A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
28 pág.
QUESTOES PROVA PDTA

Pré-visualização | Página 6 de 11

estaria fadado à permanência e à imutabilidade.
Quando esses conflitos são muito intensos ou a repressão é muito rígida, pode ocorrer o desenvolvimento de neuroses e psicoses. 
- Como ocorre a neurose?
R –
ocorrem sintomas (como crises de pânico, comportamentos compulsivos e ideias obsessivas), mas não há um rompimento da relação com a realidade.
-- Como ocorre a psicose?
R –
Já nas psicoses, essa ruptura ocorre, podendo haver, por exemplo, a produção de delírios e alucinações.
- Libido para Freud
R -
A libido (energia afetiva que mobiliza o sujeito na perseguição de seus objetivos) se apoia e busca satisfação em diferentes partes do corpo ao longo do crescimento. 
 
-Quais estádios de desenvolvimento para Freud?
R –
- Por que Freud usou o termo erógenas para se referir as partes do corpo?
R –
Freud utilizou o termo erógeno para se referir a partes do corpo, ele queria frisar que a elas se associavam a experiências de prazer e/ou desprazer, para além de um exercício apenas funcional e mecânico.
- O que é o complexo de Édipo?
R –
(processo através do qual uma menina se "define" como mulher e o menino como homem),
 - Explique o que Freud chama a atenção sobre as curiosidades das crianças.
R –
\Freud chamou a atenção da sociedade para que tal curiosidade das crianças não fosse sufocada por atitudes e valores moralistas excessivamente repressores (por exemplo, ameaçando cruelmente as crianças quando mostravam necessidade de conhecer e manipular seu corpo, incluindo os órgãos genitais). 
Ele entendia que a mesma curiosidade sobre si, sobre o próprio corpo e sobre os corpos de outras pessoas (principalmente as diferenças entre os sexos) iria servir de motor para a curiosidade posterior diante de conteúdos escolares, de tal modo que se a criança fosse excessivamente tolhida no início isso poderia refletir em um bloqueio no aprendizado futuro.
Para Freud, as primeiras investigações são sempre sexuais e não podem deixar de sê-lo, o que está em jogo é a necessidade que tem a criança de definir seu lugar no mundo. E esse lugar é, a princípio, um lugar sexual. 
Esse lugar sexual é situado, a princípio, em relação aos pais, ou melhor, em relação àquilo que os pais esperam que ele seja. 
- Qual o papel da educação segundo Freud?
R –
Para Freud, a educação deveria auxiliar a criança a aprender a dominar seus instintos, sendo capaz de reprimilos e redirecionálos. 
Ele acreditava que para um professor seja ouvido por seu aluno, ele precisa estar revestido de uma importância, de modo que a relação entre um professor e um aluno não esteja no valor dos conteúdos cognitivos transmitidos, mas sim no campo estabelecido entre os dois.
- Para Freud, o que é conceito de transferência?
R –
É esse campo que estabelece as condições para o aprender, sejam quais forem os conteúdos transmitidos. (Conceito de transferência).
- Papel do educador para Freud
R –
Cabe ao professor renunciar a um modelo determinado por ele, aceitar o modelo que o aluno lhe confere ser investido pelo seu desejo e conduzi‐lo à conquista de uma real autonomia. 
Caso contrário, se subjugar o aluno impondo seus próprios valores e ideias, ou seja, impor‐lhe seus próprios desejos, impedirá a possibilidade de aprendizagem do aluno. O aluno irá aprender conteúdos, gravará e memorizará informações, mas não será um sujeito pensante e autônomo.
Para Freud, a prevenção não se dá de forma definitiva, pois o conflito é parte da constituição do nosso psiquismo e da nossa personalidade. 
Cabe ao educador desenvolver, um olhar diferenciado sobre a criança em constituição, mas também criar “uma abertura para fazer de sua prática uma interrogação permanente, capaz de provocar uma mudança de posição junto à criança que é atendida, cuidada e educada”.
Leia com atenção a situação abaixo, responda a questão:
A criança deve aprender a dominar seus instintos. É impossível lhe dar liberdade para seguir sem restrições seus impulsos. Logo, a educação tem que inibir proibir, reprimir e assim fez em todos os tempos. Práticas educativas não-repressivas e respeitadoras não garantem que a neurose seja evitada. Matar o mestre para tornar-se mestre de si mesmo, esta é a lição que pode ser extraída.
 Assinale qual abordagem psicológica corresponde essa afirmação:
RESPOSTA C: Psicanálise
Na abordagem Psicanalítica a sedução na relação professor-aluno deriva do campo transferencial. O contexto dessa relação produz expectativas transferências e contratransferências que evocam os protótipos identificatórios mais primitivos. Então dessa relação:
Em relação a esta afirmação assinale a alternativa incorreta:
RESPOSTA E: A transferência negativa pode ativar núcleos hostis do professor que, deixa o conteúdo de lado e reage contra transferencialmente promovendo, por exemplo, uma excelente aula.
Analise a situação abaixo e responda as questões em seguida.
A relação pedagógica também se desenvolve em um contexto bastante similar ao da relação original. A sociedade e a instituição educacional outorgam autoridade formal ao professor, independentemente de sua competência real para ensinar; do mesmo modo, confere-se aos pais, autoridade para educar seus filhos. Supõe-se que existe uma grande distância entre o conhecimento do professor e o conhecimento do aluno que, constituído em meio a tais representações psicossociais, deposita no professor a esperança de superar essa assimetria. Ao vislumbrar no professor aquele que poderá provê-lo de conhecimento, o aluno elege-o como autoridade; ao ensinar, o professor exerce a autoridade que o aluno lhe atribui...
 A que teoria psicológica se refere tal citação?
RESPOSTA B: Abordagem Psicanálise
Segundo a abordagem psicanalítica:
Assinale a alternativa INCORRETA:
RESPOSTA B: A transmissão de conteúdo é o mais importante na relação professor-aluno.
Abordagem Sócio Cultural e construtuvista
 - Quem foi Paulo Freire?
R –
• NASCEU EM RECIFE EM 1921 E FALECEU EM 1997. É CONSIDERADO UM DOS GRANDES PEDAGOGOS DA ATUALIDADE E RESPEITADO MUNDIALMENTE 
• SUAS PRIMEIRAS EXPERIÊNCIAS EDUCACIONAIS FORAM REALIZADAS EM 1962 EM NGICOS, NO RIO GRANDE DO NORTE, ONDE 300 TRABALHADORES RURAIS SE ALFABETIZARAM EM 45 DIAS.
PARTICIPOU ATIVAMENTE DO MCP (MOVIMENTO DE CULTURA POPULAR) DO RECIFE.
SUAS ATIVIDADES SÃO INTERROMPIDAS COM O GOLPE MILITAR DE 1964, QUE DETERMINOU SUA PRISÃO. EXILA-SE POR 14 ANOS NO CHILE E POSTERIORMENTE VIVE COMO CIDADÃO DO MUNDO.
• REFERE-SE A DOIS TIPOS DE PEDAGOGIA: A PEDAGOGIA DOS DOMINANTES, ONDE A EDUCAÇÃO EXISTE COMO PRÁTICA DA DOMINAÇÃO, E A PEDAGOGIA DO OPRIMIDO, QUE PRECISA SER REALIZADA, NA QUAL A EDUCAÇÃO SURGIRIA COMO PRÁTICA DA LIBERDADE.
 - Explique a abordagem socio cultural de Paulo Freire.
R –
• Enfatiza aspectos socio-político-culturais, preocupando-se com a cultura popular.
• Movimento de Cultura Popular: possibilitar uma real participação do povo como sujeito de um processo cultural.
• O homem e sujeito da educação, e o elaborador e criador do conhecimento.
• E um sujeito concreto, que através de uma consciência crítica assumira cada vez esse papel de sujeito, escolhendo, decidindo e libertando-se.
• A interação homem-mundo, sujeito-objeto e imprescindível para que o ser humano se desenvolva e se torne o sujeito de sua práxis.
• O mundo e transformado pela ação e reflexão dos homens.
• A cultura constitui a aquisição sistemática (critica e criadora) da experiencia humana.
• A participação do homem como sujeito na sociedade, na cultura e na história, se faz na medida de sua conscientização, a qual implica desmitificação (tomada de consciência crítica de uma realidade que se desvela).
• A elaboração e o desenvolvimento do conhecimento estão ligados ao processo de conscientização (reflexão crítica).
- - Explique a educação na abordagem socio cultural de Paulo Freire.
R –
• A ação educativa deve ser precedida de uma reflexão sobre o homem e de uma análise do meio de vida desse homem concreto – sujeito da educação.
• Tem caráter utópico.
• Não e restrita a escola em si e nem a um processo de educação formal,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.