A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
414 pág.
743_manualsinalizacaorodoviaria

Pré-visualização|Página 1 de 414

DNIT
MINISTÉRIO DOS TRANSPORTES
DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES
DIRETORIA GERAL
DIRETORIA EXECUTIVA
INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁRIAS
MANUAL DE SINALIZAÇÃO RODOVIÁRIA
Edição
2010
Publicação IPR - 743

MINISTRO DOS TRANSPORT ES
Dr. Paulo Sérgio Oliveira Passos
DIRETOR GERAL DO DNIT
Dr. Luiz Antonio Pagot
DIRETOR EXECUTIVO DO DNIT
Eng.
o
José He nrique Coelho Sadok de Sá
DIRETOR DE INFRAEST RUTURA RODOVIÁRIA
Engº Hideraldo Luiz Caron
INSTITUTO DE PESQUISAS RODOVIÁ RIAS
Eng.
o
Chequer Jabour Chequer

MANUAL DE SINALIZAÇÃO RODOVIÁRIA

43 
MT/DNIT/IPR 
 
Os sinais de atrativos turísticos são predominantemente 
retangulares, com posicionamento do lado maior na horizontal e 
fundo na cor marrom. 
 
Sinais de identificação de rodovia, com a forma de brasão e 
fundo na cor branca. As rodovias estaduais têm outro tipo de 
brasão. 
 
Os sinais de identificação de municípios, logradouros e regiões 
de interesse de tráfego, de identificação de pontes, passarelas, 
viadutos túneis e passarelas, de identificação de limites, divisas 
e fronteiras, de praças de pedágio, indicativas de nome de 
rodovia, indicativas de distância de rodovias são 
predominantemente retangulares, com o lado maior na 
horizontal e fundo na cor azul. 
 
Os sinais de indicação de serviços auxiliares, de forma 
retangular, com o lado maior na vertical e com fundo branco, 
são dispostos em placas de fundo azul formando placas, 
predominantemente, placas retangulares com o lado maior na 
horizontal. 
Além dessas configurações, que caracterizam os diversos tipos de sinais, ocorrem ainda os casos 
particulares apresentados na Figura 4. 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
44 
MT/DNIT/IPR 
Figura 4 – Casos particulares – Formas e cores 
 
Sinal de regulamentação de Parada obrigatória 
de forma octogonal e com fundo vermelho. 
 
Sinal de regulamentação Dê a preferência, de 
forma triangular, com o vértice na parte inferior, 
com fundo branco e borda vermelha. 
N Ú MER O D E L IN H AS FÉR R EAS
 
Sinal de advertência de Cruzamento de ferrovia 
em nível, com a forma de Cruz de Santo André. 
 
Sinal de advertência de obras, com fundo na cor 
laranja. 
 
Sinal de advertência sentido único, na forma 
retangular 
 
Sinal de advertência sentido duplo, na forma 
retangular 
 
 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
45 
MT/DNIT/IPR 
2.2. SINAIS DE REGULAMENTAÇÃO 
Os sinais de regulamentação têm por objetivo notificar o usuário sobre as restrições, proibições e 
obrigações que governam o uso da via e cuja violação constitui infração prevista no capítulo XV do 
Código de Trânsito Brasileiro (CTB), bem como notificar sobre a permissão de estacionar em 
determinado local. 
Além da forma normalmente circular, da orla vermelha e do fundo na cor branca, os sinais de 
regulamentação possuem o símbolo ou legenda na cor preta, e ainda uma tarja diagonal vermelha no 
caso dos sinais de proibição. 
As exceções já citadas são o sinal de Parada Obrigatória que, além da forma octogonal e fundo 
vermelho, possui legenda na cor branca, e o sinal Dê a Preferência, que se diferencia pela forma 
triangular. 
As dimensões dos sinais variam em função das características da via, principalmente no tocante à sua 
velocidade de operação, de forma a possibilitar a percepção do sinal, a legibilidade e a compreensão 
de sua mensagem, por parte do usuário, dentro de um tempo hábil para que se realize a operação 
ditada por esta mensagem. As dimensões dos sinais de regulamentação indicadas no 
Anexo A – Projetos-tipo, sendo as do tipo I correspondentes a rodovias com velocidade de operação 
igual ou inferior a 60 km/h e as do tipo II correspondentes à velocidade de operação superior a 60 
km/h, devem ser adotadas, sempre que possível. Outras dimensões também são admitidas, 
consideradas as condições locais do trecho de rodovia que estiver sendo objeto do projeto de 
sinalização, desde que se observe o disposto no item 4.6 – Dimensões, do Volume I - do Manual 
Brasileiro de Sinalização de Trânsito do CONTRAN - Conselho Nacional de Trânsito (Resolução 
180/2005). 
2.2.1. Posicionamento dos sinais de regulamentação 
a) Posicionamento transversal 
No tocante ao seu posicionamento transversal, os sinais de regulamentação são colocados 
normalmente à margem direita da via, dela guardando uma distância segura, porém dentro do cone 
visual do motorista, e voltados para o fluxo de tráfego, conforme mostrado nas Figuras 5 e 6 a seguir: 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
46 
MT/DNIT/IPR 
Figura 5 – Posicionamento dos sinais de regulamentação – Pista sem acostamento 
Min.1,20 m
Pista
Bo
rd
o 
da
 
pi
st
a
1,
20
 
m
1,
20
 
m
PISTA SEM ACOSTAMENTO
 
 
 
Figura 6 – Posicionamento dos sinais de regulamentação – pista com acostamento 
min 1,20 m
AcostamentoPista
1,
20
 
m
1,
20
 
m
PISTA COM ACOSTAMENTO
 
 
b) Posicionamento longitudinal 
Os sinais de regulamentação têm seu posicionamento ao longo da via condicionado pela distância de 
visibilidade necessária para sua visualização e pelo tipo de situação que se está regulamentando. 
A distância de visibilidade necessária para a visualização do sinal é composta pela distância de 
percurso na velocidade de operação da via, correspondente ao tempo de percepção e reação, acrescida 
da distância que vai desde o ponto limite do campo visual do motorista até o sinal (ver Figura 7). A 
tabela 1 a seguir relaciona distâncias de visibilidade para as velocidades de operação comumente 
consideradas, para um tempo de percepção e reação de 3 segundos. 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
47 
MT/DNIT/IPR 
Tabela 1 – Distâncias de visibilidade para as velocidades de operação 
 
 
 
 
 
 
 
Já o posicionamento, em função do tipo de situação que se está regulamentando, é discutido adiante, 
para cada um dos sinais, sempre que necessário. 
Figura 7 – Posicionamento do sinal de regulamentação 
Distância de visibilidade
para o sinal de regulamentação
Distância de 
 percepção e reação
Limite de visualização 
 do sinal
LEGENDA
Velocidade de operação da via
Início da área de
 influência do sinal
Sinal de
regulamentação
 10
V 
V 
 
 
A fim de facilitar sua indicação em projetos, os sinais de regulamentação são reunidos em ordem 
sequencial, segundo os correspondentes números de código oficial da Resolução No. 180, de 26 de 
agosto de 2005 do CONTRAN, conforme se apresenta nos desenhos a seguir (ver Figura 8), 
indicando-se expressamente o nome e a página onde, detalhadamente, as condições de aplicação de 
cada um são apresentadas. 
Velocidade de Operação 
(km/h) 
Distância Mínima de Visibilidade 
(m) 
40 
60 
80 
100 
110 
70 
85 
105 
120 
130 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
48 
MT/DNIT/IPR 
Figura 8 – Sinais de regulamentação 
Sinal Código Nome Página 
 
R-1 Parada obrigatória 56 
 
R-2 Dê a preferência 59 
 
R-3 Sentido proibido 81 
 
R-4a Proibido virar à esquerda 82 
 
R-4b Proibido virar à direita 82 
 
R-5a Proibido retornar à esquerda 83 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
49 
MT/DNIT/IPR 
Sinal Código Nome Página 
 
R-5b Proibido retornar à direita 83 
 
R-6a Proibido estacionar 83 
 
R-6b Estacionamento regulamentado 91 
 
R-6c Proibido parar e estacionar 84 
 
R-7 Proibido ultrapassar 85 
 
R-8a Proibido mudar de faixa ou pista de trânsito da esquerda para direita 86 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
50 
MT/DNIT/IPR 
Sinal Código Nome Página 
 
R-8b Proibido mudar de faixa ou pista de trânsito da direita para esquerda 86 
 
R-9 Proibido trânsito de caminhões 86 
 
R-10 Proibido trânsito de veículos automotores 87 
 
R-11 Proibido trânsito de veículos de tração animal 88 
 
R-12 Proibido trânsito de bicicletas 88 
 
R-13 Proibido trânsito de tratores e máquinas de 
obras 88 
Manual de Sinalização Rodoviária 
 
 
51 
MT/DNIT/IPR 
Sinal Código Nome Página 
20 t
 
R-14 Peso bruto total máximo permitido 77 
 
R-15 Altura máxima permitida 78 
 
R-16 Largura máxima permitida 78 
 
R-17 Peso máximo permitido por eixo 79 
 
R-18 Comprimento máximo