A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
102 pág.
BLOCO 2 PDF

Pré-visualização | Página 8 de 13

de conduta ou mau procedimento 
 d) mudança de residência, sem aviso prévio ao empregador 
 
229. Com base na CLT, em caso de acidente do trabalho, o empregado afastado receberá 
remuneração, a contar do dia da ocorrência, paga pelo(a): 
 a) empresa 
 b) F.G.T.S. 
 c) previdência social 
 d) auxílio-desemprego 
 
230. A compilação de normas editadas pela união que regulam as relações trabalhistas, é 
denominada: 
 a) CLT 
 b) CLPS 
 c) Código Civil 
 d) Código Comercial 
 
231. O aeronauta, através de legislação especial, assegura sua aposentadoria após ter prestado 
serviço durante: 
 a) 20 anos 
 b) 22 anos 
 c) 25 anos 
 d) 30 anos 
 
232. Dos benefícios abaixo relacionados, indique o que não é de obrigatoriedade da previdência 
social, para com o segurado: 
 a) auxílio-férias 
 b) auxílio-doença 
 c) salário-família 
 d) salário-maternidade 
 
233. O conjunto de princípios e normas que regulam as relações individuais e coletivas entre 
empregados e empregadores, decorrente do trabalho, denomina-se Direito: 
 a) Civil 
 b) Tributário 
 c) do Trabalho 
 d) Previdenciário 
 
234. Para que um empregado, contratado segundo a CLT, tenha a condição para o recebimento do 
salário família, é necessário: 
 a) ter apenas filhas 
 b) ter no máximo três filhos 
 c) apresentar Certidão de Casamento do dependente 
 d) apresentar Certidão de Nascimento do dependente 
 
235. A aposentadoria do aeronauta é regida pela respectiva legislação especial. Se este for 
licenciado para exercer cargos de administração na empresa ou no sindicato, estes períodos: 
 a) não serão computados 
 b) serão computados pela metade 
 c) serão computados integralmente 
 d) não serão computados em dois terços, por estarem fora de função considerada 
 
236. Durante o período de aviso prévio o horário de trabalho é reduzido em: 
 a) 30 minutos 
 b) 1 hora 
 c) 1 hora e meia 
 d) 2 horas 
 
237. Um tripulante extra cai e machuca a perna ao se deslocar na aeronave; caracteriza-se esta 
situação: 
 a) acidente de trabalho 
 b) acidente de trajeto 
 c) não é acidente de trabalho porque o tripulante não estava no exercício da função 
 d) não é um acidente de trabalho porque o tripulante não foi gravemente atingido 
 
238. Para a jornada de trabalho semanal, na falta de regulamentos especiais, esta deverá ser de: 
 a) 24 h 
 b) de acordo com a tripulação 
 c) 44 h 
 d) 48 h 
 
239. Os benefícios por acidente de trabalho ou auxílio doença, será devido ao acidentado que ficar 
incapacitado para o trabalho, a partir de: 
 a) 10 dias 
 b) 15 dias 
 c) 20 dias 
 d) 30 dias 
 
240. O auxílio natalidade deverá ser pago: 
 a) à mulher, se ambos os cônjuges forem segurados 
 b) ao homem, se ambos os cônjuges forem segurados 
 c) à criança, se ambos os pais forem segurados 
 d) à ambos, se forem segurados 
 
241. O trabalhador que, não sendo aeronauta, exerce função remunerada nos serviços terrestres 
de empresa de transporte aéreo, é considerado: 
 a) aeroviário 
 b) aeronauta 
 c) despachante 
 d) funcionário de terra 
 
242. Quando a rescisão de contrato de trabalho tiver sido promovida pelo empregador e não 
houver a redução de duas horas diárias, o empregado de aviso prévio poderá faltar ao serviço por: 
 a) 5 dias consecutivos. 
 b) 7 dias consecutivos 
 c) 10 dias consecutivos. 
 d) 12 dias consecutivos. 
 
243. O trabalhador terá direito a apenas 24 dias corridos de férias, quando durante os 12 meses de 
trabalho teve falta injustificada: 
 a) Até 05 
 b) De 06 a 14 
 c) de 15 a 23 
 d) de 06 a 15 
 
244. O período de licença paternidade é de: 
 a) 3 dias consecutivos antes do nascimento da criança. 
 b) 5 dias consecutivos após nascimento da criança 
 c) 5 dias consecutivos em qualquer período. 
 d) 8 dias consecutivos após o nascimento da criança. 
 
245. O acidente sofrido nos períodos destinados à refeição ou descanso é considerado: 
 a) no local de trabalho. 
 b) fora do local e horário de trabalho. 
 c) acidente de descanso. 
 d) acidente de trabalho 
 
246. O trabalhador poderá requerer seu FGTS em casos especiais, tais como: 
 a) mudança de endereço. 
 b) mudança de país. 
 c) para abrir um negócio próprio. 
 d) na compra da casa própria 
 
247. A principal prova do contrato bilateral efetuado entre empregado e empregador é a: 
 a) palavra dos interessados. 
 b) testemunha. 
 c) carteira de trabalho 
 d) apólice de seguro. 
 
248. A violação de segredos da empresa poderá acarretar ao empregado a sua despedida: 
 a) imotivada 
 b) indireta 
 c) declarada 
 d) por justa causa 
 
249. É considerado motivo para dispensa do empregado por justa causa: 
 a) ato de improbidade 
 b) serviço superior às suas forças. 
 c) correr perigo manifesto de mal considerável. 
 d) falta injustificável. 
 
250. Em caso de parto antecipado, a mulher terá direito a uma licença de: 
 a) 4 semanas 
 b) 14 semanas 
 c) 16 semanas 
 d) 20 semanas 
 
251. Uma tripulação mínima acrescida dos tripulantes necessários para efetuar o voo, 
transforma-se em uma tripulação: 
 a) simples 
 b) composta 
 c) de alternância 
 d) de revezamento. 
 
252. A jornada de trabalho que poderá efetuar uma tripulação de revezamento é de: 
 a) 16h 
 b) 14h 
 c) 18h 
 d) 20h 
 
253. Uma tripulação simples poderá ser transformada em composta: 
 a) se o comandante mandar. 
 b) somente na origem do voo 
 c) somente na base da tripulação. 
 d) quando houver ampliação da jornada 
 
254. De acordo com o determinado pela Lei 7.183 e Portaria Interministerial, um tripulante poderá 
apresentar-se no local de trabalho para início da jornada com uma antecedência mínima de: 
 a) 45 min 
 b) 90 min 
 c) 30 min 
 d) 60 min 
 
255. Na condição de tripulante extra, há limites de pousos: 
 a) não, pois o mesmo poderá estar retornando à sua base. 
 b) não, desde que obedeça o limite de horas de trabalho 
 c) sim, pois o mesmo está a serviço da empresa. 
 d) sim, desde que o voo abranja um período misto de jornada. 
 
256. De acordo com a lei 7.183, o profissional habilitado pelo Comando da Aeronáutica, que 
exerce atividade a bordo de aeronave civil, mediante contrato de trabalho, é o: 
 a) aeronauta 
 b) aeroviário. 
 c) aeronavegante. 
 d) aeroportuário. 
 
257. Antes de iniciar um voo o comandante deve anotar, o seu nome, o dos demais tripulantes do 
voo, decisões, notificações de nascimentos e óbitos, entre outras informações, no: 
 a) Diário de bordo 
 b) Relatório de voo. 
 c) Relatório de viagem. 
 d) Plano de voo. 
 
258. Para a obtenção da licença de comissário, a ANAC exige o cumprimento de alguns 
pré-requisitos, entre estes têm-se: 
 a) estágio em empresa homologada. 
 b) instrução prática com 15 horas de voo. 
 c) aprovação em curso homologado. 
 d) as alternativas “b” e “c” se completam 
 
259. O limite de pousos que uma tripulação composta poderá efetuar durante uma jornada é de: 
 a) 4 
 b) 5 
 c) 6 
 d) 8 
 
260. A tripulação que pode efetuar uma jornada de, no máximo, 14 horas de voo e 5 pousos, é do 
tipo: 
 a) simples 
 b) composta 
 c) revezamento 
 d) helicóptero. 
 
261. Jornada de trabalho é a duração do trabalho do aeronauta contado: 
 a) do momento em que o mesmo sai de sua residência até sua acomodação no hotel. 
 b) da apresentação no local de trabalho e a hora que o mesmo é encerrado 
 c) da partida dos motores e 30 minutos após a parada dos motores. 
 d) em que são acionados os motores e o encerramento de suas atividades. 
 
262. Os limites das horas de voo para aviões a jato; por mês ou ano, não poderão exceder 
respectivamente a: 
 a) 80 – 800 
 b) 85 – 850 
 c) 90 – 870 
 d) 95 – 880 
 
263. O empregador deverá comunicar ao aeronauta que ele irá participar de uma transferência

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.