A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
TANATOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 1

origem no idioma grego na união dos radicais
Thanatos e Logos. Na mitologia grega, Thanatos
era uma entidade masculina, representativa da
morte. Filho da noite e irmão do sono, era
constantemente representada com asas, tendo nas
mãos uma foice, uma urna cujo conteúdo provável
era de cinzas e uma borboleta, como esperança de
uma nova vida. Quanto a Logos, significa estudo.
Assim, o significado de Tanatologia poderia ser o
de estudo da morte.
Evidenciar as manifestações da dicotomia vida e morte
os quais se revelam a cada instante do desenvolvimento
humano, bem como no momento único da morte;
Reconhecer, nas etapas do desenvolvimento humano, as
vivências necessárias de perdas e também de ganhos;
Abordar particularidades do processo de morrer para
auxiliar a compreensão daqueles que com ele se
defrontam;
Identificar meios de lidar e avaliar a dor psíquica e
as dificuldades impostas pela morte.
A morte, o luto e as perdas, bem como a forma com que são
vivenciados, 
dependem sempre de um contexto.
Podem vir à tona um sem número de emoções, a curto, médio e longo
prazos, as quais acabam por merecer atenção e,
em alguns casos, tratamento. As emoções humanas, presentes desde
sempre, ainda têm um longo caminho a trilhar antes
de serem completamente decifradas. O conteúdo humano subjetivo,
aliado a um contexto histórico-cultural, faz desta
uma complexa tarefa.
Uma reação de choque ou torpor; 
A negação (aqui definida como a defesa a uma informação que não
é possível absorver imediatamente); 
A raiva; 
A barganha (momento em que há uma tentativa de negociação); 
A depressão (tristeza pela perda, pesar), e a 
Aceitação que vai levar o indivíduo a organizar a vida com a
nova realidade.
Tanatologia 
Origem na Mitologia grega
estuda a morte, os processos de morrer, o luto e as perdas
Objetivo geral
Objetivos específicos
estudar os processos do morrer e do luto. 
Morte A morte acarreta rompimento de vínculos, perda depapéis e um luto de duração variável
Perdas
São fenômenos que ocorrem inúmeras vezes ao longo da
vida de cada indivíduo, não necessariamente ligados
à morte. Costumam despertar sensações de angústia,
medo e solidão, análogas à morte, e contém em seu bojo
sofrimento, dor e tristeza. Mesmo as perdas de pequeno
porte costumam precisar de um tempo para serem
elaboradas.
Luto
Denomina-se luto a reação a uma perda e representa uma
reação natural a esta, seja ela real ou simbólica.
Para que haja o processo de elaboração de uma perda, é
imprescindível o aparecimento do luto.
Luto - Fase não lineares
Fonte: Manual de tanatologia / Joyce Mara Kolinski.
Curitiba : Gráfica e Editora Unificado, 2007.
@mentologikas - Eliane Cavalcante