A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
33 pág.
DIREITO EMPRESARIAL II- Ana Polli

Pré-visualização | Página 1 de 11

DIREITO EMPRESARIAL II- ANA POLLI
1. Introdução ao Direito Societário
Referência Histórica
Sociedade como união de indivíduos-> espírito associativo
As sociedades surgiram como situações de fato impostas pela necessidade.
· Atuação comum -> sobreviver no mercado-> conquista
Direito Romano:
Se encontram as primeiras manifestações legislativas a esse respeito pela necessidade de dar continuidade aos negócios desenvolvidos pelo pater famílias.
Regulou a associação entre herdeiros para administração dos bens deixados por seus ascendentes.
Criou sociedades com fins específicos de arrecadação de impostos ou para compra de escravos. 
Na Idade Média: especialmente nas cidades italianas, o modelo similar ao que se rem hoje se formou inicialmente com os membros da mesma família que a geriam em comum:
Cum panis: “Sentados à mesa e comendo do mesmo pão”
Com o passar do tempo as sociedades familiares foram acolhendo terceiros estranhos e daí a necessidade de unir por contrato quem os laços de sangue não mais unia.
“Muitos pais perdiam seus filhos na guerra, precisavam de um terceiro para ajudar no comércio, sem laços de sangue”.
Formalidade para organizar os terceiros- contrato.
As corporações de ofício faziam o registro dessas sociedades.
Criação de um sinal identificador: Nome surgiu como sinal identificador da atividade solo e atividade em sociedade.
· Os contratos sociais eram registradas nas Corporações de Ofício para que a existência da sociedade fosse de conhecimento público.
· .......
· Bem mais tarde, como reação ao princípio da responsabilidade ilimitada, surgiram as sociedades cuja responsabilidade dos sócios era limitada ou isenta.
· Criaram-se e desenvolveram-se as denominadas sociedades em comandita simples, de capital e indústria e em conta de participação.
· Tais espécies de sociedades comerciais tiveram origem no contrato de comenda (estrutura fundamental da comandita simples. Um sócio de responsabilidade limitada e outro ilimitada).
Próximo passo: limitação da responsabilidade 
Ilimitação de responsabilidade do comerciante a responsabilidade limitada do capitão do navio.
Sócio de indústria: aquele que contribui só com o serviço.
· A limitação da responsabilidade de todos os sócios relativamente às obrigações assumidas pela sociedade foi esboçada no Séc. XV, com o Banco de São Jorge (associação de credores do estado para desenvolverem atividade típica do estado para serem ressarcidos dos valores emprestados).
· Consolidou-se no Séc. XVII e XVIII com o aparecimento das Grandes Companhias coloniais que foram constituídas com o fito de explorar o comércio marítimo e mais tarde para as conquistas da navegação.
· Estas companhias (1602- Holanda- cia das índias Orientais,1621- Holanda- Cia das índias Ocidentais) dera origem à atual forma de estruturação das atuais companhias ou sociedades anônimas.
· As dificuldades de constituição dessas companhias, (autorização estatal, custos, etc). 
RESPONSABILIDADE É O QUE MOVE A EVOLUÇÃO DO DIREITO SOCIETÁRIO NO BRASIL.
Quanto mens responsabilidade o sócio tem com as dívidas da sociedade, mais complexo é o tipo societário. 
Conceito de sociedade: Reunião de pessoas por cona de algum motivo determinante, seja por convivência em uma coletividade, seja por escopo de alcançar..... Art 982
· Sociedade é, sob o pressuposto da pluralidade de sócios, o resultado da união de duas ou mais pessoa, naturais ou jurídicas, que, voluntariamente (quando é capaz), obrigam-se a contribuir, de forma recíproca, com bens ou serviços, para o exercício proficiente da atividade econômica e a partilha, entre si (o que difere das demais pessoas jurídicas), dos resultados auferidos nessa exploração.
· Art 981
SOCIEDADE CIVIL
· Para não comerciantes
· Identificada pela atividade que exercia: civil (prestação de serviços, agricultura, a comercialização de imóveis)
SOCIEDADE COMERCIAL
......
Sociedade Simples e Empresária: forma de organização que diferencia.
Comunhão (se forma independente da vontade das partes) e sociedade (constituída pela vontade dos sócios)
Associação (necessária a pluralidade dos sócios) e Sociedade (não há obrigatoriedade da pluralidade dos sócios, há partilha do lucro).
Fundação (patrimônio destinado a um fim, regramento específico, sem fins lucrativos, fins específicos) e Sociedade (união de pessoas destinadas a um fim, regramento específico, fins empresariais, com finalidade de lucro, se dissolvida seus bens serão rateadas entre os sócios).
Classificação das Sociedades
Quanto a estrutura econômica:
Sociedades de pessoas:
· A administração só pode ser exercida por quem é sócio.
· Pelo menos uma classe de sócios possui responsabilidade solidária e ilimitada
· Não é livre a entrada de novos sócios
· Morte ou Incapacidade dos sócios pode gerar a dissolução total ou parcial da sociedade.
· Não admite a participação de incapazes
· Usa razão social
· Admite a exclusão de sócios ela quebra da affectio societatis
Sociedade de capital (ex: sociedade anônima).
· Há uma dissociação entre administração e propriedade
· Todos os sócios possuem responsabilidade limitada à sua contribuição ou ao total do capital social
· É livre o ingresso de novos sócios
· A morte ou incapacidade dos sócios não influi na vida da sociedade.
· Admite a participação de incapazes (não compromete o patrimônio do incapaz, por isso pode).
· Usa denominação.
· Não admite a exclusão de sócios pela quebra da affectio societatis (vontade de permanecer associado).
Capital Fixo ou Variável (depende de alteração estatutário).
AULA 08.08.18
PESSOA E PERSONALIDADE JURÍDICA
Art. 44. São pessoas jurídicas de direito privado:
I - as associações;
II - as sociedades;
III - as fundações.
IV - as organizações religiosas;           
V - os partidos políticos.          
VI - as empresas individuais de responsabilidade limitada. – É EXATAMENTE O TRATAMENTO DE UMA SOCIEDADE LIMITADA.
Pessoas Jurídicas: entidades que a lei confere personalidade, capacitando-as a serem sujeito de direito e obrigações dentro do universo jurídico.
· Atuam no mundo de forma autônoma e independente
· Não se mistura com a pessoa de quem é sócio.
Art. 52. Aplica-se às pessoas jurídicas, no que couber, a proteção dos direitos da personalidade. Ex: posso proteger a moral da PJ.
As pessoas jurídicas possuem direito de defender-se.
Requisitos para formação da Pessoa Jurídica
a. Vontade humana criadora: materialização da vontade, por meio de uma assinatura. Para criação de uma sociedade, mesmo que seja composta exclusivamente por PJ, vou ter pessoas físicas que materializaram a concordância na criação daquela sociedade. Está diretamente ligada a capacidade plena (preciso de uma vontade ligada na capacidade plena).
b. Elaboração e registro do ato constitutivo: 
Firma por verdadeiro: a pessoa vai até o cartório e assina.
Firma por semelhança: A pessoa não vai até o cartório, se confirma a firma por semelhança a uma assinatura sua.
Sem registro do ato constitutivo não faço nascer a Pessoa Jurídica.
c. Objeto Lícito
CARACTERÍSTICAS DA PESSOA JURÍDICA
a. Personalidade distinta dos seus instituidores. Regra art 50. Se o sócio for de responsabilidade limitada não irá a falência junto com a sociedade, mas se for de responsabilidade ilimitada irá, mas isso por uma determinação legal.
b. Patrimônio distinto dos seus membros.
Art. 45. Começa a existência legal das pessoas jurídicas de direito privado com a inscrição do ato constitutivo no respectivo registro, precedida, quando necessário, de autorização ou aprovação do Poder Executivo, averbando-se no registro todas as alterações por que passar o ato constitutivo.
Parágrafo único. Decai em três anos o direito de anular a constituição das pessoas jurídicas de direito privado, por defeito do ato respectivo, contado o prazo da publicação de sua inscrição no registro.
Criação de fundações
Art. 62. Para criar uma fundação, o seu instituidor fará, por escritura pública ou testamento, dotação especial de bens livres, especificando o fim a que se destina, e declarando, se quiser, a maneira de administrá-la.
Parágrafo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.