A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Ética e cidadania

Pré-visualização | Página 1 de 1

Ética e cidadania 
Ética na Era Antiga 
Sócrates 
 “Pai da moral”; 
 Aspecto principal da sua ética: objetivo da vida humana  felicidade; 
 Tinha o entendimento que a felicidade não seria formada de sorte ou riqueza, e sim 
vivendo com a razão, com bom coração e boas atitudes. 
Platão 
 Discípulo de Sócrates; 
 Ética deveria ser aplicada na sociedade, transformando os valores políticos, econômicos e 
sociais; 
 As cidades se transformariam em simples e igualitárias. 
Aristóteles 
 Organizado e sistemático; 
 As ideias não nasciam conosco, mas eram formadas pelas experiências vividas por nós; 
 Ser racional, social e político por excelência. 
Nota-se, que naquela época, havia o interesse e a vontade de descobrir valores e o sentido de se 
viver em sociedade. 
 
Ética na Idade Média 
 Direcionado à religião e sua interpretação dada pela Bíblia; 
 Liberdade, amor e fraternidade entre os povos; 
 Baseou-se na interação entre o ser humano e Deus; 
 Deus  fundador de todas as coisas da humanidade; 
 Homem  deve se submeter a leis divinas; 
 Ética cristã: disciplinar a conduta das pessoas, pensando no seu futuro. 
Santo Agostinho 
 Compreendida pela elevação espiritual através das palavras e regras divinas. 
São Tomás de Aquino 
 Ética vinha da vontade de Deus; 
 Cabia ao homem com sua capacidade de discernir o certo do errado, agir conforme os 
preceitos éticos e divinos, sob pena de responder pelas suas transgressões. 
Ética na Idade Moderna 
 Tendência antropocêntrica; 
 Em contraste com a ética teocêntrica e teológica da Idade Média; 
 Igreja Católica deixou de ter domínio; 
 
 Afastamento entre razão e fé; 
 Liberdade de escolha; 
 Novo entendimento moral; 
 Homem se sentia responsável pelas suas atitudes e possuía consciência do seu dever 
(obrigação), sendo assim, o ser humano era considerado livre para praticar os seus atos; 
 O homem era o senhor de suas decisões. 
 
Ética na Idade Contemporânea 
 Visão ética do homem atual. 
Augusto Comte 
 Regras (de conduta) criadas pelo homem para uma convivência harmoniosa com a própria 
humanidade. 
Jean-Paul Sartre 
 Capacidade do indivíduo de escolher as suas atitudes, objetivos, valores e formas de vida; 
 Recomenda honestidade: que façamos nossas escolhas individuais com plena consciência 
de que são autenticamente nossas e nadas as determina por nós. 
Karl Marx 
 Reflete sobre a história do homem e como nascem as relações sociais. 
Correntes da Ética Contemporânea: 
 Existencialismo: valorização do ser humano; 
 Pragmatismo: valorização do egoísmo; 
 Marxismo: homem tido como criador, produtor, transformador, do ponto de vista social ou 
histórico; 
 Neopositivismo: intuição. 
Conceitos de Ética 
Ética  estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de 
qualificação do ponto de vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, 
seja de modo absoluto. 
Devemos praticar atos de bom senso; 
A ética é um ramo da Filosofia que estuda o comportamento moral do ser humano, classificando-
o como justo ou injusto, certo ou errado; 
Ética e Moral 
Moral  conjunto das regras de conduta admitidas em determinada época ou por um grupo de 
homens. 
 
 
Ética e Direito 
Direito  visa determinar o regramento de uma sociedade restrita pelos limites do Estado. 
A ética vem para expor e apresentar o certo e o errado, enquanto o direito se coloca de forma 
impositiva e obrigatória no estabelecimento de regras e normas comportamentais para a 
sociedade. 
Ética Ambiental 
Estudo da conduta comportamental do ser humano em relação à natureza, decorrente da 
conscientização ambiental, tendo como objetivo a conservação da vida global. 
Ética e Bioética 
Estudo sistemático da conduta humana no âmbito das ciências da vida e da saúde, enquanto 
essa conduta é examinada à luz de valores e princípios morais. 
Estuda como as descobertas científicas devem ser utilizadas com o respeito ao princípio da 
dignidade da pessoa da pessoa humana. 
Princípios: 
 Autonomia: valorização da vontade do paciente; 
 Beneficência: atendimento em relação aos mais relevantes interesses do paciente, visando 
seu bem-estar, evitando-lhe quaisquer danos; 
 Justiça: imparcialidade da distribuição dos riscos e benefícios da prática médica. 
Ética Empresarial 
 O comportamento da empresa quando ela age de conformidade com os princípios morais e as 
regras do bem proceder aceitas pela coletividade. 
Padronizar e formalizar o entendimento da organização empresarial em seus diversos 
relacionamentos e operações. 
Subfaturamento: prática de emitir documentos por valores que os acordados, para pagar tributos 
menores. 
Ética Profissional 
Estuda o relacionamento do profissional com sua clientela , visando á dignidade humana e a 
construção do bem-estar no contexto sócio-cultural onde exerce sua profissão. 
Ética e Responsabilidade Social 
Decisões de negócios tomadas com base em valores éticos que incorporam as dimensões legais, 
o respeito pelas pessoas, comunidades e meio ambiente. 
Realidade econômica: obtenção de lucro, sem o qual sua existência perde a essência; 
Realidade humana: atendimento e a realização das necessidades humanas daqueles que direta 
ou indiretamente estejam ligados à organização. 
 
Realidade social: empresas assumem um papel e uma finalidade social notória. 
Ética na Sociedade Tecnológica 
Aspecto pessoal: gama enorme de indivíduos acessando a internet para as mais diferentes 
atividades; 
Aspecto profissional: o indivíduo tem a condição de exercer suas atividades utilizando-se das 
ferramentas tecnológicas. 
Aspecto público: forma pela qual as informações são tratadas e manipuladas.