atingir o botão sináptico abrem-se CANAIS DE CÁLCIO_ e com isso é disparada a EXOCITOSE dos neurotransmissores.
O que são sinapses? Como se classificam? As sinapses são os contatos funcionais entre um neurônio e outra célula. As sinapses elétricas só ocorrem entre dois neurônios do sistema nervoso central e correspondem a junções Gap. As sinapses químicas ocorrem tanto no SNC quanto fora dele e dependem da secreção de um neurotransmissor, para o qual há receptores na membrana da célula efetora.
O que é a polaridade da membrana? É o fato de o citoplasma ser negativo em relação ao meio extracelular. Essa diferença de distribuição de cargas é mantida pela bomba de Na + /K + e, em menor escala, pelos canais vazantes de K + .
O que garante que o estímulo seja propagado? Os canais iônicos, depois de se abrirem, passam por um período refratário, ficando inativos. Isso garante que apenas os canais à frente se abram, propagando o estímulo.
Como a membrana volta ao estado de repouso? É o resultado conjunto da atividade da bomba de Na + /K + , dos canais lentos de K + e do período refratário dos canais de Na + .
Como se forma e como se mantém o potencial elétrico da membrana de um neurônio? 
Através do trabalho em conjunto realizado pela bomba de sódio e potássio, pelos canais de potássio e pelos canais de sódio. Esses três irão regular a passagem de sódio e potássio, regulando a concentração de íons no meio intracelular. Quando o neurônio está em repouso, a bomba e os canais trabalharam para que o meio interno ficasse negativo, estando a membrana, polarizada. Quando o neurônio é ativado, ocorre o contrário.
Um neurônio em repouso gasta ATP? 
Em um neurônio, que está em repouso, a bomba de sódio e potássio funciona constantemente. Como sabemos, essa é uma forma de transporte ativo, contra o gradiente de concentração e dependente de ATP proveniente da glicose. 
Comente sobre a importância da bainha de mielina e como ela atua. 
A bainha de mielina é formada pelas célula de SCHUMANN. A membrana dessas células se enrola em volta do axônio, promovendo o isolamento elétrico, que impede que a despolarização da membrana de um neurônio induza a despolarização da membrana de um neurônio vizinho. Entre uma célula de schumann e outra existe um pequeno espaço, chamado de nódulo de Ranvier, são nesses espaços que estão os canais iônicos. Devido a esse fato é que dizemos que a propagação do impulso em um neurônio é saltatória.
A transmissão do impulso nervoso pelo neurônio pode ocorrer de 2 formas: Através das sinapses químicas ou elétricas. Diferencie essas duas formas 
Sinapses elétricas ocorrem apenas em neurônios do SNC. Os íons que provocam a despolarização da membrana passam diretamente do citoplasma de uma célula para a célula vizinha através de junções tipo gap, ocorrendo então, o contato entre as conexinas das duas células. 
Sinapses químicas o impulso passa de um neurônio para o outro através de neurotransmissores. Na membrana da célula pós sináptica existem receptores específicos para esses neurotransmissores. O tipo de sinapse química mais conhecida é a neuromuscular, a mais acessível para estudos. 
sinapses colinérgicas? Como exemplos desse tipo de sinapse têm a contração voluntária dos músculos esqueléticos.
Qual é a função do cálcio na transmissão sináptica? 
R: As vesículas só são exocitadas após a entrada de cálcio no terminal sináptico. O cálcio só consegue entrar na célula através dos canais de Ca++, que são ativados por voltagem. 
AULA 11
Qual a origem das células musculares esqueléticas? Como crescem? As células musculares se originam a partir de mioblastos que se fundem, dando origem a células longas e multinucleadas. O crescimento ocorre pela fusão de mais mioblastos às fibras existentes. O exercício também estimula a síntese de mais fibrilas contráteis, levando ao aumento do diâmetro da fibra muscular.
Quais são e quais as principais características dos outros tipos de músculo? O músculo liso e o estriado cardíaco são uninucleados e involuntários. O músculo cardíaco é formado por células que se encaixam umas nas outras e possuem muitos desmossomas entre si, para garantir a união e junções Gap, para a passagem dos íons que conduzem o estímulo de contração. Os músculos lisos não possuem um arranjo tão regular de actina e miosina, por isso não são estriados. São células alongadas e uninuleadas e sua contração é mais lenta e mais persistente que nos músculos esqueléticos.
Como se pode explicar o grande gasto de energia no músculo esquelético? 
No músculo esquelético o grande gasto de energia se deve não apenas ao funcionamento da Bomba de Na+/K+, como também à própria interação actina miosina.
Defina:
a) sarcômero – é a unidade de contração da fibra muscular;
b) sarcolema – corresponde à membrana plasmática da fibra muscular;
c) retículo sarcoplasmático – corresponde ao retículo endoplasmático liso da célula muscular;
d) túbulo T- ou túbulo transverso– ou túbulo transverso é uma invaginação do sarcolema no sentido transversal da fibra. Permite que o estímulo (despolarização) chegue rapidamente a todos os pontos da fibra;
e) tríade – é o conjunto formado por um túbulo T e dois elementos do retículo sarcoplasmático adjacentes a este.
Qual a função das seguintes proteínas acessórias:
a) alfa-actinina – principal proteína formadora do disco Z;
b) Cap Z – proteína do disco Z que protege a extremidade do filamento de actina da despolimerização;
 c) tropomodulina – proteína que protege a extremidade plus do filamento de actina da despolimerização;
d) troponina – proteína reguladora dependente de cálcio;
e) tropomiosina – proteína reguladora que encobre o sítio de ligação para miosina no filamento de actina;
f) nebulina– proteína que envolve o filamento de actina;
g) titina – proteína longa e espiralada que liga o disco Z aos feixes de miosina.
Por que nos referimos a filamentos de actina e a feixes de miosina? Porque a actina se dispõe em filamentos em torno de feixes formados por moléculas de miosina do tipo II que se ligam pelas caudas, formando feixes, e não filamentos isolados.
Como, uma vez no estado contraído, o sarcômero volta ao estado relaxado?A ligação de ATP às cabeças de miosina provoca seu desligamento do filamento de actina.
Por que ocorre a rigidez cadavérica? Porque, com a morte, cessa a produção de ATP, e, sem ATP, a miosina que estiver ligada à actina (músculo contraído) assim permanecerá.
AULA 12
O que caracteriza uma célula-tronco? Ser não diferenciada e possuir capacidade de dividir-se e originar tipos celulares especializados.
 O zigoto é uma célula-tronco? Sim.
 O que é o blastocisto? É a etapa do desenvolvimento embrionário após a mórula, em que o embrião é envolto por uma camada de células, o trofoectoderma, que dará origem à placenta, e uma massa central de células, os blastômeros, que darão origem ao embrião propriamente dito e aos demais anexos embrionários.
 De onde são retiradas as células-tronco embrionárias? Da massa central do blastocisto.
 Como se pode produzir um animal clonado, como a ovelha Dolly? Retira-se o núcleo de uma célula somática do animal que vai