A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
APS - PROCESSOS MOLECULARES E GENÉTICOS

Pré-visualização | Página 1 de 2

CARINE SERAFIM DA CUNHA SILVA 
(202003279) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PROCESSOS MOLECULARES E GENÉTICOS 
ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA (APS) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
NATAL/RN 
2020 
 
Av. Sen. Salgado Filho, 1610 
Lagoa Nova - Natal - RN, 59056-000 
laureate.net www.unp.br 
Telefone: +55 84 3215.1234 
2 
 
Laureate International Universities is a registered trademark of Laureate Education, Inc 
CARINE SERAFIM DA CUNHA SILVA 
(202003279) 
BIOM2MA 
 
 
 
 
 
 
 
 
PROCESSOS MOLECULARES E GENÉTICOS 
ATIVIDADE PRÁTICA SUPERVISIONADA (APS) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
NATAL/RN 
2020 
O presente relatório realizado de forma remota 
compõe requisitos para obtenção da nota da APS na 
disciplina de Processos moleculares e genéticos, 
ministrada pelo Professor Denis Dantas da Silva, 
docente da instituição. 
 
Av. Sen. Salgado Filho, 1610 
Lagoa Nova - Natal - RN, 59056-000 
laureate.net www.unp.br 
Telefone: +55 84 3215.1234 
3 
 
Laureate International Universities is a registered trademark of Laureate Education, Inc 
1. O que agentes cancerígenos e quais fases da carcinogênese eles podem 
atuar? 
A denominação, agente cancerígeno, é dado para elementos responsáveis por criar 
mutações e causar distúrbios no ciclo celular, os efeitos acumulativos da exposição a 
esses agentes podem acabar resultando em uma ação direta no DNA da célula, 
acarretando em um possível câncer. Os agentes cancerígenos podem atuar em todos 
os estágios da carciogênese, sendo eles: 
Estágio de iniciação, onde os genes são afetados pelos agentes e consequentemente 
sofrem mutações iniciais, ou sbeja, as células estão preparadas para um segundo 
ataque de agentes que aconteceria na próxima fase do processo de oncogênese. 
Estágio de promoção, em que as células previamente prontas para o segundo efeito, 
sofrerão outro efeito dos agentes, agora denominados oncopromotores, onde ao longo 
do contato com agentes carcinógenos a célula gradualmente será transformada em 
um carcinoma. 
Por fim, o estágio de progressão é caracterizado pelo total alojamento do câncer, em 
que a multiplicação é desenfreada e irreversível, em que já se é possível ver os 
primeiros sintomas da doença. 
2. Qual a importância de se procurar novas mutações e polimorfismos? 
Ao estudar-se mais sobre mais formas de expressão do câncer é possível entender 
melhor sobre a doença, apresentando novas concepções sobre as predisposições do 
câncer, ajudando de forma efetiva para o surgimento de novas substâncias, 
diagnósticos mais rápidos e precisos, além de tratamentos cada vez melhores até o 
desenvolvimento de uma cura para a patologia. 
3. O que são biomarcadores? Quais as principais categorias? Explique elas. 
Os chamados biomarcadores são substâncias que ajudam na identificação da 
normalidade ou da severidade de alguma patologia no organismo, dentre os tipos de 
biomarcadores, é possível destacar: 
Os biomarcadores de exposição nos permitem analisar e confirmar a exposição do 
organismo aos efeitos dos agentes cancerígenos no material genético das células. 
 
Av. Sen. Salgado Filho, 1610 
Lagoa Nova - Natal - RN, 59056-000 
laureate.net www.unp.br 
Telefone: +55 84 3215.1234 
4 
 
Laureate International Universities is a registered trademark of Laureate Education, Inc 
Já os biomarcadores de suscetibilidade vão conseguir indicar a probabilidade do 
desenvolvimento de câncer no individuo, dependendo da capacidade individual de 
metabolizar e eliminar essas substâncias cancerosas caso houvesse a exposição. 
Por fim, os biomarcadores de resposta são utilizados como relatores das alterações 
pós-alojamento do tumor, juntamente com os efeitos adversos à saúde oriundos dessa 
absorção do agente cancerígeno. 
4. Quais agentes ambientais podem contribuir com o desenvolvimento do 
câncer? 
O câncer em si é, em sua maioria, causado por agentes ambientais, fumar, possuir 
uma má alimentação, exposição solar são alguns dos fatores que têm bastante 
potencial para desenvolver o câncer no indivíduo. Dito isso, o local em que o 
organismo reside influencia diretamente no desenvolvimento ou não de um possível 
câncer, por exemplo, ao trabalhar e um ambiente ocupacional que envolve químicos 
agressores, fumaça e entre outros, é possível deduzir que esse indivíduo tem mais 
chances de ter câncer do que pessoas que trabalham na confecção de tecidos. 
5. Escolha 4 genes, que podem ser utilizados como biomarcadores e que 
estão associados com tipos de câncer e descreva seu mecanismo de 
funcionamento. 
HER2: Essa proteína é um receptor de membrana associado com o câncer de mama, 
que indica se o tratamento está funcionando no paciente. Células cancerosas são 
testadas para verificar o nível de HER2, quando possuem um elevado nível de HER2 
são chamadas de HER2+, indicando que esse tumor deve ser tratado tendo a proteína 
HER2 como alvo, caso contrário, é ineficiente. Caso tiver um nível baixo, o câncer é 
HER2-, ou seja, tratamentos que tem como alvo a proteína HER2 não terão resposta. 
CA 15-3: O CA 15-3 é uma proteína produzida pelas células mamárias em que a 
concentração de CA 15-3 aumenta de acordo com a carga tumoral do paciente. Níveis 
normais são incertos, já que há a possibilidade do câncer estar em uma fase inicial, 
não produzindo ainda CA 15-3 o suficiente para ser liberado. Além dos níveis dessa 
proteína estarem presentes em outros canceres como câncer de pâncreas e fígado. 
 
Av. Sen. Salgado Filho, 1610 
Lagoa Nova - Natal - RN, 59056-000 
laureate.net www.unp.br 
Telefone: +55 84 3215.1234 
5 
 
Laureate International Universities is a registered trademark of Laureate Education, Inc 
KRAS: Localizado no DNA das células, o gene KRAS é um proto-oncogene que 
promove a multiplicação das células, que ao tornar-se mutado tem alterações na sua 
função e pode permanecer ativado por muito tempo, esse gene mutado pode resultar 
em níveis altos de proteínas chamadas RAS hiperativas, que promovem a 
oncogênese. Em geral, esse biomarcador é utilizado para pacientes com câncer no 
pulmão, cólon ou pâncreas. 
CA-125: Essa proteína fica presente nas células do ovário, porém, na presença de 
uma neoplasia, os níveis da proteína aumentam, sendo esse o motivo de ser um 
biomarcador usado na identificação do câncer de ovário. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Av. Sen. Salgado Filho, 1610 
Lagoa Nova - Natal - RN, 59056-000 
laureate.net www.unp.br 
Telefone: +55 84 3215.1234 
6 
 
Laureate International Universities is a registered trademark of Laureate Education, Inc 
REFERÊNCIAS 
COMO SURGE o câncer?. [S. l.], 3 abr. 2019. Disponível em: 
https://www.inca.gov.br/como-surge-o-
cancer#:~:text=Os%20efeitos%20cumulativos%20de%20diferentes,e%20pela%20int
era%C3%A7%C3%A3o%20entre%20eles. Acesso em: 17 nov. 2020. 
BIOMARCADORES. [S. l.], 26 jul. 2019. Disponível em: 
https://siteantigo.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/biologia/biomarcadores/25
394. Acesso em: 12 nov. 2020. 
OS FATORES de risco ambientais. [S. l.], 8 jun. 2018. Disponível em: 
http://www.cccancer.net/o-cancer/os-fatores-de-risco-
ambientais/#:~:text=O%20meio%20ambiente%20%C3%A9%20respons%C3%A1vel,
os%20principais%20causadores%20da%20doen%C3%A7a. Acesso em: 12 nov. 
2020. 
ANELLI, Vinicius. Biomarcadores do câncer. [S. l.], 5 out. 2015. Disponível em: 
http://ead.hemocentro.fmrp.usp.br/joomla/index.php/noticias/adotepauta/673-
biomarcadores-do-cancer. Acesso em: 19 nov. 2020. 
CÂNCER de Mama HER2. [S. l.], 24 jul. 2020. Disponível em: 
http://www.oncoguia.org.br/conteudo/cancer-de-mama-
her2/10880/264/#:~:text=HER2%20%C3%A9%20uma%20prote%C3%ADna%20na,
de%20HER2%20s%C3%A3o%20denominadas%20HER2%2B. Acesso em: 19 nov. 
2020. 
CA 15-3. [S. l.], 19 maio 2020. Disponível em: https://labtestsonline.org.br/tests/ca-15-
3#:~:text=O%20CA%2015%2D3%20n%C3%A3o,produzida%20por%20c%C3%A9lul
as%20mam%C3%A1rias%20normais.