A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
O documentário

Pré-visualização | Página 1 de 1

Nome: Vanessa Santos de Jesus 		RA: 1631666
Atividade: N1 pt. 2 					Data: 26/10/2020
A Manipulação dos Algoritmos
O documentário desenvolvido pelo Quebrando o Tabu aborda o tema privacidade na era da internet, correlacionando a discussão com a indústria da propaganda, como comenta o CEO da Disconnect, Casey Oppenheim. Estamos falando de um mercado altamente lucrativo, onde podemos citar o Google, por exemplo, que fatura em torno de 70 bilhões em propagandas, ou até mesmo o Facebook, que gera todo seu lucro baseado em anúncios focados, tudo por causa de um algoritmo chamado Analytic Trackers que rastreia sua atividade pela internet e depois vende essa informação para anunciantes, seguradoras e empregadores que querem ter o perfil das pessoas que estão concorrendo a vagas. Com esse tipo de ferramenta, é fácil manipular as pessoas para comprarem o que a indústria caracteriza como “necessário”.
A campanha eleitoral de Donald Trump usou o Facebook para colher os dados pessoais de mais de 80 milhões de seguidores, para descobrir quem votaria no candidato, quem estava mais propenso a mudar de ideia na hora do voto ou quem seria facilmente manipulado a votar nele. Dessa forma, nossos dados não são apenas para propagandas e sim para manipulação de ideias.
Como os algoritmos são abastecidos de dados pessoais, geográficos e padrões de uso, há uma probabilidade elevada de que esses algoritmos nos confinem num ambiente moldado exclusivamente pelo reflexo de si próprio. Um ambiente onde se encontra somente os seus similares, seus iguais para convívio, dessa forma estreitando seus laços sociais. Essa manipulação causada pelos algoritmos não é acidental. A indústria nos manipula através do algoritmo para que não exercitemos nosso pensamento crítico, portanto quando você só escuta o seu próprio eco em diversas pessoas, você não exercita o seu modo de pensar, o que ocasiona em ideias fechadas e pode levar a perda de empatia com o próximo, que pensa/age diferente de você.