A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
34 pág.
Aula filosofia da educação - Uniasselvi

Pré-visualização | Página 1 de 3

FILOSOFIA
Unidade I
Prof. Marcelo
• A palavra Filosofia é de origem grega: philos = amigo, e sophia = sabedoria.
• Portanto filósofo é aquele que é amigo do saber.
• Surgiu no século VI a. C., quando os pensadores resolveram duvidar das
explicações mitológicas e começaram a pensar na possibilidade de explicar
a realidade a partir da razão, sem recorrer a fé.
• Filosofar é questionar, é refletir sobre a realidade humana, e formar
conceitos a partir desta realidade.
Segundo Sócrates uma vida sem reflexão 
não merece ser vivida.
VIRTUALIDADE
HIPERTEXTUALIDADE
AUTO-ORGANIZAÇÃO
Virtualidade
- Nasceu na Ágora praça pública, que era em sua época o
espaço de interação entre as pessoas. Espaço de encontro e
troca, espaço comum para dialogar e debater.
- A virtualidade reserva grande potencial de dialogicidade,
interação e aproximação que se efetiva num contínuo de
construção coletiva deste novo espaço.
- Hoje a ágora é virtual espaço público e virtual de
encontro e troca de informações e conhecimentos; espaço
para pesquisa e debate sobre os mais variados temas.
Hipertextualidade
-O novo modelo (leitura), denominado de hipertexto,
permite-nos conhecer uma forma livre e criativa de
interação com o mundo da informação.
-Os hipertextos apresentam tanto uma conexão entre si,
como em outros sites de interesse.
-Desta forma o hipertexto representa um rompimento com
a seqüencialidade linear de escrita e de leitura, permitindo
ao leitor ser parte integrante, parte ativa, no processo de
aprendizagem.
Auto- organização
- A interação de sujeito e hipertexto se vincula à auto-
organização, e que vai sugerir empiricamente a autonomia
organizativa de cada pessoa envolvida.
- O conhecimento então se torna fecundo quando a informação
é organizada.
- Quando no auto- organizamos, obtemos a liberdade para fazer
o caminho e aprender caminhando.
RESUMINDO
• Os pressupostos que norteiam o ensino a distância de Filosofia relacionam-se com
a ágora grega e com a nova ágora virtual.
• Ágora grega é o espaço público em que se reuniram os pensadores da antiguidade
para discutir as questões sociais, públicas,religiosas e humanas.
• A ágora virtual é aqui apresentada como um ciberespaço, que apresenta a
possibilidade de democratizar o acesso ao conhecimento.
• Hipertextualidade caracteriza-se como a possibilidade de acesso a diferentes links
de interesse no processo de estudo e investigação.
• O conhecimento filosófico surgiu gradativamente em substituição aos mitos e às
crenças religiosas.
• A formação do pensamento se deu na passagem do Mito para a Razão.
• A característica esta na superação da visão cosmogônica para a visão
cosmológica sobre a ordenação do universo.
• As crenças cedem lugar a razão, que se utiliza dos elementos físicos presentes
na natureza para compreender a natureza.
• O surgimento da filosofia se dá na Jônia, cidade estado da Magna Grécia no
século VI a. C.,com os pré- socráticos.
Papel da Filosofia
Desenvolver a consciência 
•A Filosofia é hoje o instrumento racional para despertar
a humanidade de seu sono profundo, das ilusões, das
manipulações, da verdade ofuscada.
• Além da dúvida e da reflexão, a missão da Filosofia 
também se revela no processo de criação do conceito, 
pois é a partir de conceitos que pensamos.
• Esse conceito, se expressa no conjunto de idéias que 
formam o juízo a cerca de algo.
• Também manifesta a subjetividade da interpretação do 
sujeito que interage, em consciência crítica, com sua 
realidade.
O CONHECIMENTO FILOSÓFICO, RELIGIOSO E CIENTÍFICO
•A Filosofia difere da religião
•A religião busca as causas e princípios, primeiro nos
dogmas, crenças e respostas dadas pela fé.
•Difere da ciência, pois esta não depende da fé.
•Contudo a Filosofia se relaciona com ambas, refletindo
sobre os seus princípios e métodos.
•O que torna a Filosofia diferentes das demais, é o
questionamento, a dúvida e a reflexão.
.
Questionamento – gera a reflexão, que por sua vez,
gera outros questionamentos, impulsionando a reflexão
para um contínuo prosseguir.
Para um filósofo a pergunta é mais importante que
a própria resposta.
Diversas ciências procuram dar um significado para a palavra consciência,
mas foi principalmente com a Filosofia, Psicologia,e a Sociologia que teve
início uma reflexão mais sistemática sobre esta expressão denominada
consciência
A Psicologia e a Sociologia – tem uma compreensão diferenciada para
consciência
Psicologia – procura compreender as atitudes do ser humano enquanto
indivíduo. ( É um conjunto de fenômenos e dados psíquicos, que a pessoa
é capaz de verbalizar reflexamente)
Sociologia – procura estudar as relações sociais do ser humano em seu meio.
( A consciência está relacionada com o social)
De maneira geral, consciência é entendida como a capacidade humana de
prever e planejar as próprias atividades, de refletir sobre elas, e aferir os
resultados seja com planos,com princípios e ideais teóricos ou práticos.
• A filosofia procura investigar os fatos em sua profundidade e conhecê-los
em sua totalidade, dando um sentido para o mundo.
• A consciência não pode ser compreendida unicamente como uma
dimensão psicológica e nem puramente social
• A consciência abrange o psicológico e o social.
• Neste sentido, pode-se afirmar que a consciência humana tem a
capacidade de planejar as próprias atividades, de refletir sobre elas no
decorrer das ações, e de aferir os resultados.
• A reflexão e a atenção se manifestam pelo processo de inventar,
raciocinar, apresentar, inovar, levado pela consciência de si ou pelo
processo de absorver, reformular, ouvir, rever e reconstruir, levado pela
consciência do outro
Podemos identificar três tipos de consciência:
CONSCIÊNCIA MÍTICA
O mito foi uma das primeiras formas que o homem encontrou para explicar a
realidade na qual se encontrava.
“ Mito é uma narrativa sobre a origem de alguma coisa (terra, dos homens,
do universo, dos animais, etc.)”
A palavra mito vem do grego,Mytheos , que significa contar, narrar, falar
alguma coisa para outros.
É uma forma de explicar a realidade social e natural diferente da nossa.
DIFERENTES TIPOS DE CONSCIÊNCIA
Hoje podemos encontrar diferentes tipos de mitos, e com
diferentes tipos de significados.
Campo da política – prometem resolver todos os
problemas, tornando-se verdadeiros heróis.
Na música
No automobilismo
No futebol – onde se desenvolve uma crença exagerada
sobre o seu talento.
OBS: A consciência mítica nas civilizações antigas, estava
ligada diretamente à comunidade.
CONSCIÊNCIA RELIGIOSA
Tem como base os dados da revelação divina, a que os homens chegaram
através da crença de algo superior, conhecido como divindade ou deuses.
A consciência religiosa se assemelha um pouco com a consciência mítica, por
acreditar em algo superior, em elementos sobrenaturais.
Porém:
• Sua doutrina ou ensinamentos são passados aos seus seguidores.
• Tem como princípio que as verdades são infalíveis, cabendo aos indivíduos
apenas aceitarem as suas doutrinas.
• A consciência religiosa tem por base a fé perante o conhecimento
revelado.
• Este tipo de consciência, predominou sobretudo na idade média,
principalmente na Igreja Católica.
•
•Temos como exemplo Santo Agostinho que afirmava ser necessário
“compreender para crer, crer para compreender”
Tanto a consciência mítica como a consciência religiosa, baseiam-
se na fé e não apelam para a crítica ou para as dúvidas, apenas
procuram transmitir uma certeza. A principal diferença está em que o
mito segue uma forma mais fantasiosa de compreensão da realidade,
enquanto que a religião segue uma doutrina e seu pensamento é mais
sistematizado.
CONSCIÊNCIA RACIONAL
A palavra racional vem da razão, que tem a sua origem no latim ratio e no 
grego logos. Tanto a expressão ratio quanto a expressão logos significam 
juntar, calcular,separar contar, reunir, medir.
Sendo assim, conhecimento segue um método, uma ordem que pode ser 
demonstrado , calculado