A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
história da africa 1

Pré-visualização | Página 1 de 2

Disciplina:
	História da África (HID02)
	Avaliação:
	Avaliação I - Individual FLEX ( Cod.:650358) ( peso.:1,50)
	Prova:
	23583105
	Nota da Prova:
	10,00
	
	
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	No contexto do ensino da História da África deparamo-nos com diversos limites, tais como a pouca produção bibliográfica especializada. Para além deste quadro, para que ocorra a inserção daquela cultura e experiência humana no todo da história das mais diferentes sociedades mundiais, é necessário que ocorra a conjunção de outros dois principais fatores e pontos/frentes na forma de investimentos/aprofundamentos. Sobre estes pontos, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Estudar a cultura afro de forma aprofundada e estimular produções textuais sobre esse tema para exposição na escola no Dia da Consciência Negra.
	 b)
	Construir uma sensibilidade empática para com a experiência histórica dos povos africanos e uma constante atualização dos referenciais sobre África, africanos e afro-brasileiros.
	 c)
	Produzir conhecimentos que valorizem a cultura africana em detrimento da cultura europeia e fornecer subsídios para desconstruir a História da África para, em seguida, reconstruí-la no sentido de enaltecer os povos africanos.
	 d)
	Estimular o surgimento do que há de melhor, mas também aguçar as tendências mais conservadoras ligadas a um passado escravista mal assumido, bem como enaltecer e valorizar as influências africanas na historiografia brasileira, destacando-a como superior à cultura europeia.
	2.
	Até a década de 1930, os intelectuais brasileiros realizavam estudos sobre o negro baseados em ideias pseudocientíficas surgidas na Europa, na segunda metade do século XIX. E quase sempre, segundo Ianni (1998 apud CAMPOS, 2006, p. 11), ressaltavam o "trauma" da escravidão. Nas palavras de M. Amadou Mahtar, Diretor Geral da UNESCO (1974-1987), o fenômeno da escravidão, com o tráfico negreiro e a colonização, além de causar danos ao estudo do passado africano, trouxeram consigo "estereótipos raciais criadores de desprezo e incompreensão, tão profundamente consolidados que corromperam inclusive os próprios conceitos de historiografia". Também, a partir de 1930, os movimentos negros surgem no Brasil e, desde então, questões envolvendo racismo, a história dos negros no Brasil, entre outros temas relacionados ao tópico, passam a ser objeto de novas interpretações. Com relação às ações desses movimentos, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Em 1931, foi fundada a Frente Negra Brasileira, que chegou a se transformar em um partido político em 1936.
(    ) Em 16 de maio de 1932, devido à pressão dos movimentos negros, foi decretada e sancionada a lei que institui o Dia Nacional da Umbanda, que passou a ser comemorada no dia 15 de novembro.
(    ) Em 1934, Recife sediou o primeiro congresso afro-brasileiro que reuniu intelectuais e pessoas interessadas em compreender a influência africana na formação do Brasil.
(    ) Em 1944 foi fundado o Teatro Experimental do Negro, que apresentava uma expressiva produção teatral que buscava dinamizar a consciência da negritude brasileira e combater a discriminação racial.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: CAMPOS, Deivison Moacir Cezar de. O Grupo Palmares (1971-1978): um movimento negro de subversão e resistência pela construção de um novo espaço social e simbólico. Dissertação. Programa de Pós-Graduação em História da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, 2006.
OGOT, Bethwell Allan (org.). História Geral da África V: África do século XVI ao XVIII. Brasília: Unesco, 2010.
	 a)
	V - F - V - V.
	 b)
	F - F - V - V.
	 c)
	V - F - F - F.
	 d)
	F - V - F - V.
	3.
	Nos anos de 1980, ocorreu o processo de redemocratização do país. No novo contexto político, os livros didáticos foram tomados para estudos, quando foi identificada a ocorrência de determinados preconceitos e discriminações raciais, no sentido de que depreciavam e/ou supervalorizavam os feitos de indivíduos/sujeitos ao longo da história do Brasil. Quais são as populações que aparecem valorizadas e depreciadas naqueles materiais?
	 a)
	A valorização é feita às populações brancas, e a depreciação às populações amarelas.
	 b)
	A valorização é feita às populações brancas, e a depreciação às populações negras.
	 c)
	A valorização é feita às populações amarelas, e a depreciação às populações brancas.
	 d)
	A valorização é feita às populações negras, e a depreciação às populações nativas.
	4.
	Nas universidades brasileiras, os negros sempre estiveram presentes de forma minoritária, em contraste flagrante com a percentagem majoritária da população afrodescendente no total da população brasileira. Diante desse quadro, foram criadas políticas públicas que visavam à superação deste cenário com a inclusão de grupos historicamente marginalizados. Assim, surgem outras questões, em especial no que diz respeito aos impactos sociais de tais políticas públicas. Com relação aos impactos sociais resultantes da implementação das ações afirmativas de inclusão da população negra no Ensino Superior, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Conscientização da identidade afrodescendente e estímulo e confiança na realização pessoal das crianças e jovens negros.
(    ) Reconhecimento de que o passado de escravidão e racismo não pode ser mudado, e que no presente existe pouco por se fazer.
(    ) Combate ao racismo e o reconhecimento das contribuições benéficas de origem africana na formação de uma cultura brasileira.
(    ) Promoção do acesso democrático ao Ensino Superior e, através das quotas, reparar injustiças históricas.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - V - V - V.
	 b)
	V - V - F - V.
	 c)
	V - V - V - F.
	 d)
	V - F - V - V.
	5.
	Segundo Alberti (2013, p. 28) "a criança e o adolescente que se identificam e são identificados como brancos têm muito a ganhar com um ensino qualificado das histórias e culturas afro-brasileiras e indígenas. Se um menino que se identifica como branco se acha no direito de xingar um colega de classe identificado como negro por causa de sua raça ou cor, esse menino necessita de tanta ajuda quanto seu colega que sofre o preconceito". No Brasil, por meio da legislação, o ensino de história e cultura da África e dos afrodescendentes e indígenas são obrigatórios. Primeiro a Lei 10.639/03 que tornou obrigatório em todas as escolas do país o ensino de história e cultura da África e afro-brasileira e, posteriormente, a Lei 11.645/08 que acrescentou a essa obrigatoriedade o ensino de história e cultura indígena. Tomando como base o trecho e o conhecimento da Lei, assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: ALBERTI, Verena. Algumas estratégias para o ensino de história e cultura afro-brasileira. In.: PEREIRA, Amilcar Araujo; MONTEIRO, Ana Maria (orgs.). Ensino de História e culturas afro-brasileiras e indígenas. Rio de Janeiro: Pallas, 2013.
	 a)
	A proposta é incluir atores na História brasileira, tomando como suficiente para superação da desigualdade de raça.
	 b)
	Assume o Brasil como um país racista e exige da escola que se posicione contra a visão herdada dos europeus.
	 c)
	Volta-se para a adoção de medidas inclusivas na Educação, ampliando as culturas que vieram a existir na Constituição de 1988.
	 d)
	Acima de tudo, tal obrigatoriedade torna-se instrumento importante para o combate do racismo no Brasil.
	6.
	Nas mais diferentes tradições culturais existem as expressões do universo lúdico e folclórico de cantigas, brincadeiras e brinquedos. Trata-se de atividades que envolvem objetividade e subjetividade e que na maioria das vezes são transmitidas pela prática da oralidade. Com relação às expressões e brincadeiras que podem ser identificadas como pertencentes à cultura do povo africano, associe os itens, utilizando o código a seguir:
I- Uma, duas angolinhas.
II- O Saci-Pererê.