A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Tuberculose pulmonar - Exame de imagem

Pré-visualização|Página 1 de 1

Tuberculose pulmonar - Exame de imagem


Microbacterium tuberculosis.

A apresentação varia (por vezes, parece uma doença bacteriana, por outras, uma doença fúngica)

Transmissão pela respiração


QC: Tosse prolongada (acima de 3 semanas), febre vespertina, perda de peso, sudorese noturna


Manifestação pulmonar

Primária: mais comum em crianças menores de 5 anos; predomínio de acometimento de linfonodos (se comparada à secundária)

Bacilo na região mais periférica do pulmão

É mais comum que o acometimento seja localizado → opacidade pulmonar focal pequena 

Aumento dos linfonodos (1 ou +) regionais ipsilaterais (do hilo pulmonar)

Complexo de Ranke (marca que a pessoa já teve contato com a TB): Calcificação do foco, gerando  nódulo calcificado na periferia do pulmão - nódulo de Gohn + Diminuição e calcificação do linfonodo. Não é necessário pedir outro exame, visto que se trata de uma cicatriz (se houver dúvida, pode repetir o Rx de tórax em 3 meses)

Adenomegalias cervicais (principalmente em crianças)

Linfonodomegalia mediastinal (aumento do tamanho no Rx, indica TC para melhor avaliação)

Atelectasia

Secundária ou pós-primária (reativação) - forma crônica

Reativação de foco principalmente por queda da imunidade (HIV, > 70 anos, doenças crônicas, alcoólatras, usuários de droso de terapia imunossupressora, estresse), mesmo que leve

Região apicoposterior é o local de maior acometimento


Formas de apresentação da TB

Nódulos centrolobulares (são quase imperceptíveis ao Rx; usar TC, sendo melhor com a técnica MIP). Podem aparecer seguindo um padrão (“árvore em brotamento”), parecendo seguir um brônquio (comum da TB ativa)

Consolidações (áreas com densidade de estrutura sólida) mal definidas, com formatos e tamanhos variados. A diferença de consolidação e nódulo é o formato: o nódulo é mais arredondado e delimitado, a consolidação é mais irregular. Geralmente há cavitação devido à necrose central (surge com a evolução da consolidação), a qual sempre possui parede.

Tuberculoma: área de consolidação que está no formato de nódulo. Diferencia-se de nódulo pela história clínica, as outras alterações além do tuberculoma (nódulos centrolobulares, cavitações…)

Forma pneumônica: Imagem igual à de pneumonia bacteriana (não há como diferenciar pelo Rx, até porque pneumonias podem levar a cavitações). Diferencia pela evolução, história clínica, se há outros Rx prévios, na pneumonia há avanço ou regressão rápida da lesão, na TB, a lesão é mais estável.

Forma pseudotumoral: A consolidação forma um aspecto de massa. Diferenciação pela história clínica e outros achados no Rx 

Forma Miliar: Vários pequenos nódulos dispersos por todo o pulmão. DD com algumas doenças fúngicas. É a forma mais associada com disseminação para outras partes do corpo


Indicações da TC (na maioria das vezes, pode-se usar somente o Rx):

Paciente com sintomas e baciloscopia negativa

Caso suspeito com Rx normal

Avaliação mediastinal

Doença disseminada (em outras partes do corpo)

Alterações endobrônquica


DD:

“Árvore em brotamento”: bronquilite