A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
História do Brasil Republicano (HID05)

Pré-visualização | Página 2 de 3

ameaçando, assim, as fronteiras terrestres do Brasil e esse foi o motivo que justificou a ação que levou à destituição de João Goulart da presidência.
	 b)
	Os militares envolvidos nos acontecimentos de 1964 se preocupavam com ameaça dos confrontos internacionais à ordem capitalista, haja vista que desde as primeiras décadas do século XX, o Brasil caminhava no sentido de se tornar uma nação urbana e industrializada.
	 c)
	Os militares que depuseram João Goulart consideravam o regime democrático que vigorava no Brasil desde o fim da Segunda Guerra Mundial, ineficiente para combater a ameaça comunista que vinha da União Soviética e esse foi o principal motivo que levou à destituição do presidente e a instauração do regime militar.
	 d)
	Fatores internos foram determinantes para o golpe de 1964, entretanto, a guerra fria entre duas superpotências mundiais, Estados Unidos e União Soviética, refletiu no Brasil causando mudanças de ordem política, econômica e social.
	7.
	Com a Modernidade, ocorreu a produção e disseminação de produtos culturais para o consumo de massa. Cabe destacar que a cultura de massa é um produto da indústria cultural que se consolidou no século XX e está diretamente relacionada à comunicação de massa. Partindo das mudanças ocorridas no contexto da Modernidade e suas conexões com a cultura denominada de massa ou industrial, analise as sentenças a seguir:
I- Na Modernidade, com o individualismo, instaurou-se a ideia de autor, do criador e do inventor como figura social de destaque. Isso porque, até a Idade Moderna, a produção artística e intelectual não tinha autoria.
II- Nos dias atuais exite lei que protege os direitos autorais, sendo assim, faz-se necessária a citação das fontes nas pesquisas. Essa prática também garante a legitimidade do trabalho, pois se fundamenta em teorias e conceitos consolidados ao longo do tempo.
III- Muitas invenções científicas, produtos industriais, equipamentos e tecnologias foram criadas a partir do século XVIII e, em particular no século XX, para facilitar a vida das pessoas. Podemos enumerar a máquina a vapor, o transporte de trem, a energia elétrica e a telefonia.  
IV- Os meios de comunicação contribuíram muito para a disseminação das ideias de modernidade e das manifestações culturais de massa, sendo o livro impresso o mais importante e que atingiu o maior número de pessoas no século XX.
V- Podemos dizer que as linguagens do rádio e do cinema se tornaram os meios de comunicação mais populares e de fácil assimilação e consumo.
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE DA IMAGEM: Invenção do século XIX- fogão a gás. Disponível em: http://grandesinvencoesdahumanidade.blogspot.com/2011/08/seculo-xix.html. Acesso em: 6 abr. 2020.
	
	 a)
	As sentenças I, II, III e V estão corretas.
	 b)
	As sentenças I e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças II, III e IV estão corretas.
	 d)
	As sentenças IV e V estão corretas.
	8.
	De acordo com os historiadores João H. Zanelatto e Renan B. Gonçalves, "os campos de concentração brasileiros representaram um dos inúmeros mecanismos repressivos do governo estado-novista, legitimado pelo estado de guerra na Europa no qual o país estava envolvido. Com a política da nacionalização e a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial contra o nazi-fascismo, práticas culturais, políticas e econômicas de alemães, italianos, japoneses e seus descendentes passaram a ser combatidas. Perseguições, detenções, confinamento foram práticas comuns sobre estes grupos naquele período, por serem considerados inimigos de guerra e perigosos à segurança nacional". Partindo do pressuposto, sobre o Estado Novo e a principal marca dessa forma de governo, analise as sentenças a seguir:
I- O Estado Novo foi um regime ditatorial, no qual as liberdades individuais foram suprimidas em nome dos interesses nacionais. Alguns cientistas sociais identificam no novo regime muitas semelhanças com as ditaduras totalitárias europeias.  
II- O Estado Novo é assim denominado, pois difundia a modernidade, o progresso técnico e industrial, as ideias de democracia, liberdade de manifestações e de expressão e para, além disso, a Constituição de 1934 garantia o direito linguístico, cultural e religioso para todo os imigrantes.
III- A face ditatorial do Estado Novo se relaciona particularmente ao golpe militar de 1964 e ao novo sistema e a nova forma de governo dos militares, durante o período da Guerra Fria, pois, segundo historiadores, se assemelhava ao fascismo de Mussolini e as ditaduras de Salazar na Inglaterra e Franco em Portugal.
IV- A face ditatorial do governo Getúlio foi exposta de modo claro no Estado Novo (1937-1945), pois ampliou e intensificou a vigilância e o controle sobre os seus opositores e adversários políticos através do DOPS- Departamento de Ordem Política e Social, criado em 1924. Durante o Estado Novo, muitos intelectuais, opositores do regime, comunistas e imigrantes, principalmente alemães, italianos e japoneses, foram presos.
V- A principal marca do Estado Novo era o carisma que envolvia o Presidente Getúlio Vargas, representado como um mito após seu suicídio. Inclusive, até fins do século XX em muitos lares brasileiros, em particular da população pobre, havia um retrato de Vargas na sala de visitas.
Assinale a alternativa CORRETA:
FONTE: ZANELATTO, João Henrique; GONÇALVES, Renan Borges. Campos de concentração/confinamento no Vale do Araranguá durante a Segunda Guerra Mundial. Oficina do Historiador, Porto Alegre, EDIPUCRS, v. 1, n. 6, p. 3-22, jan./jun. 2013. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/viewFile/12511/9461. Acesso em: 31 ago. 2018.
	 a)
	As sentenças II, III e V estão corretas.
	 b)
	As sentenças II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As sentenças I, II e III estão corretas.
	 d)
	As sentenças I, IV e V estão corretas.
	9.
	Tradicionalmente, a escrita da história brasileira recebeu influências de concepções e elementos externos, contudo, de acordo com Cardoso e Vainfas (2011), a Nova História tardou muito a penetrar no âmbito da historiografia brasileira, só o fazendo, a rigor, a partir de meados da década de 1980, tempo em que as "mentalidades" já estavam em processo de reformulação na França e a Nova História cultural despontava como sua principal "herdeira". Sobre a Nova História Cultural, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) A influência da Escola dos Annales está presente nos debates sobre o Brasil contemporâneo, principalmente em temas como a História do Cotidiano, a História das Mentalidades, estudos sobre o Imaginário, além de novas abordagens de questões clássicas da história política nacional.
(    ) A coleção História da Vida Privada no Brasil, organizada pelo historiador Fernando Antônio Novais, conta com diversos historiadores e historiadoras que se debruçaram sobre as alterações no cotidiano nacional resultantes de tecnologias como o rádio, o cinema, a televisão, a presença da eletricidade, dos bondes e dos automóveis.
(    ) A história cultural não mantém laços com outras áreas de conhecimento, como a antropologia e a sociologia. Contudo, pesquisas acadêmicas passaram a estudar a história da infância, dos hábitos culinários e cotidianos, dos ritos fúnebres, dos cemitérios, entre outros.
(    ) A historiadora Mary Del Priori escreveu sobre diversos assuntos que podem ser caracterizados como pertencentes à história cultural. Como exemplo, pode-se citar a sexualidade, o cotidiano, a mulher e os aspectos pessoais de personagens históricos, como D. Pedro II e a Marquesa de Santos.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
FONTE: CARDOSO, Ciro Flamarion; VAINFAS, Ronaldo. Domínios da História: Ensaios de Teoria e Metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 2011.
	 a)
	F - V - V - F.
	 b)
	F - F - V - F.
	 c)
	V - V - F - F.
	 d)
	V - V - F - V.
	10.
	Na imagem anexa, podemos contemplar Carmem Miranda, uma das principais atrizes e cantoras do rádio brasileiro entre os anos 1930 e 1940. Sua