A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
APS SAUDE DA MULHER

Pré-visualização | Página 1 de 1

1: Leia o caso abaixo e responda as questões relacionadas. SBF, adolescente de 16 anos, estudante do ensino médio, compareceu à Unidade Básica de Saúde para consulta de enfermagem ATIVIDADE em ginecologia. Queixas principais: DUM há quase três meses. Queixa de náusea e vômito pela manhã, com redução da frequência alimentar e dificuldade para dormir. Relata dispareunia e disúria. Anamnese: filha de pais separados, renda familiar de dois salários mínimos, reside na periferia da cidade, frequenta a escola com pouca regularidade. Nega antecedentes patológicos familiares e pessoais. Menarca aos 12 anos, coito aos 14 anos. Total de 3 parceiros sexuais. Tem parceiro fixo, vida sexual ativa, não utiliza uso de métodos contraceptivos hormonais, refere uso esporádico de preservativo masculino e por vezes pratica coito interrompido, acredita que assim previne gestação inesperada. Não expressa preocupação em relação as IST’s. Refere que ama muito o seu namorado, Tiago de 20 anos, um garoto que não estuda e foi colocado para fora de casa quando seu pai descobriu que estava usando drogas ilícitas. Relata que apesar dos problemas do namorado, confia muito nele. Ao exame físico: consciente, orientada, deambulando sem dificuldade, acianótica, anictérica, eupneica, afebril, normocárdica, normotensa, mucosas coradas e hidratadas, MV+ s/ RA, BRNF 2T s/s, abdome plano, ruídos hidroaéreos diminuídos e discreto edema em membros inferiores (1+/4+). Pêlos pubianos aparados, presença de verrugas genitais, vulva violácea, períneo integro, sem cicatrizes. Ao exame especular: canal vaginal integro, hiperemiado, secreção amarelo-esverdeado, de aspecto bolhoso e odor fétido. Colo uterino hiperemiado.
A)Considerando a caso acima, faça o levantamento dos problemas de enfermagem
Dum há quase três meses, queixa de náusea e vômito pela manhã, redução da frequência alimentar e dificuldade para dormir, dor na relação sexual (dispaurenia) e ardência na hora de urinar (disúria), não utiliza métodos contraceptivos, falta de conhecimento sobre o coito, não tem preocupação ou não procura ter o conhecimento sobre IST, abdômen com ruídos hidroaéreos diminuídos e discreto edema em membros inferiores, presença de verrugas genitais, secreção amareloesverdeado de aspecto bolhoso e odor fétido.
b)Elabore 5 diagnóstico de enfermagem - NANDA com título, fatores relacionados e características definidoras.
· Náusea, caracterizado por ânsia de vomito relacionada a gravidez
· Eliminação urinária prejudicada, caracterizado por disúria relacionada a infecção do trato urinário;
· Nutrição desequilibrada: menor do que as necessidades corporais, caracterizada por aversão a alimento relacionada a ingestão alimentar insuficiente;
· Insônia, caracterizada por alteração no padrão de sono, relacionado a desconforto físico;
· Risco de infecção, relacionada a conhecimento insuficiente para evitar exposição a patógenos.
c) A partir dos diagnósticos de enfermagem NANDA, prescreva cuidados específicos a esses diagnósticos, tendo como referência a literatura NIC.
· Deve-se orientar a paciente quanto à ingestão hídrica adequada, bem como consumir alimentos que promovam uma diminuição das náuseas; promover uma escuta qualificada, orientando quanto à importância de um ambiente confortável na hora de repousar, a fim de proporcionar um sono restaurador e conseguintemente uma melhor qualidade de vida.
· Os cuidados com as eliminações urinárias devem oferecer orientação a essa paciente sobre a importância da ingestão hídrica adequada, bem como a correta higienização íntima e estimular o autocuidado e solicitar exames laboratoriais.
· Em relação à nutrição, o enfermeiro deve orientar sobre a importância da alimentação para a manutenção da saúde, incluir frutas e verduras na dieta bem como alimentarem-se com pequenas porções várias vezes ao dia e fazer encaminhamento ao nutricionista.
· realizar e orientar o planejamento de medicamentos para o sono e vigília, assim como monitorar e fazer o registro, orientar a importância do sono, evitar situações estressantes.
· Já ao risco de infecção, a paciente deve ser orientada quanto a prática sexual segura e ao uso de preservativo, realizar exame citológico do colo do útero
d) O caso referido acima, é uma realidade brasileira. Mesmo frequentando a escola irregularmente é possível criar estratégias para minimizar a incidência de IST´s e gestações não planejadas. Elabore uma ação em saúde para conscientizar o público pertencente a mesma faixa etária.
· Na ação educativa faria palestras junto com a equipe de saúde sobre IST´S, a importância da prevenção e como prevenir essas doenças, orientar como identificar sinais e sintomas e oque fazer, quais profissionais procurar para a realização de exames e tratamento. E sobre as gestação não planejadas, fazer a orientação da importância de como utilizar a tabelinha na intenção de estar ciente do período fértil, a utilização correta dos métodos contraceptivos como por exemplo a camisinha, dando ênfase que esses matérias contraceptivos estão disponíveis nas unidades básicas de saúde gratuitamente. Colocar cartazes e banners nas UBS’s E escolas informando a importância da utilização dos métodos contraceptivos.
Antonia Ana G. Soares RA: 21210237

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.