A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
regulação ácido-básico - fisiologia

Pré-visualização | Página 2 de 2

um H+ por um K+. O bicarbonato deixa a célula através de proteínas antiporte HCO3- - Cl-. 
 Imagem B
Imagem A Compensação renal da acidose
· Quando ocorre excesso de HCO3-, este não pode ser reabsorvido permanecendo nos túbulos, sendo excretado na urina
· Quando ocorre excesso de H+ em relação a HCO3-, ocorre a reabsorção completa de bicarbonato; o H+ em excesso passa para a urina, onde é tamponado nos túbulos por fosfato e amônia
8. Acidose metabólica
É caracterizada pela diminuição do pH e do bicarbonato. 
· Consequente à adição de H+ ou à perda de HCO3-
· O processo de início é tamponado pelos tampões do FEC (bicarbonato/ácido carbônico). Os tempões de FIC ajudam no processo (proteínas e fosfasto).
· Existe troca de K+ por H+ para prevenir um excesso de H+ no FEC, o que pode resultar em hipercalemia mesmo com a depleção orgânica de K+ (perda gastrointestinal ou renal)
1. Lactacidose anaeróbica: oxidação incompleta da glicose com acúmulo de H+ e lactato
2. Cetoacidose: acúmulo de corpos cetônicos ácidos (diabetes mellitus)
3. Perda gastrointestinal de bicarbonato: diarreia perde bicarbonato e retém Cl
4. Insuficiência renal: inabilidade de excretar H+ e reter HCO3-
No mecanismo compensatório respiratório, há uma percepção imediata pelo organismo (centro respiratório), que aumenta a ventilação pulmonar de modo a reduzir a pCO2 – resposta rápida, mas de curta duração.
Mecanismo compensatório renal: a longo prazo, a correção da acidose requer aumento da reabsorção renal de bicarbonato e aumento da excreção renal de ácidos. A excreção de ácidos se dá, principalmente, por meio do íon amônio.
Sem um funcionamento renal normal, é muito difícil manter-se o equilíbrio ácido-básico do paciente.
 
9. Acidose respiratória
Diminuição da efetividade da ventilação alveolar com retenção e aumento da pCO2. Com o aumento do gás carbônico dissolvido, ocorre aumento da concentração de ácido carbônico e acidose.
· Pneumonia 
· Obstrução do trato respiratório
· Pneumotórax
· Anestesia geral
Tamponada pelos tampões intracelulares e pela retenção renal de bicarbonato.
Tratamento: melhora da ventilação e oxigenação. 
10. Alcalose metabólica
É caracterizada por aumento do pH e do bicarbonato. É de menor ocorrência que a acidose. Causas:
· Perda de hidrogênio e cloro em vômito
· Retenção de hidrogênio e cloro no abmaso e pré-estômago de ruminantes 
· Mineralocorticóides, diuréticos (perda renal)
· Hipocalemia (migração do H+ para o intracelular)
· Hipocloremia por sudorese excessiva em equinos
· Administração de excesso de bicarbonato. 
A hipocloremia e hipovolemia diminuem a capacidade de excreção renal de bicarbonato, que é retido no sague. 
Hipovolemia: maior reabsorção de Na (retenção de líquidos)
· No túbulo proximal: para manter eletroneutralidade o Na vem junto com o Cl
· No túbulo distal a reabsorção de Na é acompanhada pela excreção de H+. 
Na hipocloremia não há Cl- para ser reabsorvido → Na é mais reabsorvido no túbulo distal com perda de H+ na urina. A excreção de H+ é acompanhada por reabsorção de bicarbonato, com isso agrava-se a alcalose e tem-se uma acidificação urinária paradoxal. 
Fernanda Rodrigues