Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Questionário Segurança de Voo

Pré-visualização | Página 1 de 2

Questionário - Segurança de Voo / Segurança Operacional
NOTA: 9.5
ACERTOS: 19/20
1) Entre os Princípios Filosóficos e Conceitos SIPAER, encontra-se o seguinte:
a. O propósito da prevenção de acidentes não é restringir a atividade aérea, pelo contrário, é estimular seu desenvolvimento com segurança
b. Os Programas Educativos devem ser constantes em qualquer organização, seja para formação básica, seja para reciclagem ou aperfeiçoamento profissional.
c. A colisão com a fauna é um dos grandes perigos para a aviação. Perdem-se aeronaves e vidas em acidentes decorrentes de colisão com aves.
d. É responsabilidade de o operador comunicar a ocorrência de acidente ou incidente ocorrido com a aeronave sob sua responsabilidade.
2) Em caso de Acidente ou Incidente Aeronáutico, imediatamente deve ser providenciada a remoção dos feridos, sendo esta realizada, dentro do possível, na ordem de prioridade que é a seguinte:
a. Primeiro as crianças, quando houver entre as vítimas, em seguida as pessoas com ferimento mais leves.
b. Primeiro os feridos mais graves, em seguida os que apresentam ferimentos leves.
c. Primeiro os cadáveres, para que seja preservada a possibilidade de identificação das vítimas, em seguida os feridos mais graves
d. Primeiro as pessoas com ferimentos leves e que possuam capacidade de se locomover com auxílio, em seguida os feridos mais graves
3) O que esteve sempre associado às inúmeras tentativas de voar realizadas pelo homem no decorrer da história:
a. A confiança de que a tentativa seria bem sucedida.
b. A constante preocupação com as medidas de segurança de voo.
c. A compreensão de que o voo das aves deveria orientar seus inventos.
d. A ousadia, acima de qualquer outro critério.
4) A divulgação, a todos os outros operadores de equipamento similar ou com interesse na operação, dos fatos significativos dos ensinamentos decorrentes da investigação de determinado acidente, é responsabilidade atribuída:
a. Ao Operador
b. Ao CENIPA
c. A ANAC
d. A INFRAERO
5) Qual é a finalidade da Investigação de Acidentes Aeronáuticos?
a. A prevenção de Acidentes Aeronáuticos, isto é, a eliminação dos fatores que possam de alguma forma contribuir para a repetição das ocorrências, ou de parte delas através da emissão e cumprimento de recomendações de segurança.
b. O conhecimento por parte da Autoridade Aeronáutica, de fatos perigosos ou potencialmente perigosos para a atividade aérea, possibilitando que as medidas preventivas ou corretivas sejam adotadas pela Autoridade Aeronáutica
c. A coleta de dados e informações sobre condições que ocorreram e que poderiam colocar em risco as operações e comprometer a segurança de voo, e a posterior divulgação dessas informações.
d. A observação de violações de procedimentos e regras e a recomendação da conduta necessária a ser adotada para a preservação da segurança de voo.
6) Entre os relatórios que são usados como ferramentas para se reportar condições ou ocorrências prejudiciais à segurança de voo, o RELPREV pode ser descrito da seguinte forma:
a. O documento que contém o relato de fatos perigosos ou potencialmente perigosos para a atividade aérea, e que permite à autoridade competente o conhecimento dessas situações com a finalidade da adoção de medidas corretivas e preventivas, é reservado.
b. O documento formal, resultado de um processo de reunião e análise de dados relacionados à ocorrência de um incidente e que constitui em base fundamental de eficiente programa de prevenção, é reservado.
c. É o relatório que deve ser enviado diretamente ao CENIPA, no qual são reportadas situações de risco potencial para a segurança de voo que uma pessoa presenciou, ou que uma pessoa teve conhecimento.
d. É o documento destinado à divulgação da conclusão da Investigação e das medidas recomendadas em caráter mandatório, é ostensivo.
7) Militares, Oficiais das Forças Armadas ou auxiliares, que concluíram os dois módulos do Curso de Segurança de Voo, habilitados pelo CENIPA, e que estão aptas para realizar as atividades de investigação e prevenção de acidentes e incidentes aeronáuticos são:
a. ASV/ ASO
b. EC-PREV
c. OSV/ OSO
d. Estão corretas as alternativas A e C
8) Escolha a resposta certa para a definição da sigla DIPAA:
a. Departamento de Investigação e Procedimentos voltados para Acidentes Aeronáuticos
b. Departamento de Inventários e Pareceres sobre Acidentes Aeronáuticos.
c. Divisão de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos
d. Divisão de Investigação e Planejamento de Acidentes Aeronáuticos.
9) Todo incidente envolvendo a aeronave no solo sem que exista a intenção de voo, do qual exista como resultado dano ou lesão”, é a definição de qual tipo de ocorrência?
a. Incidente Aeronáutico
b. Ocorrência de Solo
c. F.O.D.
d. Nenhuma das anteriores
10) A Autoridade Internacional que normatiza, orienta e coordena os procedimentos a serem observados no que diz respeito à investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos é:
a. CENIPA
b. SERIPA
c. DPAA
d. OACI
11) Em relação à Remoção da Aeronave e seus Destroços é correto afirmar que:
a. Qualquer civil que se aproxime de uma aeronave acidentada está autorizado a remover destroços da aeronave ou coisas por ela transportadas, com o intuito de contribuir com o trabalho da equipe de investigadores que logo se encontrará no local da ocorrência.
b. Qualquer cidadão que presencie um acidente e esteja próximo da ocorrência, deve tentar retirar tudo o que puder da aeronave, exceto quando visivelmente houver perigo de incêndio no local.
c. Exceto para efeitos de salvar vidas, restaurar a segurança da operação ou preservar a propriedade de terceiros, nenhuma aeronave acidentada, seus destroços, ou coisas por ela transportadas, podem ser removidos sem a liberação por parte do responsável pela investigação SIPAER.
d. Nenhuma das anteriores está correta.
12) O documento que traz os padrões internacionais e os procedimentos recomendados no âmbito da investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos, em nível internacional, é:
a. O Artigo 87 do CBA (Código Brasileiro da Aeronáutica)
b. O Anexo 13 da Convenção de Chicago
c. O Anexo 18 da Convenção de Varsóvia
d. Os Princípios Filosóficos do SIPAER
13) Entre as Normas do SIPAER, a NSCA 3-7 trata da Responsabilidade dos Operadores de Aeronaves em caso de Acidente e Incidente Aeronáutico, e Ocorrência de Solo. Conforme o nesta Norma é correto afirmar que:
a. Não é responsabilidade de o operador, transportar ou providenciar o transporte dos restos mortais decorrentes do acidente ao local designado pela família para o sepultamento. A escolha do local para o sepultamento e tudo o que for necessário para que este ocorra, ficará a cargo dos familiares daqueles que estiveram envolvidos no acidente.
b. É compulsória a notificação, pelo operador, de todas as ocorrências que envolvam aeronaves cuja operação está sob sua responsabilidade. As ocorrências abrangem os Acidentes Aeronáuticos, os Incidentes Aeronáuticos e as Ocorrências de Solo
c. As alternativas A e B estão corretas.
d. Nenhuma das alternativas está correta.
14) Em 1965 teve início o trabalho de pesquisa durante um processo de investigação, os aspectos básicos relacionados à atividade aérea compreendidos como os fatores contribuintes para os acidentes ou incidentes aeronáuticos. Estes foram divididos em:
a. Fatores psicológicos, de fábrica e de operação.
b. Fatores comportamentais, humanos e materiais
c. Fatores meteorológicos, fisiológicos e comportamentais.
d. Fatores humanos, materiais e operacionais.
15) A história mitológica de Dédalo e Ícaro é considerada a descrição do que foi considerado o primeiro acidente aéreo. Foi contribuinte para este acidente o seguinte:
a. O não cumprimento de uma recomendação de segurança.
b. A persistência de Dédalo em atravessar o mar e chegar ao seu destino em segurança.
c. O fato de Ícaro ser ainda uma criança.
d. A falha de Dédalo ao transmitir uma recomendação de segurança.
16) Segurança Operacional ou Segurança de Voo é entendida como:
a. A condição alcançada
Página12