A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
gab

Pré-visualização | Página 1 de 5

ConCurso PúbliCo
010. Prova objetiva
Arquiteto
	 Você recebeu sua folha de respostas e este caderno 
contendo 50 questões objetivas.
	 Conira seu nome e número de inscrição impressos na 
capa deste caderno.
	 Leia cuidadosamente as questões e escolha a resposta 
que você considera correta.
	 Responda a todas as questões.
	 Marque, na folha intermediária de respostas, localizada no 
verso desta página, a letra correspondente à alternativa 
que você escolheu.
	 Transcreva para a folha de respostas, com caneta de 
tinta azul ou preta, todas as respostas anotadas na folha 
intermediária de respostas.
	 A duração da prova é de 3 horas.
	 A saída do candidato da sala será permitida após 
transcorrida 1 hora do início da prova.
	 Ao sair, você entregará ao iscal a folha de respostas e 
este caderno, podendo destacar esta capa para futura 
conferência com o gabarito a ser divulgado.
AguArde A ordem do fisCAl PArA Abrir este CAderno de questões.
04.03.2012
www.pciconcursos.com.br
Servidor
Texto digitado
www.arqconcursos.com.br
www.arqconcursos.com.br
Folha intermediária de resPostas
www.pciconcursos.com.br
Servidor
Texto digitado
www.arqconcursos.com.br
www.arqconcursos.com.br
3 PMSC1104/010-Arquiteto
Língua Portuguesa
01.	 Leia a charge.
(www.culturadigital.br, acesso em 04.01.2012)
Analise as afirmações.
 I. A forma verbal importa concorda com o sujeito da oração: 
“eu”.
 II. A palavra se, em – Não me importa se 57%... –, está 
empregada da mesma forma que na frase: “Ele não se 
importa com a opinião alheia”.
 III. Na expressão dele, o pronome refere-se ao bebê do casal, 
que ainda não nasceu.
Está correto o que se afirma em
(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II e III.
Leia o texto para responder às questões de números 02 a 05.
Galileu – O que é a bolha de filtros?
Eli Pariser – Costumamos ver a internet como uma enorme 
biblioteca em que os sites de busca nos dão o mapa a ser seguido. 
Na verdade, não é o que acontece. Não só o Google, mas também 
redes sociais como Facebook e portais de notícias, como Yahoo! 
News e o NYTimes, estão cada vez mais personalizados. Eles 
filtram as informações para mostrar para cada pessoa o que elas 
acreditam querer ver – e que pode ser bem diferente do que elas 
precisariam ver. Esses filtros acabam criando uma bolha, um 
universo único e pessoal de informações que pode viciar nossas 
ideias. O excesso de personalização enfraquece a proposta original 
da internet, de ser um espaço aberto e democrático. Deixa-nos em 
um mundo isolado com nossa própria voz ecoando.
(Trecho da entrevista do ativista político 
americano Eli Pariser, Galileu, junho de 2011)
02.	 É correto afirmar que as considerações de Eli Pariser
(A) contestam a ideia de que os sites de busca e de notícias 
manipulem as informações.
(B) jogam luz para os benefícios alcançados no mundo atual 
com a internet.
(C) ironizam o fato de as informações na internet circularem 
sem censura prévia.
(D) mostram que a personalização das informações garante 
a segurança individual.
(E) desconstroem a ideia de que a internet seja um espaço 
aberto e democrático.
03.	 De acordo com o texto, a “bolha de filtros”
(A) reforça os ideais em que se fundamenta a proposta da 
internet.
(B) promove a personalização e a interação entre as pessoas 
na rede.
(C) desestimula a personalização e reforça as relações inter-
pessoais.
(D) cria a personalização e limita o acesso das pessoas às 
informações.
(E) expõe em rede as preferências e fragilidades de cada 
pessoa.
04.	 No trecho – Não	só o Google, mas	também redes sociais 
como Facebook e portais de notícias, como Yahoo! News e 
o NYTimes, estão cada vez mais personalizados. – o sentido 
expresso pelas expressões “Não só… mas também” é o mesmo 
que se identifica em:
(A) Todos estiveram presentes à inauguração e renderam suas 
homenagens ao dono do estabelecimento.
(B) Noite muito quente de verão, ar parado: ele estava deitado 
há horas e não conseguia dormir.
(C) As especulações sobre a venda da empresa eram muitas, 
porém ninguém ousava uma pergunta direta.
(D) Estava sem dinheiro, o livro era caro. O melhor era, pois, 
esperar o próximo pagamento.
(E) Tinha certeza de que sua mulher o estaria esperando, pois 
ambos adoravam ir juntos à praia.
05.	 No período – Eles filtram as informações para mostrar para 
cada pessoa o que elas acreditam querer ver – e que pode ser 
bem diferente do que elas precisariam ver. – o pronome em 
destaque refere-se a quem
(A) busca as informações na rede.
(B) condena a utilização da bolha de filtros na rede.
(C) controla a circulação de informações na rede.
(D) pratica ativismo político na rede.
(E) denuncia o uso da bolha de filtros na rede.
www.pciconcursos.com.br
Servidor
Texto digitado
www.arqconcursos.com.br
www.arqconcursos.com.br
4PMSC1104/010-Arquiteto
Leia o texto para responder às questões de números 06 a 09.
No auge da bolha da internet do fim dos anos 90, empresas 
virtuais sem plano de negócio e sem nenhum lucro chegaram a 
valer bilhões de dólares nas bolsas de valores. A bolha estourou. 
Sobrou uma de cada mil daquelas arapucas digitais. Agora, mais 
uma vez, estão de novo efervescentes as promessas de multi-
plicação bilionária do capital com ações de empresas de alta 
tecnologia dos Estados Unidos. Alguns analistas estão farejando 
na atual súbita valorização das empresas de internet a mesma 
“exuberância irracional”, expressão com a qual o economista Alan 
Greenspan, então presidente do Fed, o banco central americano, 
descreveu o fenômeno que, diga-se, foi em boa parte insuflado 
pelo próprio Greenspan com sua política econômica de afrouxa-
mento monetário.
(Veja, 22/06/2011.)
06.	 De acordo com o texto, é correto afirmar que
(A) a maior parte das empresas digitais dos anos 90 mantém- 
-se até hoje por representarem ótimos negócios na 
internet.
(B) muitas empresas virtuais, na década de 90, conquistaram 
uma valorização incompatível com seu plano de negócio 
e lucro.
(C) a ideia de exuberância irracional diz respeito ao fato de 
muitas empresas terem altos lucros e pouca valorização.
(D) o atual presidente do Fed reconhece que a súbita valoriza-
ção das empresas de internet é saudável para a economia.
(E) a política econômica de Greenspan teve como conse-
quência mais direta o refreamento da valorização das 
empresas de internet.
07.	 Na expressão – sem plano de negócio e sem nenhum lucro 
– a preposição sem traduz sentido de
(A) inferioridade.
(B) distanciamento.
(C) ausência.
(D) inclusão.
(E) tempo.
08.	 Observe as frases:
 I. Alguns analistas sugerem que a atual súbita valorização 
das empresas de internet representa a mesma “exuberância 
irracional” dos anos 90.
 II. Alguns analistas comentam de que a atual súbita valo-
rização das empresas de internet representa a mesma 
“exuberância irracional” dos anos 90.
 III. Alguns analistas têm certeza que a atual súbita valorização 
das empresas de internet representa a mesma “exuberância 
irracional” dos anos 90.
Quanto à regência, está correto o contido em
(A) I, apenas.
(B) III, apenas.
(C) I e II, apenas.
(D) II e III, apenas.
(E) I, II e III.
09.	 Assinale a alternativa correta quanto à concordância, segundo 
a norma-padrão da língua portuguesa.
(A) No fim dos anos 90, valorizou-se empresas virtuais sem 
plano de negócio e sem nenhum lucro.
(B) Já fazem uns 20 anos que se viveu o auge da bolha da 
internet, com supervalorização de empresas digitais.
(C) Daquelas arapucas digitais dos fins dos anos 90 sobraram 
pouco investimento.
(D) Alguns analistas veem que existem novamente empresas 
de internet com súbita valorização.
(E) Veem-se novamente que circulam promessas de multipli-
cação bilionária do capital de empresas de alta tecnologia.
10.	 Todas as pessoas envolvidas de alguma forma com o ensino 
já de ouvir que os trabalhos escolares atuais 
são feitos na base do copy e paste de trechos inteiros da 
Wikipédia.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.