A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
EXERCICIOS

Pré-visualização | Página 5 de 11

e que defendia a resolução de conflitos por meio do diálogo, e não de guerras.
Analise as afirmações sobre esse contexto histórico da Contracultura:
I.      A geração Beat, surgida durante a década de 1950 e composta por jovens intelectuais, escritores e artistas que criticavam o consumismo e a idiotização das pessoas promovida pela cultura de massa, inspirou muitos jovens a questionarem o estilo de vida e os padrões da sociedade em que viviam.
II.    Na década de 1960, com a expansão das universidades e a concentração de jovens nesses espaços de discussão, somado à expansão dos meios de comunicação de massa como a televisão, o cinema, o rádio, etc., novos valores, gostos e padrões de comportamento foram difundidos e adotados pela juventude ao redor do mundo, como forma de questionar os padrões tradicionais.
III.   Os hippies, por exemplo, se opunham aos valores culturais da sociedade capitalista, que eram o trabalho intenso e diário, o patriotismo e nacionalismo (que divide a humanidade), a ascensão social e até mesmo o padrão estético.
É correto apenas o que se afirma em:
Escolha uma:
a. I.
b. I e II.
c. II e III.
d. I e III.
e. I, II e III.
Questão 7
Texto da questão
Alguns sociólogos argumentam que houve tanta fragmentação e reconfiguração cultural nas últimas décadas desde 1960, que um novo termo se tornou necessário para designar nossa época histórica atual: pós-modernidade.
 Analise as asserções abaixo sobre este tema e a relação entre elas:
I. Na pós-modernidade a esperança no progresso como cura para os males da humanidade foi se perdendo.
PORQUE
II. As inovações tecnológicas foram utilizadas para fazer a guerra, a jornada em direção à democracia se desviou em muitos países em direção ao fascismo, ao comunismo e a regimes teocráticos e intolerantes de vários tipos.
Escolha uma:
a. As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.
b. As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.
c. A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
d. A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
e. As asserções I e II são proposições falsas.
Parte inferior do formulário
Navegação do questionário
Questão1Esta páginaQuestão2Esta páginaQuestão3Esta páginaQuestão4Esta páginaQuestão 1
Texto da questão
Existem muitos agentes da lei, como delegados, juízes, desembargadores e outros que defendem a legalização e a regulamentação de todas as drogas. Segundo eles, a guerra às drogas gerou resultados desastrosos, como o genocídio de moradores de favelas, aumento do consumo de drogas e encarceramento em massa. Como é o nome da organização que reúne esses agentes da lei
Escolha uma:
a. UPP (Unidade de Polícia Pacificadora).
b. BOPE (Batalhão de Operações Especiais).
c. LEAP (Law Enforcement Against Prohibition).
d. FNAC (Force National Against Contribution).
e. FAAP (Force Autority Against Prohibition).
Questão 2
Texto da questão
No Tópico 5, ao dissertar sobre a escravidão que vivemos em relação ao trabalho, lemos o seguinte:
A violência constante e sistemática, necessária para arrancar o indivíduo de seu contexto a ponto de transformá-lo num escravo, essa impessoalização que esvazia as relações sociais foi parcialmente realizada pela Revolução Industrial e pelo crescimento das grandes cidades.
Analise as afirmações abaixo sobre como essa escravidão se dá na atualidade e suas consequências na vida dos indivíduos:
I.              É a rotina de trabalho 24/7 (24 horas por dia, 7 dias por semana), que elimina o tempo de interação entre as pessoas, que colocam suas forças e sua atenção nas demandas do trabalho.
II.            Os pais e mães geralmente passam o dia longe dos filhos, que não criam raízes emocionais e afetivas muito fortes, o que nos descontextualiza e nos desenraiza, distanciando-nos uns dos outros.
III.           Um ambiente 24/7 aparenta ser um mundo social, mas na verdade é um modelo não social, com desempenho de máquina – e uma suspensão da vida que não revela o custo humano exigido para sustentar sua eficácia.
IV.          na contemporaneidade são gastos bilhões de dólares em pesquisas dedicadas a reduzir o tempo de tomadas de decisões, a eliminar o tempo inútil de reflexão e contemplação, sendo isso chamado de progresso na atualidade.
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. I,II,III e IV.
b. I e II.
c. II, III e IV.
d. I,II e III.
e. III e IV.
Questão 3
Texto da questão
Em reação a esse design de forças na sociedade contemporânea, em que os indivíduos se tornaram escravos de um sistema econômico, o paradigma da dádiva, sistematizado por Alain Caillé em suas pesquisas, constitui uma das mais importantes contribuições contemporâneas da Escola Francesa de Sociologia, pois atualiza a crítica moral ao utilitarismo da sociedade moderna.
Analise as afirmações abaixo sobre essa reação contemporânea ao utilitarismo econômico:
I.              A crítica do utilitarismo econômico é fundamental para estes pesquisadores, pois promovem uma moral coletiva justa para a vida social e que não seja absorvida pela economia utilitarista, baseada no crédito e na dívida, e que interessa apenas às grandes instituições financeiras citadas acima.
II.            O dom ou a dádiva tratam da presença de uma obrigação social forjada em três movimentos – a doação, a recepção e a retribuição – que existiria, segundo Mauss, em todas as sociedades tradicionais e modernas. Essa é a razão fundamental para a existência das alianças sociais que geram a vida em comunidade, promovendo relações baseadas na confiança, na amizade e na solidariedade.
III.           Nessa perspectiva, a economia de mercado em que vivemos gera uma vida comunitária artificial, líquida e sem gravidade; o foco sai das pessoas e das relações e vai para os objetos e a performance virtual
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. I e III.
b. I, II e III.
c. I.
d. I e II.
e. II e III.
Questão 4
Texto da questão
Segundo Carneiro (2005)
Ópio, cannabis, cogumelos, cactos, todas as formas de consumo de álcool, tabaco, café e chá são algumas dessas substâncias e plantas que têm uma importância se não igual, superior às plantas alimentícias, pois as drogas são alimentos espirituais, que consolam, anestesiam, estimulam, produzem êxtases místicos, prazer intenso e, por isso, instrumentos privilegiados de sociabilidade em rituais festivos, profanos ou religiosos. Os estímulos estéticos, ou seja, dos sentidos, oferecem um programa do prazer para a vida humana. Os estimulantes sensoriais são importantes substâncias como relevantes e múltiplos papeis culturais. Seu uso constitui o imaginário da própria felicidade, numa conexão direta com o prazer sexual. Por tudo isso, as drogas são também objeto de um imenso interesse político e econômico. Seu domínio é fonte de poder e riqueza. Sacerdotes, reis, estados, a medicina e outras instituições sempre disputaram o monopólio do seu controle e a autoridade na determinação das formas permitidas de seu uso.
Segundo essa citação, podemos dizer que
Escolha uma:
a. podemos já vislumbrar o modo pelo qual o início da atividade geral de formação de atitudes maximiza as possibilidades por conta do proibicionismo abolicionista.
b. todas estas questões, devidamente ponderadas, levantam dúvidas sobre se o acompanhamento das preferências de consumo nos obriga à análise dos níveis de motivação departamental. Evidentemente, a adoção de políticas descentralizadoras talvez venha a ressaltar a relatividade das regras de conduta normativas.
c. controlar essas substâncias significa controlar o comportamento das pessoas, direcionando suas ações no sentido dos interesses de quem as controla. Nessa perspectiva, a proibição de certas substâncias e de certas condutas, seria uma nova forma de controle social.
d. acima de tudo, é fundamental ressaltar que a complexidade dos estudos efetuados desafia a capacidade de equalização das condições financeiras e administrativas exigidas. Desta maneira, a execução dos pontos