A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Hidrostática

Pré-visualização | Página 1 de 1

Hidrostática 
Carolina Barreto de Assis 
 O vídeo em questão, se trata do 
tema Hidrostática, um ramo da Física que 
estuda as características dos fluidos em 
repouso, estabelecendo relações com 
a pressão exercida sobre os corpos 
imersos em fluidos como o ar atmosférico 
e a água. Entre as propriedades físicas dos 
fluidos, podemos 
destacar: densidade, pressão e força 
de empuxo, de forma a entender como 
os fluidos e as substâncias capazes de 
assumir o formato de seu recipiente se 
comportam, mudando sua forma sob a 
ação de alguma força externa. 
 Para entender a Hidrostática é 
preciso dominar alguns conceitos básicos, 
como: 
Massa Específica: a massa específica é 
aquela intrínseca à substância, e pode ser 
encontrada por meio da fórmula (µ = m / 
Vs), a qual pode ser lida da seguinte forma: 
Massa específica é igual a massa dividida 
pelo volume da substância. 
Com relação as unidades: podem ser 
g/cm3, kg/L e Kg/m3 que corresponde a 
unidade do sistema internacional. 
Densidade do Corpo: a densidade do 
corpo pode ser calculada pela fórmula (d 
= m / Vc), lê-se: 
Densidade do corpo é a massa do corpo 
dividido pelo volume do corpo 
Esse cálculo permite incluir espaços 
vazios, algo que não pode ocorrer no 
cálculo da massa específica. Possui as 
mesmas unidades que a massa específica. 
 
Pressão: A pressão é a força sobre a 
área, assim para uma mesma força 
aplicada quanto menor for a área maior 
será a pressão e mais facilmente o lugar 
pressionado será rompido. A fórmula do 
cálculo pode ser dada como (P = F / A), 
sendo sua unidade no sistema 
internacional o N/m2. Outras normalmente 
usadas são o atm e o mmHg. Todas essas 
unidades de medida podem ser 
matematicamente relacionadas. 
Teoremas 
Pressão Hidrostática ou Teorema de 
Stevin: Se refere ao conceito de pressão 
em uma coluna da água. Segundo o 
teorema, quanto mais profundo um 
objeto estiver dentro de um local com 
água, maior será a pressão a qual ele 
estará sujeito, de forma que a cada 10 
metros de profundidade aumenta 1 atm. 
Segundo o Teorema de Stevin, a 
diferença entre as pressões de dois 
pontos de um fluido em equilíbrio é igual 
ao produto entre a densidade do fluido, a 
aceleração da gravidade e a diferença 
entre as profundidades dos pontos. 
 
https://brasilescola.uol.com.br/fisica/pressao.htm
https://brasilescola.uol.com.br/fisica/definicao-fisica-densidade.htm
https://brasilescola.uol.com.br/fisica/pressao.htm
https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/fisica/o-que-e-empuxo.htm
 Através deste teorema há como 
chegar a conclusão que dois pontos na 
mesma horizontal, em um mesmo fluido 
homogêneo (que tem sempre a mesma 
densidade) estão submetidos à mesma 
pressão. 
 
Teorema de Pascal: Segundo esse 
teorema, "O acréscimo de pressão 
exercida num ponto em um líquido ideal 
em equilíbrio se transmite integralmente a 
todos os pontos desse líquido e às 
paredes do recipiente que o contém." 
 Uma das principais aplicações do 
teorema de Pascal é na prensa hidráulica. 
 Esta máquina consiste em dois 
cilindros de raios diferentes A e B, 
interligados por um tubo. No seu interior 
há um líquido que sustenta dois êmbolos 
de áreas diferentes, representadas 
por S1 e S2. 
 Se uma força de valor F for aplicada 
no êmbolo de área S1, há um acréscimo 
de pressão sobre o líquido que 
corresponde a: 
 
 Pelo princípio do Teorema de 
Pascal, este acréscimo de pressão será 
transmitido integralmente a todos os 
pontos do líquido, inclusive ao êmbolo de 
área S2, todavia, transmitindo uma força 
diferente da aplicada: 
 
 Como o acréscimo de pressão é 
igual para ambas as expressões podemos 
igualá-las, e chegar em: 
 
 
Teorema de Arquimedes: O Teorema de 
Arquimedes, também chamado de 
“Princípio de Arquimedes”, ou Lei do 
Empuxo refere-se à experiência do físico-
matemático grego Arquimedes de 
Siracusa. 
 
 Segundo o teorema: 
“Todo corpo mergulhado num fluido 
recebe um impulso de baixo para cima 
igual ao peso do volume do fluido 
deslocado, por esse motivo, os corpos 
mais densos que a água, afundam, 
enquanto os menos densos flutuam”. 
 Isso explica porque quando as 
pessoas estão imersas na água, seja na 
praia ou na piscina, há a percepção de 
que elas são mais leves dentro da água 
do que fora dela, o que explica 
a força empuxo (E) que atua em sentido 
contrário à força peso (P). 
E sua fórmula pode ser escrita da 
seguinte forma: 
E = d . V . g 
Onde: 
D: densidade do fluido 
V: volume do fluido 
g: Aceleração da gravidade 
https://www.todamateria.com.br/forca/
A força empuxo (impulsão) é uma 
força hidrostática e uma grandeza 
vetorial (possui módulo, sentido e direção, 
a qual designa a força resultante exercida 
pelo fluido sobre determinado corpo. 
 Sendo assim, se a força empuxo 
(E) tiver menor intensidade que a força 
peso (P), o corpo afundará; se a força 
empuxo (E) tiver a mesma intensidade 
que a força peso (P) o corpo não subirá 
nem descerá, permanecendo em 
equilíbrio; por fim, se a força do empuxo 
tiver maior intensidade que a força peso 
(P), o corpo subirá para a superfície. 
Hidrodinâmica 
Hidrodinâmica: Ao realizar a experiência 
de utilizar uma mangueira de água e 
tampar a boca da mangueira, percebe-se 
que a água sai mais rápida. Ao realizar 
esse processo, a área da saída de água 
da mangueira diminui. A grandeza 
envolvida em tal situação é denominada 
vazão e está ligada à velocidade de 
escoamento e a área de seção 
transversal por onde o fluido escoa, de 
modo que a mesma quantidade de água 
que entra, sai.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.