Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
Lista termos da oração com gabarito

Pré-visualização | Página 1 de 3

1. (UNESPAR - 2019 - Prefeitura de Pinhais - PR - Guarda Municipal) Leia o texto para responder 
a questão: 
Café pode causar enxaqueca, revela estudo 
 Especialistas acreditam que a cafeína ajuda a bloquear uma molécula considerada um dos 
gatilhos da enxaqueca. O novo estudo, porém, mostra o contrário 
 O café é a segunda bebida mais consumida pelos brasileiros, depois da água. No entanto, 
para aqueles que sofrem com enxaqueca, a bebida pode representar um problema: estudo indica 
que tomar três xícaras de café por dia pode desencadear as terríveis dores de cabeça. A pesquisa, 
publicada no periódico American Journal of Medicine, revela que outras bebidas cafeinadas, 
como energéticos, refrigerantes e até mesmo chás, também podem desencadear enxaqueca. 
 Os pesquisadores ainda descobriram que para aqueles cujo consumo não é frequente, a 
crise pode ser deflagrada por quantidades ainda menores, como uma ou duas xícaras de café ou 
de bebidas com cafeína. Outra descoberta aponta que a abstinência da cafeína também é um fator 
que interfere na enxaqueca, sendo responsável por causar dores de cabeças em indivíduos que 
consomem muito café ou bebidas cafeinadas e param de ingerir repentinamente. 
 Os novos resultados podem colocar em dúvida a crença de que o café é uma forma de 
minimizar os sintomas da doença. Alguns especialistas acreditam que a cafeína ajuda a bloquear 
a adenosina – molécula considerada um dos gatilhos da enxaqueca. Muitos medicamentos 
vendidos sem receita também têm cafeína na lista de ingredientes. No entanto, o novo estudo 
mostra que algumas pessoas podem ter crises no dia seguinte à ingestão do café, por exemplo. 
Isso sugere que, em alguns casos, a bebida é mais a causa do que o tratamento da doença. 
 “A complexidade da cafeína reside no fato de que às vezes ela é prejudicial e às vezes é 
benéfica. Isso está relacionado à dose e frequência diárias”, explicou Elizabeth Mostofsky, do 
Centro Médico Beth Israel Deaconess, nos Estados Unidos, à revista americana Time. 
 
O estudo 
 Para chegar a esses resultados, os pesquisadores analisaram dados de 98 pessoas – em sua 
maioria mulheres – que sofriam de duas a 15 crises de enxaqueca por mês. Durante seis semanas, 
os participantes responderam a dois questionários por dia sobre consumo de café, além da prática 
de outras atividades desencadeantes da doença (consumo de álcool, estado menstrual, clima, 
exercício físico e humor). Os voluntários ainda descreveram os sintomas da enxaqueca que 
sofreram durante o período do estudo e de que forma trataram. Também foram coletados histórico 
médico e demográfico. 
 Ao final do acompanhamento, a equipe analisou os dados, considerando os fatores de 
risco para enxaqueca. A análise mostrou que o consumo de três xícaras de café – ou outras bebidas 
cafeinadas – estava associado ao maior risco de dores de cabeça tanto no dia do consumo quanto 
no dia seguinte. Essa relação não foi encontrada para a ingestão de uma ou duas bebidas com 
cafeína. 
 Apesar dos resultados, os cientistas esclarecem que o estudo foi observacional e, portanto, 
não foi possível estabelecer uma relação de causa e efeito. Eles aconselham, porém, que os 
indivíduos propensos a crises de enxaqueca fiquem atentos à ingestão de cafeína. 
 
Enxaqueca 
 A enxaqueca é uma doença neurológica caracterizada por episódios recorrentes de dor de 
cabeça grave acompanhada de sintomas como náuseas e vômitos, sensibilidade à luz, cheiro e 
Lista de Exercícios – Termos da oração 
Prof.ª Thais Abreu-Zorzi 
 
 
 
som, formigamento e dormências no corpo e alterações na visão, como pontos luminosos, escuros, 
linhas em ziguezague que antecedem ou acompanham as crises de dor. 
 Segundo especialistas, as causas da enxaqueca são diversas, mas estão geralmente 
vinculadas a alterações nos neurotransmissores, na genética, nos hormônios ou no Peptídeo 
Relacionado com Gene da Calcitonina (CGRP, na sigla em inglês), uma molécula presente em 
todo mundo, mas que, em alguns indivíduos, pode ser uma das responsáveis por deflagrar as 
crises. 
 A predisposição do indivíduo e fatores externos, como excesso de cafeína, por exemplo, 
também propiciam o aparecimento da enxaqueca, que pode se manifestar em duas formas: a 
crônica, caracterizada por quinze ou mais dias com dor durante o mês; e a episódica, em que as 
dores se manifestam menos de quinze vezes por mês. 
 A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a enxaqueca a sexta doença mais 
incapacitante do mundo; no Brasil, a versão crônica afeta cerca de 31 milhões de brasileiros, a 
maioria entre os 25 e 45 anos. Já o Ministério da Saúde revela que o índice de ocorrência no sexo 
feminino atinge os 25%, mais que o dobro da manifestação em homens. No entanto, depois dos 
50 anos, a taxa costuma diminuir, especialmente nas mulheres. 
(Disponível em: <https://veja.abril.com.br/saude/cafe-pode-causar-enxaqueca-revela-estudo/>. 
Acesso em: 11 ago. 2019) 
 
 Considere a seguinte oração (5º parágrafo) e assinale a alternativa que apresenta uma 
análise INCORRETA de um de seus termos: 
 
“Os pesquisadores analisaram dados de 98 pessoas.” 
 
a) Os pesquisadores – sujeito simples. 
b) analisaram – verbo transitivo direto. 
c) analisaram dados de 98 pessoas – predicado do sujeito. 
d) dados – objeto direto. 
e) de 98 pessoas – predicativo do objeto. 
 
2. (TJ-SC - 2010 - TJ-SC - Oficial de Justiça e Avaliador) 
 
Aponte a oração em que o segmento grifado NÃO exerce a função sintática de sujeito: 
 
a) A informalidade gera um mau ambiente para os negócios. 
b) A modernização da economia, por sua vez, melhora o ambiente para os negócios. 
c) Com o crescimento da produção, cresce também a oferta de crédito. 
d) Há empresas sonegadoras que acabam escapando do fisco. 
e) Permanecerão na informalidade aqueles ligados a atividades ilegais, como a pirataria. 
 
3. (COSEAC - 2019 - UFF - Médico - Medicina do Trabalho) 
 
No trecho “Só o cachorro já velhíssimo (era jovem quando o jovem partiu) continuou a esperálo 
na sua esquina”, as duas ocorrências do termo “jovem” exercem, respectivamente, as funções 
sintáticas de 
 
a) predicativo e sujeito. 
b) sujeito e objeto direto. 
c) objeto direto e predicativo. 
d) sujeito e adjunto adnominal. 
e) adjunto adnominal e objeto direto. 
 
 
 
4. (COSEAC - 2019 - UFF - Médico – Infectologista) 
 
O termo destacado em “Casou-se a noiva com um primo” (linha 32) exerce a função sintática de 
 
a) sujeito. 
b) objeto direto. 
c) adjunto adnominal. 
d) complemento nominal. 
e) objeto indireto. 
 
5. (FUMARC - 2016 - Câmara de Igarapé - MG - Assistente Legislativo) 
 
Os termos entre parênteses exercem a função de sujeito dos verbos destacados, EXCETO em: 
 
a) “Meu pai é coronel da PM e vai resolver rapidinho isso aqui.” (Meu pai) 
b) “Imediatamente ele chamou o filho num canto [...].” (ele) 
c) “Em seguida, o senhor sacou sua identificação funcional [...].” (o senhor) 
d) “Em nossa família não toleramos esse tipo de comportamento [...].” (Em nossa família) 
 
6. (Instituto UniFil - 2019 - Prefeitura de Iretama - PR - Professor - Educação Física) 
 
Assinale a alternativa que apresenta um sujeito oculto. 
 
a) “Ele(a) irá primeiro fazer um levantamento de sua situação financeira” 
b) “se o objeto não for imprescindível para garantir que você sobreviva no próximo ano, você não 
precisa dele.” 
c) “Alguns bens podem trazer um bom alívio em seu orçamento doméstico” 
d) "como dissemos, temos que tomar atitudes radicais” 
 
7. (Instituto UniFil - 2019 - Prefeitura de Iretama - PR - Técnico em Radiologia) 
 
Analise: “Um segundo artigo, na Nature Geoscience, examina a média das variações de 
temperatura em períodos curtos, de várias décadas.” E assinale a alternativa que apresente o tipo 
e o núcleo do sujeito da oração. 
 
a) Sujeito simples – núcleo artigo. 
b) Sujeito composto – núcleo artigo e Nature Geoscience. 
c) Sujeito oculto
Página123