A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
AP3_JEAN_MICHEL_RANGEL_DE_OLIVEIRA

Pré-visualização | Página 1 de 2

Ap3 Arquitetura tcp/ip
5405578 - Jean michel rangel de oliveira
1
1.Conceituação sobre Arquiteturas de rede
2
Redes
1.1 Modelagem da rede em camadas.
A modelagem de rede em camadas permite com que, cada camada agregue valor através dos serviços fornecidos pelas camadas anteriores, garantem a independência entre elas quando definido os serviços providos entra a camada mais baixa para a mais alta, não dependendo de como foi realizado esse serviço, facilitando também a resolução de problemas caso haja algum.
MODELO OSI
MODELO TCP/IP
3
1.2 Funções, serviços e protocolos de rede.
Protocolos de rede são as várias normas que possibilitam a comunicação através da conexão via internet entre duas ou mais máquinas. São responsáveis pela transmissão dos pacotes de dados entre a origem e o destino. Cada protocolo tem sua variação determinada pelo tipo de serviço utilizado e a sua devida camada. As principais camadas e seus protocolos são:
 
camada de aplicação: WWW, HTTP, SMTP, Telnet, FTP, SSH, NNTP, RDP, IRC, SNMP, POP3, IMAP, SIP, DNS, PING;
camada de transporte: TCP, UDP, RTP, DCCP, SCTP;
camada de rede: IPv4, IPv6, IPsec, ICMP;
camada de ligação física: Ethernet, Modem, PPP, FDDi.
4
1.3 Visão Geral sobre o Modelo OSI e suas camadas
Modelo Osi foi desenvolvido com o intuito de facilitar a interconexão de sistemas de computadores.
A comunicação ocorre através do processo chamado Encapsulamento, que deriva da transmissão de um dado através de cada camada, onde cada uma recebe imediatamente da camada superior a informação, acrescenta as informações as quais é responsável e é passado os dados para camada imediatamente inferior.
Aplicação
Apresentação
Sessão
Transporte
Rede
Enlace
Física
Transmissão
Aplicação
Apresentação
Sessão
Transporte
Rede
Enlace
Física
Recepção
5
1.4 Visão Geral sobre a arquitetura TCP/IP.
A arquitetura TCP/IP é formado por um grande conjunto de diversos protocolos e serviços de rede. Seu nome deriva dos dois protocolos mais usados e importantes. 
TCP: Protocolo de transporte e que garante que os dados não se corrompam ou sejam alterados no seu trajeto.
IP: Protocolo de endereçamento. Responsável por fornecer uma maneira de identificar cada maquina na rede (endereço de IP).
Suas principais caracteristicas são: 
	Garantia que os pacotes seraão entregues sem alteração, sem terem sido corrompidos e na ordem correta.
	Verificar a integridade dos dados transmitidos entre a origem e destino.
	Confirmação de entrega dos dados corretamente entre origem e destino.
	
6
2.Descrição da arquitetura TCP/IP
7
Redes
2.1 Visão Geral sobre os protocolos da Arquitetura TCP/IP.
	A arquitetura TCP/IP é usada em diversos momentos do nosso dia-a-dia.
	Por exemplo, através do nosso navegador, o protocolo HTTP utiliza o protocolo TCP/IP para o envio e recebimento das páginas HTML e todos os outros tipos de dados.
	O protocolo FTP que é usado para receber e enviar arquivos, também utiliza o protocolo TCP/IP.
	Nossos softwares de email que usam o SMTP e POP3 para enviar e receber as mensagens, também utilizam o protocolo TCP/IP . 
	Até mesmo outros programas que utilizam o protocolo DNS pra localizar um endereço IP de um computador a partir do seu nome.
	
8
2.2 Protocolos de Camada de Transporte
A camada de transporte tem como finalidade permitir a conversação entre os hosts de origem e destino, utilizando o protocolo SCTP, TCP ou o UDP de acordo com a necessidade.
	
	TCP – Transmission Control Protocol
	UDP – User Datagram Protocol
	SCTP – Stream Control Transmission Protocol
	
9
2.2.1. Protocolos TCP e UDP
	O protocolo UDP utiliza o protocolo IP para transportar entre as aplicações de origem e destino. Os dados são encapsuldo em um datagramas UDP, que por sua vez, são encapsulados em datagramas IP, que encaminha o datagram IP da estação de origem até a estação de destino. O serviço de datagrama é considerado não confiável e sem conexão, pois não garante a entrega, sua sequência, não existe uma comunicação prévia entre as aplicações e cada datagrama é tratado de forma independente, o caminho é definido pelo processo de roteamento.
	O protocolo TCP tem como sua maior diferença, a conexão orientada e garantia de que a transferência ocorrerá de forma certa, pois possui serviços de controle de fluxo e congestionamento para que os dados cheguem de forma correta ao seu destino.
	
10
2.2.2. Conceito de Portas de Comunicação e Multiplexação
As portas de comunicação são usadas para que cada programa trabalhe com um protocolo e/ou serviço específico, sendo vinculado a um número de porta.
	Por exemplo:
Se estamos navegando na internet, jogando online e fazendo um download através de um protocolo FTP, o sistema precisa saber exatamente para onde vai cada informação. O nosso navegador utiliza o protocolo HTTP para transportar os dados entre o servidor Web e o navegador, para que essa informação não se perca, é utilizado por padrão a porta 80. No caso do serviço FTP é utilizado a porta 20. Assim tendo cada informação devidamente entregue em cada local exato.
	Isso permite que vários programas funcionem ao mesmo tempo, na mesma máquina e esteja em constante troca de dados com um mais servidores ou serviços.
	
Portas TCP
Portas UDP
11
2.2.2. Conceito de Portas de Comunicação e Multiplexação
A Multiplexação consiste no compartilhamento de dois ou mais canais através de um mesmo meio de transporte, permitindo assim várias comunicações simultâneas. É necessário um multiplexador para filtrar cada sinal enviado, identificando assim a mensagem de cada usuário. Após essa filtragem os dados são encaminhados ao demultiplexador.
	Os métodos mais populares de multiplexação são por:
	TDM (Time Division Multiplexing)
	FDM (Frequency Division Multiplexing)
	CDM (Code Division Multiplexing)
	
	
12
2.2.3. Mecanismos de Controle de Fluxo do TCP
	O controle de fluxo no TCP serve para evitar que a informação viagem de forma muito rápida entre o transmissor e o receptor. 
	É implementado através de uma variavel, chamada de Recieve Window, mantendo a capacidade de armazenamento do buffer de recepção (armazena os bytes de forma sequencial e correta, até serem processados).
	
	
	
13
2.3 Protocolos da Camada de Rede
Protocolo IPv4 – É utilizado desde a criação da Internet. Tem seus endereços no padrão de 32 bits e possui mais ou menos 4bilhões de combinações de endereços IP em todo o globo, o que faz com que ela não tenha mais capacidade de expansão, impossibilitando assim, a sustentabilidade da demanda mundial, atualmente também possui diversas falhas de segurança.
Protocolo IPv6 – Veio para ser o sucessor do IPv4. Seus endereços são no padrão de 128 bits, possuindo cerca de 340 undecilhões de endereços IP. Possui recursos de segurança de rede e também simplifica as atribuições de endereços.
	
14
2.3.1. Endereçamento IPv4 e IPv6
Endereçamento IPv4 – Existem três tipos de endereços dentro do intervalo de endereço de cada rede IPv4. 
	Endereço de Rede: modo padrão de se referir a uma rede;
	Endereço de Host: endereço exclusivo de todo dispositivo final;
	Endereço de Broadcast: endereço que permite a comunicação de todos os hosts da rede;
Endereçamento IPv6 – Já o IPv6 não possui mais os endereços e a comunicação via broadcast.
	Endereço Unicast: Comunicação Um para Um;
	Endereço Multicast: Comunicação Um para Muitos;
	Endereço Anycast: Configurado em múltiplas interfaces;
	
	
15
2.3.2. Subnetting
Subnetting é usado para determinar qual subnet/network um determinado pacote de IP pertence.
	Quando o pacote IP é recebido pelo roteador, ele determina a qual rede esse pacote pertence através do Subnetting. 
Possui três Classes:
	Classe A - 255.0.0.0 - 11111111.00000000.00000000.00000000 -ff:00:00:00
	
	Classe B - 255.255.0.0 - 11111111.11111111.00000000.00000000 - ff:ff:00:00
	
	Classe C - 255.255.255.0 - 11111111.11111111.11111111.00000000 - ff:ff:ff:00
16
Referências bibliográficas.
COMER, Dougras