A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
RESUMO DE RADIOLOGIA (PARTE 2)

Pré-visualização | Página 2 de 2

(o paciente fica sentado e o tomógrafo mexe)
· O corte não possui ampliação e distorção
· Permite mensuração de altura e espessura
· Possui 3 eixos: 
x ( axial)
y ( sagital)
z (frontal)
· Consegue adquirir ate 600 cortes conseguindo pegar todo o volume. 
Tipos de fov:
1. Estendido: crânio todo
2. Full: maxila e mandibula ate a glabela
3. Maxila
4. Mandibula
Tipos:
· Dedicado: é apenas tomógrafo
· 3 em 1: panorâmico, cefalométrico e tomógrafo (possui imagem ruins).
TC MEDICO
Tc fan bean
· Gantry: onde o paciente entra
· Mesa móvel
· Computador: ligado ao tomógrafo
· Workstation: recepção da imagem e da imagem inicial.
· Single –slice: uma rotação para um corte de forma continuo
· Multi-slice: cada rotação produz mais de uma imagem. Possui 4 colimadores e uma subdivisão do feixe aumentando a largura e espessura. 
Gerações:
1º
· 1 a 2 detectores. 
· 1 fatia 
· Demora cerca de 4/5min para reunir informações suficientes
2º
· Feixe em leque. 
· 30 detectores.
· Leva 10min para 40 cortes
3º
· Ate 852 detectores. 
· 360-uma fatia. 
· 5 a 10s para reunir informações.
4º
· O gantry é todo de detectores.
· Tipo helicoidal. 
· O paciente também movimenta.
Anatomia/Interpretação de Tomografia
· Dentes com metais são uma grande limitação.
Beam hardening – efeito do artefato metalico 
1. ANATOMIA:
Maxila: 
· Hipodensos: seio maxilar, canal incisivo,cavidade nasal, forame palatino
· Hiperdensos: conchas nasais
Mandibula:
· Hipodensos: canal mandibular,forame mentual e forame mandibular
2. INTERPRETAÇÃO
Corte+MPR (Recontrução multiplanar)+ 3d ( planejamento e visualização de calibre de vias aéreas) 
· Sequência de descrição: 
1. Localização
2. Expansão de cortical
3. Lateralidade
4. Mal ou bem definido
5. Delimitação
6. Corticalização/descorticalizado (se possui halo esclerótico ou não)
7. Interferência nas estruturas
8. Hipóteses diagnosticasImplantodontia:
· Auxilia na medida de osso e de implante.
· O implante pode se encontrar fenestrado: com perda óssea em algum local, contato com mucosa e fluidos podendo trazer algum defeito perimplantar 
· Os implantes aparecem sempre hiperdensos
Enxertos podem ter tipos de visualizações:
· Hiperdensos: regeneração óssea
· Hipodensos: ausência de regeneração
· Área hiperdensas chapiscadas: enxerdo particulado
		OBSERVAÇÃO SOBRE PATOLOGIAS: 
1. Ameloblastoma: insufla
2. Querato: sobe em mandibula
3. Displasia óssea Periapical: estagio 1 : radiolucido, 
estagio 2: misto, 
estagio 3: radiopaco
4. Tomografia não visualiza carie. 
Endodontia:
· Importante para se visualizar a luz do conduto
· Possibilida ver fraturas radiculares e os condutos mesiopalatinos que dificilmente se consegue por radiografia
	
Alterações patológicas:
1. Tamanho da lesão
2. Reabsorções ou não
3. Limitações
4. Abaulamento de cortical
5. Reabsorções internas
Prototipagem:
Reprodução em Resina composta
Auxilia em planejamentos: reconstrutivos, cirurgias ortognaticas, cirurgias extensas.