A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
49 pág.
Aulas de Silvestre 6 semestre

Pré-visualização | Página 6 de 14

– Ressecamento do globo ocular
Neoplasia escamosaMudas as células, trocar um tecido por outro, assim terá a descamação de todos os sistemas. 
Assim todos os órgãos podem sofrer essa metaplasia, tendo uma perda da função, exemplo: Metaplasia em trato respiratório pode resultar em uma pneumonia secundária a metaplasia, assim primeiro trata e depois suplementa com vitamina A.		
Alterações em ductos
TRATAMENTO 
A melhor forma de aplicação é injetável, pois a vitamina é sensível a luz e a água
É MUITO DIFICIL FECHAR UM DIAGNÓSTICO 100%, o que complica, porque dependendo do tratamento pode até causar uma Hipervitaminose. 
Assim o tratamento depende dos sinais clínicos, se tiver muito apático, não comendo, pode injetar vitamina A pela primeira vez. Caso os sintomas não sejam tão persistentes faz uma suplementação de vitamina oral. Só muda a dieta do animal quando ele estiver bem de saúde. 
Tratar as infecções secundárias e depois ir mudando a dieta
Suplementação vitamínica: Colocar a gota do multivitamínico no bico do animal, ou usar o pó e misturar na ração. 
INTOXICAÇÃO POR METAL PESADO 
Mais comum por chumbo ou zinco 
CHUMBO-- (presença em soldas de gaiola, parede com tinta velha, cerâmica, bijo, gesso de parede, chumbinho [chumbo de tiro]etc). 
ZINCO—(Fiação, moedas, material galvanizado (gaiolas de pior qualidade, potes de comida e água). 
SINAIS CLINICOS
EFEITOS NEUROMUSCULARES: Vai desmielinizar a bainha, assim não vai ter os impulsos alterando funções neuromotoras. 
EFEITOS NEUROLÓGICOS – Convulsões, afeta o metabolismo de carboidrato, quando tem essas alterações geralmente não aguentam. g
EFEITOS HEMATOLÓGICOS – Eritrócitos terá uma sobrevida menor, provocando uma anemia cada vez pior, também irá gerar um efeito renal, lesionando os néfrons. 
EFEITO HEPÁTICO – Redução das substâncias que interferem na alimentação 
EFEITO GASTROINTESTINAL – Morte dos enterócitos, acabando gerando “buracos” que faz com que gere contato com o meio externo, assim a nutrição fica afetada. 
MAIS COMUNS: Letargia, “headtilt”, ataxia, anorexia. 
OBS: Quando tem sinais neurológicos o prognóstico é pior que os sintomas específicos. 
DIAGNÓSTICO
Pode ser baseado em sinais e anamnese
RX (presença de metal pesado) – Nem sempre quando está negativo na imagem é sinal que não tem nenhum objeto.
Exames laboratoriais – anemia severa regenerativa
Mensurar chumbo/zinco 
TRATAMENTO 
Agentes quelantes: Se ligam ao metal pesado, assim forma uma liga tão forte que é secretado e o organismo não consegue absorver mais 
Ca-EDTA (faz o cálcio EDTA, assim o EDTA faz uma ligação mais forte com o metal do que o cálcio) É o mais fácil de se comprar. O tratamento precisa ser injetável. 
TRATAMENTO EM CONJUNTO PARA AJUDAR
Carvão aditivado (ajuda a diminuir a absorção)
Suporte alimentar (terá que ter cuidado porque pode ter lesão dos enterócitos, o ideal é que faça a papinha) e junto pode fazer o probiótico.
INTOXICAÇÃO POR POLITETRAFLUOETHYLENO 
Animais que ficam na cozinha
A fumaça transparente por panelas super aquecidas sendo fatal apara as aves
Em aves o corticóide causa uma supressão do sistema imune chegando a zerar, nesse caso pode até ajudar.
 Morte súbita, dispneia, ataxia, depressão, hemorragia e edema pulmonar 
Tratamento = oxigênio, diurético, corticóide, atb
PROLAPSO
Deslocamento de um órgão da sua posição ideal 
O prolapso não uma doença em si, mas resposta de algum problema.
Nas aves pode prolapsar, cloaca, intestino e oviduto 
É importante fazer uma boa anamnese porque as vezes não se dá para ver. 
Tanto em prolapso de intestino como de ovíduto, a cloaca prolapsa junto. 
Água gelada pode ajudar no edema, assim pode empurrar para dentro
PERGUNTA 
--E se faz a redução, tratou o problema e voltou? R: Dependendo tem que fazer cirurgia, assim dentro faz um pontinho, prendendo o tecido. 
E se o material estiver necrosado terá que fazer uma cirurgia de ressecção. 
RETENÇÃO DO OVO 
O ovo as vezes é muito grande em relação ao animal. 
CAUSAS 
Nutricional: Tá com uma dieta nutricional muito ruim, ou está colocando ovo mês por mês, assim não consegue repor a nutrição. 
Obesidade: Falta de exercício (flacidez da musculatura, acidentes perto da postura dos ovos [pode quebrar o ovo]), manejo inadequado, má formação do ovo (a contração das musculatura não consegue empurrar o ovo), pré disposição genética. 
DIAGNÓSTICO
Palpação (se tiver em região abdominal é palpável), RAIO X, anamnese. 
TRATAMENTO
Tratamento suporte, massagem (pode tentar fazer a eliminação do ovo, porém tomar cuidado para não quebrar), pode fazer prostaglandina E2 se tiver certeza que não está obstruído, pode inserir cálcio para ajudar na contenção; e cirúrgico (70% dos casos). 
ALTERAÇÃO DE PENAS POR NUTRIÇÃO INADEQUADA
Excesso de gordura
Penas quebradiças 
Coloração anormal
Presença de marcas de estresse
Automutilação 
CLAMIDIOSE 
É uma zoonose, causa pneumonia bem significativa; gera sinais respiratórios. 
 Chlamydia psittaci - Chlamydophila psittaci BactériaGram-negativa - intracelular obrigatória (parece vírus), precisa de uma célula para se reproduzir, sendo uma bactéria difícil de ser tratada
CocobaciloGram-negativo 
--6 sorovares de origem aviária (A – F) 
SOROTIPO A – PSITACIFORMES 
SOROTIPO B – POMBOS 
SOROTIPOS C, D, E – NÃO TEM HOSPEDEIRO ESPECÍFICO F – PERIQUITOS 
TODOS TEM POTENCIAL ZOONÓTICO
Todas as aves são suscetíveis, mas as aves mais novas são mais comuns. Quando se pega e tem sinal clinico geralmente é uma ave jovem. 
Importante não deixar as aves domésticas com as de vida livre 
O ciclo reprodutor é divido em três porém o corpo elementar é a forma infecciosa. 
As bolinhas mais escuras é as que não tem metabolismo e que vai gerar a infecção (CE)
IMAGEM: Tem o CE (não tem o metabolismo).
Ela só consegue fazer a multiplicação dentro de uma célula. Quando está no meio extracelular, onde o antibiótico mais vai funcional, não agindo no corpúsculo elementar, e só vai funcionar no reticular, e pra conseguir deixar a concentração de antibiótico dentro da célula é muito prologando e demorado. Porque o antibiótico tem que está em alta concentração para poder entrar dentro da célula. 
LIMPEZA DA BACTÉRIA
Calor 56° por 5 minutos 
Peróxido de hidrogênio
Alcool 70%
Solução de cloro 
Matéria orgânica protege a bactéria 
A calopsita tende a ser portadoras assintomáticas
TRANSMISSÃO: Feco-oral e pelo ar. O pó de pena da ave também transmite a bactéria (calopsita tende a soltar mais).
Deve fazer a quarentena da ave jovem em outro ambiente
Período de incubação: 3 a 10 dias
Pais podem infectar filhotes pela alimentação 
Sobrevive bastante tempo em água, poeira fecal e penas (o correto é quando limpar umedecer primeiro)
Evitar gaiolas de madeira, acumulo de fezes, muitas aves juntas
MORBIDADE (quantidade de animais infectados), pode chegar a 100%, mas a MORTALIDADE a 10%. 
SINTOMAS
Inespecificos
 ---SUPER AGUDO: Morte sem sinal clinico 
 ---AGUDO: Letargia, anorexia, penas eriçadas, blefarite, conjuntivite 
 ---CRÔNICA: Emagrecimento progressivo, conjuntivite, alterações respiratórias
Pericardite: Bem difícil diagnosticar
Pneumonia: Comum 
Sinusite, geralmente associada a conjuntivite
DIAGNÓSTICO
É diagnosticada através do PCR (material genético da bactéria). Precisa que na amostra tenha a bactéria para dar positivo, porém a bactéria é eliminada na bactéria, e pode ser que no dia que colete acabe não eliminando nas fezes (a eliminação não é constante). A bactéria tem o ciclo e se não está no ciclo não vai eliminar, podendo dar falso negativo, assim se coleta as fazes 3 vezes por dia, durante 3 dias (amostra seriadas). 
SWAB de traqueia e de orofaringe (precisa usar o SWAB uretral) 
Também tem a possibilidade de fazer o isolamento bacteriano, porém não se faz (porque a bactéria precisa da célula para crescer). 
Só se faz o diagnóstico que são sintomáticos?
R: Não, se faz em todos os animais que entram no plantel. Geralmente se pede na primeira consulta
TRATAMENTO
Muito prolongado 
São 45 dias de