A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Aleitamento Materno

Pré-visualização | Página 1 de 1

Bruna Oliveira - 144 
 
• Sucesso depende de: 
✓ Decisão de amamentar 
✓ Estabelecimento da lactação 
✓ Suporte da amamentação 
• Recomendações do MS/OMS/SBP: 
✓ 6m de AME 
✓ 6m+ - introduzir alimentação 
complementar 
✓ AM deve ser mantido até os 2a 
de vida 
• Tipos: 
✓ Exclusivo (AME): sem outros 
líquidos/sólidos 
✓ Predominante (AMP): + outros 
líquidos 
✓ Materno: em algum momento do 
dia o bb mama 
✓ Materno complementado (AMC): 
Complementa com alimento 
sólido/semisólido, mas não 
substitui o leite 
✓ Misto (AMM): Lm + outros tipos de 
leite 
✓ 
Lactogênese 
• Fase 1 – 1ª metade da gestação 
Hormônios: 
✓ Estrogênio - ramificação dos 
ductos lactíferos 
✓ Progestogênio 
✓ Prolactina 
• Parto 
Expulsão da placenta 
✓ Diminui nivel de progesterona 
✓ Aumenta liberação de prolactina 
(lactogênese) 
 Nascimento do bb 
✓ Reflexo de Fergusson: Sucção do 
bb aumenta a ocitocina no 
sangue, levando a ejeção do leite. 
• Ajuda: 
✓ Confiança 
✓ Prazer 
✓ Toque 
✓ Olhar 
• Prejudica: 
✓ Estresse 
✓ Dor 
✓ Preocupação 
 
Controle 
• Prolactina: produção do leite 
• Ocitocina: ejeção do leite 
• ↓ pressão intraductal induz produção do 
leite pela secreção de prolactina 
• Inibição da lactação 
✓ Química: peptídeos supressores 
da lactação 
✓ Mecânica: Cel. Alveolares repletas 
de leite -> prejuízo da ligação da 
prolactina com seus receptores 
-> inibe produção láctea 
• Posição de pega do leite – como uma 
ventosa, lábios evertidos –> mobiliza 
todos os músculos da face da criança 
• Reflexo de Busca e Apreensão: quando 
algo toca o lábio, o bebê abre a boca e 
poe a língua pra baixo e para fora. 
Composição 
• 85 a 90% - água 
• Vitaminas e minerais: 
✓ Fe do leite impede que haja 
anemia nos primeiros 6 meses 
(AME) 
✓ Lactoferrina – faz com que 60% 
do Fe seja absorvido e tem alta 
biodisponibilidade 
• Colostro: 3 a 5 dias e é protetor para o 
bb 
• A composição muda ao longo da 
mamada: 
✓ Início: + água (pode desprezar 
caso o bb não esteja ganhando 
peso 
✓ Meio: + proteínas 
✓ Fim: + lipídeos 
• Leite das mães de prematuros é 
acrescido de componentes que seriam 
recebidos no fim da gestação 
• Leite de vaca tem muita caseína (alto 
ganho de peso em pouco tempo) 
• Ácidos graxos do leite materno: 
✓ Energia 
✓ Estrutural – membranas e SNC 
(bainha de mielina) 
✓ Veículo de vit. Lipossolúveis 
(absorção de cálcio) 
✓ Núcleo de hormônios 
✓ Efeito positivo na inteligência 
Sem restrições 
• Mãe com TB pode amamentar, mas com 
máscara (até 2s) e reforço na higiene. 
O bb não toma BCG na maternidade e 
toma isoniazida 10mg por 3m, depois 
fazer PPD. 
Aleitamento materno 
 
Aleitamento cruzado é PROIBIDO: 
• Transmissão de doenças 
• Elementos de defesa + 
agressão 
 
Bruna Oliveira - 144 
• Hepatite B: se for dado vacina nas 
primeiras 12h e dá imunoglobulina (95% de 
segurança) 
• Hepatite C: Prevenir fissuras mamilares 
em lactetes HCV +, mas não se sabe 
sobre transmissão por aleitamento. 
• Dengue: Lm apresentar fator anti-
dengue 
• Hanseníase: dose de rifampicina. 
Mantem a amamentação e faz o 
tratamento da mãe. Há contraindicação 
na forma virshoviana. 
• Cigarro e Álcool: devem ser 
desestimulados, mas o LM apresenta 
mais benefícios. 
• Corona vírus: mãe assintomática deve 
testar o leite, se negativo pode 
amamentar. Se tiver sintomática, mas 
bem, pode amamentar, tomando 
medidas de higiene para evitar a 
contaminação e se não estiver bem, 
amamentar com leite retirado. 
Restrição temporária 
• Varicela: Vesículas de 5d antes do parto 
até 2d depois, fazer isolamento da mãe 
até a fase de crostas e o RN deve 
receber ig humana anti varicela zoster 
antes de 96h. 
• Herpes na mama contraindica 
• Doença de Chagas na fase aguda (Sinal 
de Romanã) ou se houver sangramento 
evidente na mama 
• Abcesso mamário: drenar o abcesso e 
iniciar a antiobioticoterapia. Manter a 
amamentação na mama sadia 
• Drogas de abuso: interromper 
temporariamente o LM. Ordenhar e 
desprezar o leite. 
 
Restrição total 
• Bebê com galactosemia 
• Mãe infectada com HIV, HTLV1 e HTLV2 
• Uso de drogas incompatíveis com a 
amamentação: 
✓ Drogas de abuso 
✓ Drogas lícitas (álcool e tabaco) 
✓ Medicações antineoplásicas, 
radiofármacos 
 
Importância para o bebê 
• ↓ mortes 
• Evita diarreia e inflamação respiratória 
• ↓ riscos de alergias e severidades das 
doenças 
• ↓ risco de HAS, dislipidemia e DM 
• ↓ obesidade 
• Melhor nutrição 
• Melhora cognição e memória 
• Melhor desenvolvimento da cavidade 
bucal 
Importância para a mãe 
• Previne hemorragia pós-parto 
(aleitamento imediato): 
✓ Dequitação placentária 
✓ Involução uterina 
✓ Perda de peso 
✓ Contração uterina ↑ por ocitocina 
-> tamponamento do 
sangramento 
• Reflexo de Fergusson 
• Método contraceptivo: 
✓ Amenorreia por aleitamento 
✓ Evita anemia e ovulação precoce 
✓ Primeiros 6m e com AME 
• Proteção contra CA de mama e de 
ovário 
• Melhora e promove a remineralização 
óssea 
• Protege contra DM2 
• Melhor custo financeiro 
• Melhora o vinculo 
Prevenção de problemas 
• Pré-natal: 
✓ Exame das mamas 
✓ Menos sutiã 
• Pós-natal: 
✓ Manobras para protruir o mamilo 
✓ Se o bb não sugar -> ordenha a 
mama 
• Causas de desmame: 
✓ Decisão da mãe 
✓ Confusão de bicos 
✓ Temores e crendices 
Técnicas de amamentação 
• Pega adequada: 
✓ + aréola visível em cima do que 
embaixo 
✓ Aréola bem sugada 
✓ Boca do bb bem aberta 
✓ Lábio inferior evertido 
✓ Queixo tocando a mama 
• Pega inadequada: 
✓ Bochechas encovadas a cada 
sucção 
✓ Ruídos da língua 
✓ Mama esticada ou deformada 
durante a mamada 
✓ Dor na amamentação 
Dificuldades na lactação 
• Fisiológico no 3º e no 4º dia pós parto 
• Patológica: 
Em mulheres com tendência a parto 
prematuro, pode haver a contraindicação 
de amamentar durante a gravidez, pois 
pode haver abortamento. 
 
Bruna Oliveira - 144 
✓ 3 e 7º d com edema, dor, febre e 
mal-estar 
✓ Causas: leite não drenado pelo bb, 
congestão e aumento da 
vascularização ou congestão 
linfática 
• Prevenção: 
✓ Dar de mamar sempre que o bb 
quiser 
✓ Pega e posicionamento 
adequados 
✓ Não suplementar a alimentação 
do bb 
• Tratamento: 
✓ Retirar o excesso de leite da 
mama 
✓ Massagear a mama 
✓ Compressa e banho mornos 
✓ Se após a extração as mamas 
ficarem ainda edemaciadas, 
fazer compressa fria 
• Comum na 1ª semana pós-parto 
• Prevenção: 
✓ Pega correta 
✓ Preparar os mamilos 
✓ Dedo mínimo na boca do bb para 
encerrar o vácuo 
✓ Peito afetado só no final da 
mamada 
✓ Lavar todos os dias 
✓ Colocar leite no mamilo e esperar 
secar após mamada e banho 
• Causas: roupas apertadas, traumas ou 
sucção inadequada 
• Tratamento: roupas largas, esvaziar 
manualmente as mamas, mudar a 
posição de pega 
• Inflamação da mama por estase ou 
infecção por S. aureus 
• Mesma prevenção de traumas 
• Tratamento: 
✓ Ordenhar e massagear 
✓ Anti-inflamatório e ATB 
(cefalexina) 
✓ Mudar a mama 
✓ Repouso da mãe