09c42e5caff0c756c9b32abb023f15ae
40 pág.

09c42e5caff0c756c9b32abb023f15ae


DisciplinaCurso de Unhas29 materiais282 seguidores
Pré-visualização2 páginas
UNHAS EM FIBRA DE VIDRO 
POR: EMILY LAYANE 
APOSTILA COMPLETA 
Obrigada por Confiar em 
Nosso Trabalho Anatomia da 
Unha Frequentemente 
esquecidas ou ignoradas 
pelos profissionais da 
indústria cosmética, as 
unhas são anexos de grande 
importância para todos nós. 
Não apenas por ser um 
mercado ainda em 
crescimento e que nos 
últimos anos tem mostrado 
grande diversificação e 
inovação. Por isso vamos 
tratar das unhas. Se prepara 
que tem vocabulário novo! 
Posso garantir que você 
nunca mais vai olhar para 
suas unhas do mesmo jeito. 
As unhas são lâminas 
epidérmicas, queratinizadas, 
presentes na extremidade 
dos dedos. Graças a elas 
temos capacidade de 
exercer pressão com os 
dedos e executar 
movimentos finos e 
precisos, como tocar 
levemente a tela do 
smartphone, por exemplo. 
Vamos conhecer agora a 
complexa estrutura desse 
anexo da epiderme que é a 
unha humana, ou o aparelho 
ungueal. 
 Estrutura morfológica da 
unha A unha é uma placa de 
queratina dura, ligeiramente 
convexa, que está fixada em 
tecidos moles dos dedos das 
mãos e dos pés, 
tecnicamente conhecida 
como lâmina ungueal. Ela se 
origina a partir da matriz da 
unha, localizada na parte 
proximal do aparato 
ungueal, isto é, a unha. Para 
compreender melhor todo 
esse aparato, vamos por 
tópicos:
 
 
Estrutura da unha Unha 
(lâmina ungueal): A lâmina 
da unha é composta por três 
camadas: uma camada 
interna macia (a unha 
ventral), uma camada 
intermediária de queratina 
dura e a camada mais 
externa (unha dorsal). 
Assim, o que parece simples 
aos olhos pode ter uma 
estrutura microscópica 
complexa. As camadas da 
lâmina da unha são 
achatadas e compostas por 
uma massa relativamente 
elástica de células paralelas 
queratinizadas e fundidas, 
os onicócitos. Ao contrário 
dos corneócitos da 
epiderme, as células das 
unhas não descamam. Unha 
livre: A unha livre é a parte 
da lâmina \u201cflutua \u201d fora do 
dedo. Abaixo da unha livre, 
na região após o hiponíquio 
(calma! Leia logo abaixo o 
que é isso), está uma região 
que é um excelente 
reservatório de sujidades e 
microrganismos! Por isso 
sua mãe sempre dizia: \u201clave 
a parte de baixo das unhas!\u201d 
Sulcos periungueais: são as 
regiões limítrofes da unha, 
em que ela ainda tem algum 
contato com a epiderme. 
Elas são nomeadas 
anatomicamente, de acordo 
com a localização em 
relação à lâmina da unha. 
Por isso temos dois sulcos 
ungueais laterais (nas 
laterais da unha), o sulco 
ungueal proximal (na região 
da raiz da unha) e o sulco 
ungueal distal (na ponta dos 
dedos). Lúnula: A lúnula é a 
região branca em formato 
de meia-lua na base da 
unha, a parte proximal. É 
mais visível nos polegares e 
dedões dos pés, mas está 
presente em todas as unhas. 
Eponíquio: É a famosa 
(eindesejável) cutícula. Uma 
camada transparente de 
células que adere à 
superfície da unha na base e 
atua como vedação entre a 
placa da unha e o sulco 
ungueal proximal. 
(Atenção!) A remoção da 
cutícula possibilita a entrada 
de água, corpos estranhos, 
fungos e bactérias. Isso pode 
favorecer a inflamação 
periungueal, tecnicamente 
denominada de paroníquia. 
Então, da próxima vez que 
for à manicure, não fale com 
ela para não retirar bifes das 
suas unhas, peça a ela para 
evitar a paroníquia. 
Estrutura da unha, com 
detalhe para matriz e 
hiponíquio.. Matriz: É a 
região a partir da qual cresce 
a lâmina da unha que, não 
por acaso, cresce da região 
proximal para a região distal. 
Ou seja, unha cresce 
afastando-se da matriz, 
deslizando pelo leito da 
unha e se separa o dedo na 
região distal. Hiponíquio: É a 
região da epiderme onde a 
lâmina da unha de afasta do 
leito. É a última parte onde a 
lâmina tem contato com a 
epiderme. Leito: O leito da 
unha é um epitélio fino e 
com poucas camadas 
celulares. Ele se queratiniza 
sem nenhuma camada de 
células granulares (ao 
contrário da epiderme!). É a 
base do dedo sobre a qual a 
unha cresce e se apoia. Ele 
pode ser visto através da 
unha. É uma região 
altamente irrigada por vasos 
sanguíneos. Também no 
leito, os melanócitos são 
raros ou até mesmo 
ausentes. Banda 
onicodermal: A banda 
onicodermal (onychodermal 
band) é um halo levemente 
alaranjado presente na 
região distal da unha. Trata-
se de uma região de fixação 
entre o leito ungueal e a 
lâmina da unha. Sob 
pressão, a banda 
onicodermal pode ficar 
branca ou avermelhada (pois 
aumenta a irrigação 
sanguínea local). No 
entanto, assim como a 
cutícula, a banda 
onicodermal pode afetar 
seriamente a função da 
unha, pois o descolamento 
da lâmina da unha a partir 
do leito (onicólise) pode ser 
a porta de entrada de 
agentes infecciosos. 
Conheça um pouco sobre o 
alongamento de fibra de 
vidro Aprenda o que é, como 
fazer e como retirar um dos 
modelos mais novos de 
alongamento, a unha de 
fibra de vidro. Ter as unhas 
bonitas e compridas é uma 
necessidade feminina muito 
grande. A cada dia são 
criados novos métodos, 
táticas e práticas para deixar 
as mãos femininas mais 
delicadas e naturais. E com 
as unhas de fibra de vidro 
não é diferente. Evolução de 
outros métodos de 
alongamentos de unhas, 
como em gel, acrigel ou 
porcelana, as unhas de fibra 
são a novidade da vez para 
muitas mulheres que 
querem as mãos sempre 
bonitas. Tudo por conta da 
sua promessa, que é de 
deixar as unhas muito mais 
naturais, especialmente as 
roídas e as com dificuldades 
de crescimento. O sucesso 
deste tipo de unha postiça 
se dá por conta da 
utilização, uma vez que não 
há contraindicação de uso, 
podendo ser aplicada em 
gestantes e até crianças 
acima de sete anos. 
Transparente, a unha de 
fibra de vidro é feita de um 
material que é moldado por 
cima da unha natural, 
conferindo uma maior 
durabilidade e a identidade 
das unhas naturais, além de 
uma menor utilização de lixa 
de unha durante o processo 
todo. Passo a passo De 
Como Fazer Unhas Em Fibra 
De Vidro Primeiro Passo, 
Preparação da Cutícula: Bom 
meus amores eu começo 
primeiro com a cutilagem da 
unha da cliente, como a lixa 
elétrica vou remover toda a 
cutícula da minha cliente 
mas é opcional, tem pessoas 
que preferem retirar depois 
de todo o processo, eu gosto 
por que fica mais espaço na 
unha e assim evita que 
pegue o gel na cutícula da 
cliente, mas se você deseja 
fazer por ultimo tudo bem 
não vai atrapalhar em nada 
do processo. Segundo passo, 
Preparação da unha: Com a 
lixa manual de gramatura 
100/180, vamos fazer 
pequenas ranhuras nas 
unhas para retirar toda a 
oleosidade da unha, para 
que assim fixe melhor a fibra 
para não haver 
descolamento. Depois 
vamos passar o \u201cPrep ou 
Álcool 70º\u201d para higienizar 
as unhas. Agora vamos 
passar o Desidratador por 
que se restar alguma 
oleosidade na unha ele 
possa retirar. A marca do 
Desidratador é \u201cLINDO 
ANJO\u201d Depois será aplicado 
o primeiro produto, 
conhecido como primer 
ácido. Esse cosmético é 
antifúngico, antibacteriano, 
tem a função de eliminar o 
restante de óleo e proteger 
a área que irá receber o 
alongamento. Segundo 
passo, Preparação da unha: 
Terceiro Passo, Aplicação da 
capa Base: Parte final de 
preparação fica por conta 
gel conhecido como capa 
base, passa uma camada 
bem fina de gel para não 
escorrer, nessa camada leva 
para a cabine por 10 
segundos na cabine de 
LED/UV e na de UV 30 
segundos, e em seguida 
vamos aplicar a fibra. Quarto 
Passo, Aplicação da fibra: 
Depois de aplicar a capa 
base vamos aplicar a fibra, 
passa uma camada fina de 
gel e posiciona a fibra sobre 
a unha até a fibra ficar toda 
transparente, espelhe bem a 
fibra sobre a unha. Os fios 
que dão o formato à unha 
são moldados com a ajuda 
de um gel. Ele será 
responsável por firmar o 
material e deixar