A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
3 Tecido Muscular

Pré-visualização | Página 3 de 3

e esse novo complexo libera o sítio ativo da                             
actina e ativa a quinase da miosina de cadeia leve 
4. A quinase da miosina de cadeia leve ativada fosforila a miosina II mudando sua forma de enrodilhada                                 
para estirada 
5. A miosina II estirada expõe seu sítio ativo permitindo sua ligação com a actina 
 
Cavéolas: depressões do sarcolema que contém íons Ca²​+ no meio extracelular (locais de armazenamento de                             
cálcio no músculo liso); apresentam aspecto e dimensões de pinocitose 
 
Corpos densos: regiões com proteínas específicas, como a alfa-actinina, que se associam a filamentos                           
intermediários, como a desmina e a vimentina, que ligam os filamentos de actina e miosina com a membrana                                   
da célula (“amarram”). Assim, com o deslizamento das proteínas, a membrana celular é contraída e assim a                                 
célula toda sofre a contração. → evidência desse mecanismo de contração: núcleo da célula contorcido,                             
como um saca-rolhas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
REGENERAÇÃO DO MÚSCULO LISO 
- mais eficiente → dos 3 tipos, é a mais eficiente de todas 
- após lesão, as células remanescentes sofrem mitose e substituem as células perdidas