A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
49 pág.
Aulas de Silvestre 6 semestre

Pré-visualização | Página 7 de 14

antibiótico: Doxiciclina, azitromecina (não se utiliza muito), ou enro. 
Importante fazer os cuidados nutricionais
Importante realizar a limpeza na gaiola, porque a gaiola é uma fonte de contaminação. 
Tutores devem usar mascaras nos primeiros dias (14 dias). 
Cuidado com pessoas imunossupremidas. 
*É uma doença de notificação obrigatória, aqui no Brasil apenas em seres humanos. 
OUTROS/ ZOONOSE
É uma doença principalmente ocupacional 
O período de incubação é de 15 a 30 dias, porém não quer dizer que tem sintomas claros, até que fique com uma pneumônica que vai restringir a respiração, assim os piores sinais clínicos são 2 meses depois. 
Assim quem mais pega são os veterinários, tutores imunossupremidos, ou que tem um contato maior com a ave. 
SINAIS CLINICOS
Pneumonia
Tosse seca
Dor de cabeça
Respiração difícil 
Insuficiência cardiovascular (raro)
Morte (raro). 
**Mycoplasma é um diagnóstico diferencial 
DOENÇA DE BICO E DE PENAS DE PSITACÍDEOS 
É uma doença viral, causada por um circovirus, é um vírus de DNA e é altamente contagioso, assim temos uma morbidade alta. 
Não uma zoonose. 
TRANSMISSÃO
Via oral, como respiratório 
--É comum de aves, por conta do pó que elas soltas das penas. 
Mais comum em filhotes e jovens 
Os sinais clínicos vão ser diferente de espécie para espécie. 
O vírus vai se multiplicar em diversas regiões, um local é a bursa de Fabricius (funciona como produção de linfócitos), assim se é afetado vai gerar uma imunossupressão. Assim é um vírus que além de causar diversos problemas, vai deixar vulnerável para pegar doenças secundárias.
vai se multiplicar em intestinos, em penas, pele, esôfago, ingluvio. 
OBS: Tem que ter um cuidado redobrado com a transmissão. 
Período de incubação vai varir de 2 a 4 semanas 
Em animais jovens nos primeiros dias após contato (2 dias) e em neonatos leva a óbito. 
As espécies da américa do sul são muito resistentes a doença. Assim são assintomáticos, ou sinais que são mais brandos. 
SINAIS CLINICOS 
CACATUAS
Mais comum nessas aves
Ocorre em aves jovens (8 – 10 meses, e a média dos sinais clínicos 6 meses a 3 anos)
os primeiros sinais clínicos é a menor quantidade de pó nas penas, atraso na muda; inicio de penas distrófitas (faz a muda e nasce umas penas estranhas); hiperqueratose no bico; crescimento de bico e pode levar a fissuras e necroses( a necrose é um dos fatores que vai levar a óbito, porque o animal não consegue se alimentar). 
Lesões no bico vão levar a óbito
Infecções secundários são frequentes e também pode ir a óbito por isso
A sobrevida média após sinais clínicos é de 6 a 12 meses. 
Em filhotes vai ter sinais inespecíficos 
--Depressão
--Regurgitação
--Penas que não desenvolvem 
--Assim vai acabar tendo pneumonia e morre
PAPAGAIO DO CONGO
Muito propensos também a pegar
Se é filhote tem a forma aguda e vem a óbito rapidamente
Se é um animal um pouco mais jovem, começa também com uma diminuição do pó da pena, apresenta penas vermlehas em locais que não deveria ser vermelho
Se tem necrose apática, vai ter morte muito rápida. 
AGAPORNIS
Comum
Alguns não apresentam sinais clínicos 
Mais comum em animais jovens 
Pena faz a muda, porém a que cai não cresce de novo. 
PERIQUITO AUSTRALIANO 
Espécie muito acometida
Troca todas penas normalmente, principalmente as primarias e secundárias, assim chamados de “runners”, não conseguindo voar. 
Pode ser confundido esse sinal com o Poliomavírus
Nestes animais é mais difícil de realizar o diagnóstico. 
A quarentena é indiciada por 
 Meses, realizando mensalmente os animais. 
DIAGNÓSTICO 
PCR das penas distróficas, se não está com penas distróficas, envia pena e fezes. 
TRATAMENTO
Não existe tratamento, o tratamento assim é suporte
RESPOSTA
Protocolo: Animais que tem sinal clinico é testar 1 e 2, e se outros tiverem sinais clínicos é realizar a eutanásia nesse caso. Para controlar, assim eutanásia os que tem sinais clínicos, e os que não tem, separar a fazer exames seriados para ir avaliando. 
14/04/2020
COELHOS – LOGOMORFOS 
Tem uma gestação curta. Os filhotes tem grande dependência. 
Coelhos são parentes das lebres
Todos os coelhos são da mesma espécie, porém existe diferentes raças. 
RAÇAS 
Angora
Fuzzy Iop 
Teddy dwerg
Lion head
Holandês
TEGUMENTO
Tem pelo muito fino (cai muito pelo)
Tem uma pele bem fina, tendo muito cuidado na hora de escovar o animal, pois pode causar uma lesão grande
As fêmeas arrancam os pelos no final da gestação para formar o ninho, isso porque os filhotes nascem sem os pelos (elas parem entre um período de 24 – 48 horas). 
A “papada” é mais comum em fêmeas, e essa papada aumenta com relação ao hormônio, também acumula gordura. É importante pois na coleta de sangue as vezes não se for muito grande a papada não consegue coletar sangue na jugular. 
ASPECTOS BIOLÓGICOS
São herbívoros
 ---Só comem folhas, a cenoura é carboidrato e não faz tão bem, servindo apenas como petisco + feno.
Os coelhos fazem a digestão no ceco. O ceco ( no final do trato gastrointestinal, no intestino grosso). 
O coelho pega os cecotróficos (faz cecotrofagia), não são fezes (porém como está mistura na mesma, acaba sendo uma coprofagia).
Animais de hábitos noturnos 
Animais que respiram obrigatoriamente pelo nariz (se tem uma doença que causa problema no trato respiratório é muito urgente). 
Orelhas compridas, bem vascularizadas, ajuda na termorregulação (é muito sensível). 
OBS: Pode coletar sangue da orelha, mas o animal pode sentir mais dor por ser muito sensível. 
Não pode coletar sangue da artéria do meio da orelha (dói mias, tem um fluxo maior causando um turbilhamento no sangue podendo formar microcoagulos. A artéria leva sangue para a orelha, se coagular pode ter necrose de ponta de orelha)
**SE NÃO TIVER OUTRA OPÇÃO PODE COAGULAR DA ARTÉRIA. 
Campo visual 190° o que torna possível a percepção de potenciais predadores 
Comportamento territorial
COLETA DE SANGUE 
Veia marginal (orelha) Muito sensível, tem outras possibilidades melhores 
Jugular
Cefálica
CECO
Fica grande quando está fermentando.
Os cecotróficos é mais duros e juntos (geralmente é produzido durante a noite)
É rico em proteínas, nitrogênio, fibras, vitamina B.
Para o ceco fermentar, tem que ter as bactérias boas para realizar a fermentação, assim tem que tomar muito cuidado com antibiótico, tomar cuidado com alimentação (carboidrato é muito bom para bactéria GRAM -, que não é bom). Se tem uma alimentação adequada consegue até eliminar os pelos, se alimentação for inadequada o pelo fica lá podendo até causar obstrução. 
• O ceco é a maior porção do TGI, com capacidade de até dez vezes a do estômago 
• Ingere os cecotrofos direto do ânus 
• Composição: rica em proteínas, nitrogênio, fibra, vit. B
• Longevidade: 6 a 13 anos 
--Se é castrado logo no primeiro mês
--Tem altos índices de tumores no sistema reprodutor 
• Gestação: 31 a 32 dias 
• Ninhada: 4 a 10 filhotes 
•Maturidade sexual: aprox. 4 meses 
• Temperatura retal: 37,8° a 39,5°C 
• Frequência Cardíaca: 180 a 250 bpm 
• Frequência Respiratória: 32 a 60 rpm
FÓRMULA DENTÁRIA
 Fórmula dentária: I 2/1, C 0/0, PM 3/2, M 3/3 = 28 
• Dois pares de dentes incisivos superiores 
• Crescimento dos dentes contínuo (tanto a coroa quanto as raízes) - elodontes 
CAUSAS DE CRESCIMENTO EXCESSIVO DOS DENTES: Pela falta de desgaste do dente(quando o tutor oferece frutas cortadas, não tem feno para se alimentar, ração mais mole, desvio do dente). Pode ser tanto genético como de manejo. 
• Mastigação lateral
Cavidade oral
 Dois pares de dentes incisivos, um par superior e um par inferior, ambos com crescimento contínuo Diastema grande 
Pré molares e molares com ápice aberto também oIncisivos esbranquiçados quando jovens e amarelados quando adultos – degradação da hemoglobina e liberação de seus pigmentos (método para identificar animais mais velhos dos mais jovens)
O CRESCIMENTO DO DENTE EXCESSIVO PODE PREJUDICAR OS OLHOS DO ANIMAL, ISSO PORQUE ACABA ATRAVESSANDO A MUSCULATURA E OS OSSOS DO CRÂNIO.