A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Analise de conjuntura apol 1 tentativa III

Pré-visualização | Página 3 de 4

1: Taxa de Câmbio.
 
	
	D
	Podemos definir a taxa de câmbio como a variação no crédito que um país possui diante das Organizações Internacionais.
	
	E
	Podemos entender a taxa de câmbio como o valor do tesouro direto de um país em comparação com as reservas internacionais.
Questão 7/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto a seguir:
As exportações líquidas (NX = X – M) é a diferença do valor das exportações (X) sobre as importações (M). As exportações líquidas dependem da renda dos nacionais (Y), que afeta os gastos com importações, da renda dos estrangeiros (Ye), que afeta a demanda externa por nossas exportações e da taxa de câmbio real (R). Portanto,   o raciocínio acima pode ser representado pela função NX = f(Y, Ye, R).
Fonte: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 4: Comércio de Bens, Equilíbrio de Mercado e Balança Comercial.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, análise as afirmações abaixo, que versam sobre as conclusões da função NX = f(Y, Ye, R), e depois assinale a alternativa que indica apenas as corretas: 
I. A diminuição da parcela de renda obtida no exterior, diante de todo o resto se mantendo constante, tem potencial de melhorar a balança comercial do país de origem.
II. Uma depreciação real do câmbio nacional melhora a balança comercial, elevando a demanda agregada, que se desloca dos bens produzidos no exterior para os bens produzidos localmente. 
III. Um aumento na renda nacional acaba elevando o gasto com as importações e, por conseguinte, piora a balança comercial.
Nota: 10.0
	
	A
	Apenas as afirmações I e III estão corretas.
	
	B
	Apenas a afirmação III está correta.
	
	C
	Apenas as afirmações II e III estão corretas.
Você acertou!
A resposta correta é aquela que apresenta que apenas II e III estão corretas. Como explica Dornbusch, Fischer e Startz (2011, p.282) a função NX = f(Y, Ye, R) apresenta três conclusões importantes. A primeira conclusão diz que um aumento de renda no exterior, com todo o resto mantendo-se igual, melhora a balança comercial do país de origem e, portanto, eleva sua renda. Fato que sempre justifica os países a buscarem uma melhora na balança comercial. Por conta disso, a afirmação I está errada. Além disso, na segunda conclusão, de acordo com essa função, uma depreciação real do câmbio nacional melhora a balança comercial e, assim, eleva a demanda agregada. A demanda se desloca dos bens produzidos no exterior para os bens produzidos localmente. Em consequência, a afirmação II está correta. A terceira conclusão, diz que um aumento na renda nacional eleva o gasto com importações e, assim, piora a balança comercial – de modo que a afirmação III está correta.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 4: Comércio de Bens, Equilíbrio de Mercado e Balança Comercial.
	
	D
	Apenas a afirmação I está correta.
	
	E
	Apenas as afirmações I e II estão corretas.
Questão 8/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto a seguir:
“O debate sobre as relações entre taxa de câmbio e crescimento econômico pode ser visto a partir de dois prismas. O primeiro deles diz respeito aos efeitos de uma taxa de câmbio depreciada para o crescimento econômico. O segundo refere-se aos efeitos de uma depreciação cambial, isto é, do processo para se chegar a uma taxa de câmbio depreciada, quando o ponto de partida é um câmbio apreciado. No que se refere ao primeiro ponto, há uma controvérsia, tanto no Brasil como no exterior, que envolve, destacadamente, a avaliação de duas forças contrárias: os efeitos expansionistas do aumento da competitividade dos comercializáveis versus os efeitos negativos sobre o investimento de um alto preço dos bens de capital importados”.
Fonte: SOUZA, Francisco Eduardo Pires de. Processos de depreciação cambial são expansionistas ou contracionistas no Brasil? Uma avaliação do efeito do descasamento cambial do setor privado. Brazil. J. Polit. Econ. vol.39, no.1, página da citação 5. São Paulo. 2019. Disponível em: <https://www.scielo.br/pdf/rep/v39n1/1809-4538-rep-39-01-3.pdf>.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, dois possíveis efeitos da depreciação da taxa de câmbio para um país: 
Nota: 10.0
	
	A
	Há o incentivo às exportações, que ficam mais baratas, enquanto as importações se tornam mais caras.
Você acertou!
O que significa uma depreciação da taxa de câmbio? É uma depreciação do real em relação a uma moeda estrangeira, o que leva aos nacionais descobrirem que suas exportações estão baratas e as importações estão mais caras. Como, portanto, estamos tratando de preços relativos, os preços relativos dos bens nacionais ficam depreciados aos bens estrangeiros.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 3. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Taxa de Câmbio.
	
	B
	Há um incentivo à industrialização, uma vez que as importações de tecnologias ficam mais acessíveis.
	
	C
	Há um desincentivo ao setor agrícola, uma vez que ele depende muito da valorização da moeda local.
	
	D
	Há um desincentivo às exportações, que têm os seus preços em equilíbrio com o mercado externo.
	
	E
	Há um incentivo ao desenvolvimento tecnológico do país, uma vez que as importações se tornam caras.
Questão 9/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto a seguir:
Uma vez entendido o que é uma análise de conjuntura, a pergunta seguinte seria: qual a importância desse tipo de análise? Vamos compreender esse papel de maneira mais fácil por um exemplo. Imagine que recebemos a seguinte pergunta: qual é a situação da política externa brasileira hoje e quais as possibilidades de como ela ficará? Em sequência, surgem perguntas como: quais são os principais parceiros comerciais do Brasil? Quais serão seus movimentos futuros? A análise de conteúdo, certamente, contribui para responder a todas essas questões.
Fonte: Rota de aprendizagem da aula 1. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Introdução à Análise de Conjuntura.
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Análise de Conjuntura, assinale a alternativa que indica, corretamente, qual a principal contribuição da análise de conteúdo para uma pesquisa:
Nota: 10.0
	
	A
	A análise de conteúdo permite que diferentes cenários sejam analisados a partir de uma única teoria e técnica de pesquisa.
	
	B
	A análise de conteúdo ajuda a demonstrar como o contexto de uma pesquisa exerce baixa influência e controle sobre os indivíduos.
	
	C
	A análise de conteúdo possibilita que os diferentes elementos ideacionais sejam considerados como os mais importantes na pesquisa.  
	
	D
	A análise de conteúdo ajuda a identificar, interpretar e prognosticar o comportamento dos atores e das variáveis nos mais variados cenários.  
Você acertou!
As respostas às perguntas apresentadas no enunciado dessa questão correspondem ao exercício proposto de identificar, interpretar e prognosticar o comportamento dos atores e variáveis nos diversos tipos de relações. A eficiência da análise de conjuntura será um reflexo da capacidade de interpretação da realidade por meio das variáveis selecionadas e, principalmente, do pesquisador. Para tanto, diversas vezes o pesquisador precisará utilizar uma ampla gama de conhecimento e de métodos.
Referência: Rota de aprendizagem da aula 1. Análise da Conjuntura com o prof. Joaquim Israel Ribas Pereira. Tema 1: Introdução à Análise de Conjuntura.
	
	E
	A análise de conteúdo permite refletir sobre o caráter valorativo presente nas relações entre os mais diferentes indivíduos.
Questão 10/10 - Análise de Conjuntura
Leia o texto abaixo:
Podemos afirmar que a macroeconomia é o principal ramo dentro da ciência econômica, é ali onde discutimos as perspectivas da economia para o próximo ano, ou o porquê do nível de desemprego ter subido, ou sobre a possibilidade do dólar apreciar ou depreciar até o final

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.