A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
EXERCICIOS

Pré-visualização | Página 8 de 11

a ânsia da ordem do Estado não permite dor de consciência sobre o que foi deixado para trás.
Questão 4
Texto da questão
Os pensadores chamados de subjetivistas tratam o poder como um fenômeno entre indivíduos, que implica certa relação de conflito entre eles. Assim, o poder pressupõe uma relação de conflito, na qual há indivíduos com vontades e que utilizam certos recursos (meios de poder) para impor sua vontade contra qualquer tipo de resistência.
Analise as afirmações sobre essa concepção de poder:
I.              Assim, percebemos que o poder só existe enquanto houver relação humana, pois envolve duas ou mais pessoas na tentativa de adequá-las a uma ordem, a um comando, ou a outra forma de controle.
II.            É provável que Max Weber tenha formulado a melhor concepção subjetivista de poder, tratando-o como a probabilidade de um indivíduo impor sua vontade a outro, independente de qualquer resistência, não importando a base sobre a qual esta probabilidade resida.
III.           Não a intenção de fazê-lo amar “o Poder”, ou de sussurrar-lhe que este “Poder” não é tão ruim quanto se diz, mas de fazê-lo visitar alguns dos cruzamentos e esquinas em que a palavra Poder se revestiu do sentido, a um só tempo vago e maléfico, que possui em nossa fala cotidiana, e isso graças a deslocamentos conceituais por vezes surpreendentes.
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. II e III.
b. I e II.
c. I.
d. I, II e III.
e. I e III.
Questão 5
Texto da questão
Thomas Hobbes argumentou que a maior instância de poder que deve existir numa sociedade é o Estado, pois acreditava que os homens não respeitam uns aos outros quando não existe um poder capaz de manter a todos em respeito, pois cada um espera que seu semelhante lhe atribua o mesmo valor que ele atribui a si próprio.
Analise as afirmações abaixo a respeito de como Thomas Hobbes interpretava a vida em sociedade:
I.              Essa situação estimularia uma luta de todos contra todos pelo desejo do reconhecimento, pela preservação da vida e da realização daquilo que cada um deseja; por isso Hobbes criou a famosa expressão “O homem é o lobo do homem”.
II.            Nessa perspectiva, a liberdade seria prejudicial para a relação entre os indivíduos, pois na falta de “freios”, todos podem tudo, contra todos os outros.
III.           A paz só seria possível quando todos renunciassem à liberdade que têm sobre si mesmos, e a entregassem ao Estado, realizando um pacto e uma trégua.
IV.          O Estado seria o resultado do “pacto” feito entre os homens para que todos renunciassem à “liberdade total” que tinham num suposto estado de natureza, aceitando que o poder se concentre nas mãos de um governante soberano.
 
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. I e II.
b. I, II e III.
c. I, II, III e IV.
d. I e III.
e. II e III.
Questão 6
Texto da questão
Thomas Hobbes (1588-1679) introduziu o conceito de poder nas reflexões dos pensadores ocidentais, e esse conceito se tornou elemento central de análise da realidade para as ciências humanas. A publicação da obra de Hobbes intitulada O Leviatã, em 1651, não apenas destacou o caráter conflituoso do poder e da natureza humana, como também introduziu a ideia de uma instituição reguladora (o Estado) das relações humanas.
Analise as afirmações abaixo sobre a visão de Thomas Hobbes a respeito do poder:
I.                    Para Hobbes, o poder é uma qualidade essencial e, portanto, uma propriedade intrínseca aos indivíduos que pode ser incorporado e acumulado.
II.                  Para Hobbes, o poder é tratado como um recurso e, portanto, como uma propriedade do indivíduo que lhe confere maiores probabilidades de realizar seus anseios, obtendo ou acumulando algum tipo de valor ou benefício.
III.                Estes valores ou benefícios são chamados por Hobbes de bens, não sendo necessariamente bens materiais, mas qualquer coisa que possibilite algum tipo de favorecimento, ganhos, valores, bens, etc. aos indivíduos.
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. I.
b. I e II.
c. II e III.
d. I e III.
e. I, II e III.
Questão 7
Texto da questão
Alguns autores identificaram o poder como um fenômeno objetivo, externo, generalizado e irredutível aos indivíduos. Nessa concepção, chamada de objetivista, o poder não está apenas nas relações humanas, mas decorre das estruturas das instituições que organizam as relações humanas.
Analise as afirmações abaixo a respeito da concepção objetivista do poder:
I.              O poder não depende das vontades individuais, na medida em que deve ser tratado como um fenômeno objetivo, social, coletivo e generalizado.
II.            Nessa perspectiva, a vontade política é um produto da estrutura de normas e regras, entendida como um conjunto de instituições, regras, normas e procedimentos produzidos historicamente que influencia de maneira profunda as mentes das pessoas, orientando suas condutas e comportamentos.
III.           Bourdieu constatou que as instituições sociais incidem sobre os indivíduos influenciando fortemente sobre suas maneiras de pensar, sobre suas crenças, percepções, apreciações e julgamentos, fazendo com que os indivíduos não apenas entendam o mundo de forma hierarquizada, mas também aceitem inconscientemente as divisões e hierarquias do mundo social.
É correto apenas o que se afirma em
Escolha uma:
a. I, II e III.
b. I e III.
c. II e III.
d. I.
e. I e II.
Questão 1
Texto da questão
As mobilizações populares ocorridas a partir de 2011, no norte da África, chamam a atenção pela centralidade do uso da Internet como ferramenta de articulação, mobilização e divulgação de informações em tempo real, principalmente nas redes sociais como o Twitter e o Facebook. Como ficaram conhecidas essas manifestações populares?
Escolha uma:
a. Outono Islâmico
b. Primavera Árabe
c. Verão Escaldante
d. Inverno Árabe
e. Primavera Africana
Questão 2
Texto da questão
Segundo o pesquisador Stefan Wray, em 1998 já há registros do surgimento de duas importantes expressões do ciberativismo nas práticas dos indivíduos conectados à Internet. Que expressões práticas seriam essas?
Escolha uma:
a. 1) a desobediência civil eletrônica; 2) o “militarismo”.
b. 1) a desobediência civil eletrônica; 2) o “hacktivismo”.
c. 1) a desobediência civil eletrônica; 2) o “hackterrorismo”.
d.  1) a desobediência militar eletrônica; 2) o “hacktivismo”.
e. 1) a desobediência federal eletrônica; 2) o “organicismo”.
Questão 3
Texto da questão
Com o crescimento do Liberalismo no decorrer do século XX, e a adoção desse sistema econômico em quase todo o mundo, toda a nossa concepção a respeito de como deveriam ser nossas relações econômicas passou a ser culturalmente produzida por valores liberais. Assim, passamos a acreditar que todos os bens produzidos pelos seres humanos deveriam ser propriedade privada de alguém e que o acesso a qualquer conteúdo só poderia se dar através da venda. No entanto, a partir da década de 1960 alguns programadores de computador começaram a desenvolver softwares de maneira colaborativa, informal e em rede e isso lhes gerava paixão pelo trabalho que desenvolviam.
Como passaram a se autodenominar esses programadores libertários?
Escolha uma:
a. Anarco-capitalistas
b. Crackers
c. Protestantes
d. Liberais
e. Hackers
Questão 4
Texto da questão
Os hackers são estimulados pelo reconhecimento numa comunidade de programadores onde compartilha suas paixões, e este reconhecimento é mais importante para os hackers do que ter dinheiro ou um trabalho de qualquer tipo.
Por que essa perspectiva é transformadora?
Escolha uma:
a. Essa perspectiva é transformadora porque a nível organizacional, a consulta aos diversos militantes oferece uma interessante oportunidade para verificação dos relacionamentos verticais entre as hierarquias. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como a execução dos pontos do programa.
b. Essa perspectiva é transformadora porque coloca a relação humana de reconhecimento na comunidade, como uma “moeda” mais importante do que o dinheiro, assim questionando