A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
NEFRO - Doenças tubulointerticiais

Pré-visualização | Página 1 de 1

Doenças tubulointerticiais 
Por Tainá Rehem 
Fonte da imagem: Wikipedia 
1. Nefrite intersticial aguda 
a. Alergia medicamentosa ( sulfa, AINES, beta-lactamicos, 
rifampicina) 
b. Compressão tubular 
c. Clinica 
i. Oliguria - principal sintoma, associado a insuficiencia 
renal 
ii. Distensão da capsula devido ao acumulo de liquido 
- dor lombar 
iii. Febre 
iv. Rash cutâneo 
d. Laboratório 
i. Aumento de ureia e creatinina 
ii. Hematuria não dismorfica; proteinúria 
subnefrosubnefrótica 
iii. Eosinofilia na urina - eosonofiluria 
iv. Aumento de IgE 
v. Padrão ouro : biópsia ( não é feito) 
e. Tratamento 
i. Eliminar causa 
ii. Corticoide se necessário em dose alta 
2. Distúrbio tubular específico 
a. Ação fisiológica dos tubulos 
b. Tubulo proximal 
i. Reabsorve glicose, bicarbonato, calcio, potássio 
ii. Doenças 
1. Glicosuria renal - glicose na urina sem 
hiperglicemia sérica 
2. Acisose tubular renal 
a. Perda de bicarbonato - 
tipo 2 
3. Sindrome de Fanconi 
a. Falha generalizada ( 
associada a mieloma 
multiplo) 
b. Perda de glicose, 
bicarbinato, potasssio3 
c. Alça de Henle 
i. Concentra medula _ impermeável à água - carreador 
Na-K-2Cl 
ii. Doenças 
1. Sindrome de Bartter / Furosemida 
a. Poliuria - não concentra 
medula e ADH não 
funciona 
b. Reabsorção de sodio 
pela aldosterona _ 
resultando em 
hipocalemia e alcalose 
d. Contorcido distal 
i. Reabsorção ou do sódio ou do cálcio carreador Na:Cl 
ii. Doenças 
1. Sindrome de Gitelman/ tiazídico 
a. Reabsorve só cálcio ( e sódio perde) 
_ hipocalciúria 
b. Aldosterona reabsorve sódio 
demais, trocando por potássio e 
resulta em alcalose 
c. Pode ajudar nos calculos renais - 
retir o calcio da urina 
e. Coletor distal 
i. Ação da aldosterona : reabsorção do sódio 
1. Troca Na por H+ ou K+ ( no córtex ) 
ii. ADH : reabsorve água: concentra urina ( medula) 
abre aquoporinas - água vai por osmose devido a 
concentração elevada da medula pela alça de 
Henle 
a. Diabetes insipidus nefrogênico 
1. Coletor resitente ao ADH poliuria, 
hipostenuria ( urina diluida) e polidipsia 
3. Acidose tubular renal 
 Tipo I - distal Tipo II - proximal Tipo IV 
Causa Redução de secreção de 
H+ 🍊 
Bicarbonaturia🍸 Redução de 
aldosterona🍺 
PH 
urinário 
Alcalino Normal (ácido) Em geral, ácido 
Calemia Hipocalemia Hipocalemia Hipercalemia 
Lembrar 
de 
Sindrome de Sjogren🤑 Mieloma 
multiplo😱 
Diabetes😈 
 
4. Necrose de papila/ papilite necrosante 
a. Quadro clínico 
i. Dor lombar semelhante a cálculo 
ii. Hematuria 
iii. Febre 
b. Diagnóstico diferencial 
i. Nefrolitiase 
ii. Pielonefrite 
c. Diagnostico 
i. Urografia excretora : sombras em anel 
d. Causas 
i. P ielonefrite 
ii. H emoglobina S ( anemia falciforme) 
iii. O bstrução urinária 
iv. D iabetes 
v. A nalgésico 
e. Tratamento 
i. Trata a causa 
5. Doença vascular renal 
a. Estenose de artéria renal 
i. Causas 
1. Aterosclerose 
a. - homens idosos 
b. Proximal a aorta 
c. Tratamento: IECA ou BRA ( só que 
perde a função do rim acometido) 
i. Não pode ser feito se estenose 
bilateral de artérias renais- 
porque geraria insuficiência 
renal - Nefropatia isquemica 
ii. Nesses casos : angioplastia ou 
bypass 
2. Displasia fibromuscular - 
a. mulheres jovens 
b. Distal a aorta 
c. Tratamento : angioplastia , sem 
colocação de stent 
ii. Consequências 
1. Hipofluxo -> liberação de renina 
2. Ativação do sistema SRAA - liberação 
de aldosterona 
3. Fecha arteriola aferente , o que 
aumenta a pressão de sangue 
glomerular, para adaptar a filtração 
4. Resulta em hipertensão renovascular 
iii. Diagnóstico 
1. Cintilografia renal ( renograma) 
a. Primeira fase : compensada com 
angiotensina 2 
b. Segunda fase : dá IECA - piora 
ABSURDA da função e imagem do 
rim 
2. Ultra-som renal com doppler 
a. Assimetria renal e redução do 
fluxo ao doppler 
b. Ateroembolismo 
i. Principal causa : procedimento endo vascular 
ii. Fissuras biconvexas nos vasos na biopsia renal 
iii. Levedo reticular na pele - áreas pálidas ocluídas, 
seguidas de vasodilatação compensatória 
iv. Áreas cianóticas - sindrome do dedo azul 
v. Retina: placas de Hollenhorst - presença de placas 
de colesterol na retina 
vi. Investigação 
1. Eosinofiluria e eosinofilia 
2. Redução de complemento 
vii. Tratamento: suporte