A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
314 pág.
dd-5e-livro-do-jogador-fundo-branco-biblioteca-c3a9lfica

Pré-visualização | Página 11 de 50

característica influencia, como um 
sotaque, qualquer outro idioma que o anão falar. 
Sub-raça. Existem duas sub-raças principais de 
anões nos mundos de D&D: anões da colina e anões da 
montanha. Você deve escolher uma dessas sub-raças. 
ANÃO DA COLINA 
Como um anão da colina, você tem sentidos aguçados, 
maior intuição e notável resiliência. Os anões dourados de 
Faerûn, que vivem em seu poderoso reino ao sul do 
continente, são anões da colina, assim como os exilados 
Neidar e os depreciáveis Klar de Krynn, no cenário de 
Dragonlance. 
Aumento no Valor de Habilidade. Seu valor de 
Sabedoria aumenta em 1. 
Tenacidade Anã. Seu máximo de pontos de vida 
aumentam em 1, e cada vez que o anão da colina sobe um 
nível, ele recebe 1 ponto de vida adicional. 
ANÃO DA MONTANHA 
Como um anão da montanha, você é forte e resistente, 
acostumados a uma vida difícil em terrenos difíceis. Você, 
provavelmente tem a descendência daqueles mais altos 
(para um anão) e tende a possuir uma coloração mais 
clara. Os anões do escudo do norte de Faerûn, bem como o 
clã governante Hylar e os clãs nobres Daewar de 
Dragonlance, são anões da montanha. 
Aumento no Valor de Habilidade. Seu valor de 
Força aumenta em 2. 
Treinamento Anão com Armaduras. Você adquire 
proficiência em armaduras leves e médias. 
DUERGAR 
Nas profundas cidades do Subterrâneo vivem os duergar, ou 
anões cinzentos. Estes perversos e furtivos comerciantes de 
escravos invadem o mundo da superfície para fazer prisioneiros, 
então vendem suas presas para outras raças do Subterrâneo. Eles 
têm habilidades mágicas inatas para tornarem-se invisíveis e 
crescerem temporariamente até o tamanho de um gigante. 
21 
ELFO
"EU NUNCA IMAGINEI QUE TAL BELEZA EXISTISSE," LUA 
Dourada disse suavemente. A marcha do dia havia sido 
difícil, mas a recompensa no final estava muito além de 
seus sonhos. Os companheiros estavam em um alto 
rochedo sobre a lendária cidade de Qualinost. 
Quatro pináculos delgados erguiam-se dos cantos da 
cidade como hastes brilhantes, suas pedras brancas 
reluzentes mescladas com um tom prateado cintilante. 
Arcos graciosos, ligando um pináculo a outro, se elevavam 
no ar. Construídos por antigos ferreiros anões, eles eram 
fortes o suficiente para suportar o peso de um exército, no 
entanto, eles pareciam tão delicados, que um pássaro 
pousado sobre eles, poderia lhes tirar o equilíbrio. Estes 
arcos cintilantes eram as únicas fronteiras da cidade. Não 
havia nenhuma muralha em volta de Qualinost. A cidade 
élfica abria seus braços de forma amorosa para a 
imensidão. 
– Margaret Weis & Tracy Hickman,
Dragões do Crepúsculo do Outono
Elfos são um povo mágico de graça sobrenatural, vivendo 
no mundo sem pertencer inteiramente à ele. Eles vivem 
em lugares de beleza etérea, no meio de antigas florestas 
ou em torres prateadas brilhando com luz feérica, onde 
uma música suave ecoa através do ar e fragrâncias 
suaves flutuam na brisa. Elfos amam a natureza e a 
magia, a arte e o estudo, a música e a poesia, e as coisas 
boas do mundo. 
ESBELTOS E GRACIOSOS 
Com a sua graça sobrenatural e seus traços finos, os elfos 
parecem assustadoramente belos para os humanos e os 
membros de muitas outras raças. Em média, eles são 
ligeiramente mais baixos do que os humanos, variando de 
pouco menos de 1,50 metro até pouco mais de 1,80 metro 
de altura. Eles são mais delgados que os humanos, 
pesando entre 50 kg a 72 kg apenas. Os machos e as 
fêmeas são quase da mesma altura, mas os machos são 
um pouco mais pesados do que as fêmeas. 
A coloração da pele dos elfos varia da mesma maneira 
que os humanos, e também incluem peles em tons de 
cobre, bronze, até o branco-azulado, os cabelos podem ser 
de tons verdes ou azuis, e os olhos podem ser como 
piscinas douradas ou prateadas. Elfos não possuem pelos 
faciais e poucos pelos no corpo. Eles preferem roupas 
elegantes em cores brilhantes, e gostam de joias simples, 
mas belas. 
UMA PERSPECTIVA ATEMPORAL 
Elfos podem viver bem mais de 700 anos, isso dá a eles 
uma ampla perspectiva sobre eventos que possam 
perturbar profundamente raças que vivem uma vida mais 
curta. Eles são normalmente mais divertidos do que 
animados, e provavelmente mais curiosos do que 
gananciosos. Elfos tendem a permanecer distantes e não 
se incomodam com uma pequena dose de acaso. No 
entanto, quando perseguem um objetivo, seja 
22 
aventurando-se em uma missão ou aprendendo uma nova 
habilidade ou arte, os elfos podem ser focados e 
implacáveis. Eles são lentos para fazer amigos e inimigos, 
e ainda mais lentos para esquecê-los. Eles respondem 
insultos mesquinhos com desdém e insultos graves com 
vingança. 
Assim como os galhos de uma árvore jovem, os elfos 
são flexíveis em face do perigo. Eles confiam 
primeiramente na diplomacia para resolver as diferenças 
antes de partir para a violência. Eles são conhecidos por 
recuar para suas casas na floresta perante os intrusos, 
confiantes de que podem simplesmente esperar os 
invasores irem embora. Mas quando surge a necessidade, 
os elfos revelam um poderoso lado marcial, demonstrando 
habilidade com a espada, o arco e a estratégia. 
REINOS ESCONDIDOS NA FLORESTA
A maioria dos elfos habita pequenas aldeias florestais 
escondidas entre as árvores. Elfos caçam, coletam e 
cultivam seus alimentos, e sua perícia e magia os permite 
sustentar-se sem a necessidade de limpar e arar a terra. 
Eles são artesãos talentosos, criando roupas e objetos de 
arte finamente adornados. Seu contato com estrangeiros é 
geralmente limitado, embora alguns elfos levem uma boa 
vida negociando itens artesanais por metais (pois eles não 
têm interesse na mineração). 
Os elfos encontrados fora de suas terras são em geral 
menestréis viajantes, artistas ou sábios. Humanos nobres 
costumam contratar elfos para o serviço de tutores, para 
que possam ensinar esgrima ou magia aos seus filhos. 
EXPLORAÇÃO E AVENTURA 
Elfos se aventuram devido a sua fascinação em viajar. 
Tendo uma vida tão longa, eles podem desfrutar de 
séculos de exploração e descoberta. Eles não gostam do 
ritmo da sociedade humana, que é ao mesmo tempo 
rotineira no dia a dia, mas sempre acaba mudando ao 
longo das décadas, e por isso, eles procuram carreiras que 
os permita viajar livremente. Elfos também gostam de 
exercitar suas habilidades marciais ou ampliar seus 
poderes mágicos, e aventurar-se os permite fazê-lo. 
Alguns podem ser rebeldes que lutam contra a repressão 
injusta, enquanto outros podem ser campeões de causas 
morais. 
NOMES ÉLFICOS 
Elfos são considerados crianças até declararem-se 
adultos, algum tempo depois do centésimo aniversário, e 
durante este período eles são chamados por nomes de 
criança. 
Ao declarar a idade adulta, um elfo também seleciona 
um nome de adulto, embora aqueles que o conheciam 
quando jovem possam continuar a chamá-lo pelo nome de 
criança. O nome adulto de cada elfo é uma criação única, 
embora possa refletir os nomes de respeitados indivíduos 
ou outros membros da família. Há pouca diferença entre 
nomes masculinos e femininos, os grupos aqui refletem 
apenas tendências gerais. Além disso, cada elfo tem um 
nome de família, normalmente uma combinação de outras 
palavras élficas. Alguns elfos que viajam entre os 
humanos traduzem seus sobrenomes para o idioma 
comum, enquanto outros continuam usando a versão 
élfica. 
Nomes infantis: Ara, Bryn, Del, Eryn, Faen, Innil, Lael, 
Mella, Naill, Naeris, Phann, Rael, Rinn, Sai, Syllin, 
Thia, Vall. 
Nomes masculinos adultos: Adran, Aelar, Aramil, 
Arannis, Aust, Beiro, Berrian, Carric, Enialis, Erdan,