Buscar

APOL 1 História da Igreja antiga e medieval

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Questão 1/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o extrato de texto:
“O sacerdote [São Remígio, bispo de Reims], tendo-se posto em contato com Clóvis [rei dos francos], levou-o pouco a pouco e secretamente a acreditar no verdadeiro Deus, criador do céu de da terra, e a renunciar aos ídolos, que não lhe podiam ser de qualquer ajuda, nem a ele nem a ninguém.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: PEDRERO-SÁNCHEZ, M. G. História  da Idade Média: Textos e testemunhas. São Paulo: Ed. UNESP, 2000, p. 44-45.
Considerando o extrato de texto e os conteúdos do livro-base História da Igreja nas Idades Antiga e Média sobre a relação entre Igreja e bárbaros, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Os reis bárbaros supriram a falta de educação fornecida pela Igreja à população.
	
	B
	As escolas episcopais, herança do Império, visavam formar os reis bárbaros.
	
	C
	Enquanto os francos eram arianos, os demais povos bárbaros eram pagãos.
	
	D
	Cirilo e Metódio evangelizaram as regiões atuais da Suécia e Dinamarca.
	
	E
	Os bispos buscavam converter os reis bárbaros como forma de chegar ao seu povo.
Esta é a afirmativa correta. De acordo com o livro-base: “[em 496] Clodoveu [Clóvis] se fez batizar em Reims pelo Bispo Remígio junto com três mil de seus soldados. [Esse acontecimento] [...] convenceu os prelados diocesanos a se ocuparem dos soberanos como etapa prévia para a conversão de seus súditos, como de fato aconteceria [...]” (livro-base, p. 130). As demais afirmativas estão incorretas porque: foi a Igreja que supriu a falta de instituições de educação com a queda do Império Romano; as escolas episcopais foram criadas apenas após o Império Romano no Ocidente, visando a formação do clero, não dos monarcas; os francos eram pagãos, enquanto os demais povos bárbaros aderiram ao arianismo; Cirilo e Metódio evangelizaram os povos eslavos, não a Escandinávia.
Questão 2/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Considere a seguinte citação:
“[...] São Paulo se define a si mesmo como Apóstolo em sentido estrito. O que é certo é que, no tempo das origens cristãs, ninguém percorreu tantos quilômetros como ele, por terra e por mar, com a única finalidade de anunciar o Evangelho.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: BENTO XVI, Papa. A concepção paulina do apostolado. Audiência geral, 10 de setembro de 2008. <http://w2.vatican.va/content/benedict-xvi/pt/audiences/2008/documents/hf_ben-xvi_aud_20080910.html> Acesso em 20 out. 2019.
Levando em conta a citação acima e os conhecimentos do livro-base, História da Igreja nas Idades Antiga e Média, sobre o apóstolo Paulo, marque a alternativa correta: 
Nota: 10.0
	
	A
	Antes de sua conversão cristã Saulo-Paulo pertencia à seita dos saduceus.
	
	B
	Quando se converteu ao Cristianismo, Paulo batizou Ananias em Damasco.
	
	C
	Paulo, quando esteve em Jerusalém, teve contato com os apóstolos João e Felipe.
	
	D
	O apóstolo Paulo fez quatro viagens missionárias e morreu mártir em Roma.
Você acertou!
Comentário: Esta é a alternativa correta, pois segundo o livro-base: "Sucessivamente, pelo fato de ser cidadão romano, Paulo foi enviado a Roma por Festo, sucessor de Felício, para uma ulterior investigação. Tratou-se de sua quarta e última viagem. Paulo chegou à capital do império por volta do ano 61, ficando numa espécie de prisão domiciliar, mas em contato com o mundo externo. Assim, num alojamento alugado, ele pôde pregar durante dois anos, 'com franqueza e sem impedimentos' [...]. Os Atos dos Apóstolos assim concluem sua narrativa, mas Eusébio de Cesareia narra o desfecho trágico dessa história, acrescentando que Paulo morreu mártir ao tempo do governo do Imperador Nero [...]" (livro-base, p. 34). Contrariando as outras alternativas: Saulo-Paulo era fariseu antes de tornar-se cristão, recebendo o batismo das mãos de Ananias em Damasco; ele teve contato em Jerusalém com os apóstolos Pedro e Tiago Menor; era judeu de nascimento e possuía o título de cidadão romano (livro-base, p. 32-34).
	
	E
	Apesar de ser romano de nascimento, Paulo também possuía cidadania judaica.
Questão 3/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o fragmento de texto a seguir:
“A palavra Patrística, hoje em uso, é um adjetivo substantivado que, concordando com a palavra Teologia, dá a Teologia patrística, divisão da Teologia Tradicional, que vai buscar a sua doutrina às obras dos Padres da Igreja”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: INSUELAS, J. B. L. Curso de Patrologia: História da literatura antiga da Igreja. Braga: Escola tipográfica das Oficinas de São José, 1943, p. 11.
Considerando o fragmento apontado e os conteúdos do livro-base, História da Igreja nas Idades Antiga e Média, sobre a Patrística grega e latina, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Os “Padres da Igreja” eram autores cristãos antigos, tanto clérigos quanto leigos.
Comentário: Esta é a afirmativa correta, conforme o livro-base: “[...] antigos padres da Igreja – nome genérico aplicado a autores clérigos e leigos do período” (p. 91). As outras afirmativas estão incorretas, pois: os padres apologistas foram os primeiros a utilizar a filosofia em seus debates contra os judeus e pagãos (livro-base, p. 91,92); a Patrística latina se originou na África (livro-base, p. 95); os grupos com os quais Agostinho teve embates intelectuais foram os donatistas, arianos e pelagianos (livro-base, p. 96); a Escola que enfatizava a humanidade de Cristo era a antioquena e não a alexandrina (livro-base, p. 93).
	
	B
	Os Padres apologistas rejeitaram a filosofia em seus argumentos contra os pagãos.
	
	C
	A Europa foi o berço da Patrística latina, iniciada com Tertuliano de Cartago.
	
	D
	Agostinho envolveu-se em conflitos com as Escolas de Antioquia e Alexandria.
	
	E
	A Escola de Alexandria buscava realçar a humanidade do Logos – Cristo.
Questão 4/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o excerto de texto:
“Ser cristão [a partir do século IV] passava a ter uma conotação de pertença ao mundo civilizado e, com isso, de legitimação de sua posição política, social, cultural e religiosa perante a sociedade tardo antiga. Por isso as lideranças bárbaras procuravam associar-se ao Cristianismo que, em princípio, aproximá-los-ia dos grupos aristocráticos e políticos do mundo imperial romano”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: FRIGHETTO, R. Antiguidade Tardia: Roma e as monarquias romano-bárbaras numa época de transformações (Séculos II-VIII). Curitiba: Juruá, 2012, p. 32.
Considerando o excerto dado e os conteúdos do livro-base, História da Igreja nas Idades Antiga e Média, sobre os bárbaros na transição da antiguidade para a Idade Média, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Os bárbaros eram proibidos de terem cargos de oficiais no exército romano.
	
	B
	O Império romano concedia terras aos bárbaros em troca de seu serviço militar.
Comentário: A letra ‘a’ está correta, conforme aponta o livro-base: “Chegou-se mesmo a se fixar o foedus, contrato entre o Império e muitos deles, em que estes, em troca do usufruto de terras, se dispunham a fornecer ajuda militar em caso de guerra” (p. 126). As outras afirmativas são incorretas, pois: os bárbaros assumiam cargos de oficiais, sendo proibidos apenas de assumirem o cargo de imperador (livro-base, p. 126); foi o Império Romano do Ocidente que sucumbiu ante aos bárbaros, com a deposição do imperador Rômulo Augusto (livro-base, p. 127,128); o rei ostrogodo Teodorico era cristão ariano, não católico (livro-base, p. 128); a Igreja transmitiu a cultura clássica para as épocas seguintes (livro-base, p. 128).
	
	C
	Os bárbaros puseram fim ao Império Romano do Oriente, depondo Rômulo Augusto.
	
	D
	Teodorico, rei dos Ostrogodos, converteu-se ao cristianismo católico.
	
	E
	A Igreja não conseguiu transmitir a cultura clássica para a época seguinte.
Questão 5/10 - História daIgreja Antiga E Medieval
Leia o excerto de texto:
“[...] com a desagregação do império carolíngio, no início do século X, a Igreja Romana não apenas perdeu seu protetor, mas ainda acabou sendo tutelada pela aristocracia italiana que, muitas vezes conduziu ao trono de Pedro pessoas indignas de exercer o cargo de sumo pontífice”. 
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: SOUZA, J. A. de C. R. de. A Teocracia Imperial no fim da Alta Idade Média. In: SOUZA, J. A. de C. R. de (Org.). O reino e o sacerdócio: o pensamento político na Alta Idade Média. p. 184-204. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1995, p. 189.
Considerando o excerto dado e os conteúdos do livro-base, História da Igreja nas Idades Antiga e Média, sobre o século obscuro, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Houve no século X uma decadência do clero em Roma e na Alemanha.
	
	B
	Teodora e Marósia buscaram diminuir a influência da aristocracia sobre os papas.
	
	C
	O papa Formoso realizou um julgamento de seu antecessor no Sínodo do Cadáver.
	
	D
	A Alemanha experimentou um crescimento espiritual durante o século X.
Comentário: Esta é a alternativa correta, conforme aponta o livro-base: “A decadência de então não atingiu a Alemanha, onde floresceram obras espirituais e religiosas” (p. 136). Tal afirmação anula a que afirma ter havido decadência do clero na Alemanha, juntamente com Roma. As outras afirmativas também estão incorretas, pois: Teodora e Marósia foram duas mulheres da aristocracia romana que intensificaram a influência de sua família sobre a eleição dos papas (livro-base, p. 137); Formoso foi o papa falecido julgado no Sínodo do Cadáver por seu sucessor, Estêvão VI (livro-base, p. 135,136); apesar de ser de origem grega, Teofilato não era clérigo nem se tornou papa, mas era um nobre que exerceu em Roma os cargos de duque, cônsul e senador, exercendo, por meio de sua esposa Teodora e sua filha Marósia, forte influência sobre o papado (livro-base, p. 136,137).
	
	E
	O clérigo Teofilato, de origem grega, foi o papa mais importante do século X.
Questão 6/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o fragmento de texto:
“Entre os direitos concedidos por Roma aos judeus, a partir do fim da República, podemos mencionar a permissão de erguer sinagogas, cemitérios, cobrar impostos e coletar fundos para o Templo em Jerusalém, bem como manter tribunais para julgar disputas entre os membros da comunidade. Estavam, também, isentos do serviço militar, de servir os deuses romanos e pagar tributos ao Estado romano, no ano sabático.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: JUDEUS de Roma: tempos antigos até o Reino da Itália. Revista Morashá, n. 104, jun. 2019. http://www.morasha.com.br/comunidades-da-diaspora-1/judeus-de-roma-tempos-antigos-ate-o-reino-da-italia.html. Acesso em: 25 nov. 2019.
Considerando o fragmento de texto e os conteúdos do livro-base História da Igreja nas Idades Antiga e Média a respeito da situação dos judeus sob o domínio romano, assinale a afirmativa que aponta o nome do governante romano que concedeu autonomia religiosa aos judeus:
Nota: 10.0
	
	A
	Constantino.
	
	B
	Antíoco IV Epífanes.
	
	C
	Cneu Pompeu Magno.
	
	D
	Júlio César.
Você acertou!
Esta é a alternativa correta. De acordo com o livro-base: “[...] Júlio César [...], [...] venceu [...] [Pompeu] em Farsália [...] em 48 a.C. César [...] concedeu aos judeus a autonomia judiciária em questões religiosas” (livro-base, p. 25). Essa citação mostra que a autonomia religiosa só foi concedida após a derrota de Pompeu pelas forças de César. As outras afirmativas estão incorretas porque Antíoco IV Epífanes foi um rei selêucida anterior à chegada dos romanos na Judeia, que tentou abolir a religião judaica. Constantino e Teodósio foram imperadores romanos que favoreceram a Igreja cristã, tendo vivido quatro séculos depois da autonomia concedida por César.
	
	E
	Teodósio.
Questão 7/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o excerto de texto:
“Apesar do Senhor ter oferecido a novidade do culto cristão no sentido de uma ceia judaica (Pascha), ele não ordenou a reiteração da ceia em si, mas sim do ‘novo’ que ela constituía. Por isso é que o ‘novo’ muito rapidamente se separou do contexto ‘velho’, encontrando a sua própria forma que lhe era conforme.”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: RATZINGER, J. A. Introdução ao espírito da liturgia. Tradução de Jana Almeida Olsansky. 4. ed. São Paulo: Paulinas, 2011, p. 58.
Considerando a excerto de texto e os conteúdos hauridos do livro-base História da Igreja nas Idades Antiga e Média sobre o culto e a liturgia da Igreja nos três primeiros séculos, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Inicialmente e eucaristia era celebrada antes da refeição do ágape.
	
	B
	Segundo a Apologia de Justino, a liturgia eucaristia era celebrada antes das leituras.
	
	C
	No século IV, passou-se a usar a palavra grega missa para designar a eucaristia.
	
	D
	O ágape foi com o tempo fundido com celebrações de orações e leituras.
	
	E
	Os catecúmenos não podiam participar da liturgia eucarística após as leituras.
Esta é a afirmativa correta. De acordo com o livro-base: “[...] a celebração começava com uma leitura de textos bíblicos; seguia-se a homilia do celebrante e, depois do afastamento dos catecúmenos (que não comungavam, por não serem ainda batizados) [...], fazia-se a oração dos fiéis ou litânica. [...] os catecúmenos [...] não podiam participar da liturgia eucarística” (livro-base, p. 76). As demais afirmativas estão incorretas porque a liturgia eucarística era celebrada após as leituras; a eucaristia era celebrada após o ágape; a palavra missa é latina, não grega; a eucaristia, não o ágape, foi fundida com as celebrações de orações e leituras.
Questão 8/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Leia o trecho de texto a seguir:
“Diferentemente do mundo religioso antigo, a Igreja viu-se na necessidade de fazer questão da verdadeira doutrina, que lhe fora transmitida nas comunidades fundadas por apóstolos, estando assim garantida pelo critério de apostolicidade”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: STOCKMEIER, P., BAUER, J. B. Antiguidade. In: LEZENWEGER, J. et al. História da Igreja Católica. p. 7-112. Trad. Fredericus Stein. São Paulo: Loyola, 2006, p. 24.
Considerando o trecho apontado e os conteúdos contidos no livro-base, História da Igreja nas Idades Antiga e Média, sobre as heresias nos três primeiros séculos, marque a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	O adocionismo dizia que Cristo era um homem que tinha sido adotado por Deus.
Comentário: Esta é a afirmativa correta, conforme afirma o livro-base: “[o adocionismo] afirmava que Cristo era um homem divinamente inspirado, que num segundo momento fora adotado por Deus Pai e elevado à divindade” (livro-base, p. 84). As outras afirmativas são incorretas, pois: o termo ‘hairesis’ foi usado de forma pejorativa no Novo Testamento (livro-base, p. 80); Simão Mago foi considerado pelos Padres da Igreja como antecessor das heresias (livro-base, p. 81); o gnosticismo pregava a ideia de um conhecimento superior e uma concepção dualista (livro-base, p. 83), diferente do quiliasmo e do montanismo, que pregavam uma escatologia milenarista (livro-base, p. 82-83); o docetismo negava a humanidade de Cristo, dizendo o mesmo ter tido um corpo apenas aparente (livro-base, p. 84).
	
	B
	O termo ‘escolha’ (hairesis) aparece de forma positiva no Novo Testamento.
	
	C
	Simão Mago foi um grande adversário das primeiras heresias.
	
	D
	O gnosticismo era uma heresia de caráter escatológico e milenarista.
	
	E
	O docetismo negava a divindade de Cristo, com base no Evangelho de João.
Questão 9/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Atente para a citação:
“[na Igreja de Roma] há quarenta e seis presbíteros, sete diáconos, sete subdiáconos, quarenta e dois acólitos, cinquenta e dois exorcistas, leitorese ostiários, mais de mil e quinhentas viúvas e pobres, e a todos eles nutre a graça e a filantropia do Senhor”.
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DEZINGER, H. Compêndio dos símbolos, definições e declarações de fé e moral. São Paulo: Paulinas/Loyola, 2007, p. 45.
Considerando a citação e os conteúdos do livro-base História da Igreja nas Idades Antiga e Média sobre a organização da Igreja nos três primeiros séculos, assinale a afirmativa correta:
Nota: 0.0
	
	A
	Inicialmente a Igreja era dirigida pelos diáconos.
	
	B
	Haviam dons carismáticos como os epíscopos.
	
	C
	Os bispos e presbíteros exerciam funções de liderança.
Esta é a afirmativa correta. De acordo com o livro-base: "[...] uma estrutura ministerial básica já existia na Igreja primitiva, especialmente nas comunidades de gentios-cristãos, em que se destacavam os epíscopos ("supervisores"), os presbíteros ("anciãos") e diáconos [...]. As palavras bispos e presbíteros, no entanto, apresentam nas cartas de Paulo um uso indistinto, o que muda é o ofício que exerciam, fato que se constata numa leitura atenta e não condicionada por preconceitos confessionais. Isso se percebe, por exemplo, na Primeira Carta a Timóteo, na qual alguns dos citados 'presbíteros' tinham efetivamente um papel de supervisão na comunidade em se tratando de tarefas de pregação e ensino" (livro-base, p. 63-54). As outras afirmativas estão incorretas porque os diáconos auxiliavam o bispo; os cargos que exerciam dons carismáticos eram chamados de profetas e doutores; Clemente foi o terceiro sucessor de Pedro em Roma.
	
	D
	Os diáconos eram assessorados pelos bispos.
	
	E
	Clemente foi o primeiro sucessor de Pedro em Roma.
Questão 10/10 - História da Igreja Antiga E Medieval
Considere o excerto de texto que segue:
“[...] podemos dizer que de uma forma geral [...] [as] linhas de pensamento [do Ocidente medieval] pressupunham, em sua reflexão eclesiológica e política, a ideia de Christianitas – Cristandade. Esse conceito, de natureza teológica e histórica, aparece nos textos medievais. O termo não foi plenamente definido na época e, de natureza ambígua, frequentemente se confundiu com a ideia de Ecclesia [Igreja]. Também os estudiosos tiveram dificuldades de qualificá-lo”
Após esta avaliação, caso queira ler o texto integralmente, ele está disponível em: DIEHL, R. M. Eclesiologia e a monarquia pontifícia com João XXII em Avignon (1316-1334). 2018. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, p. 17.
Considerando o excerto dado e os conteúdos do livro-base História da Igreja nas Idades Antiga e Média sobre a Cristandade medieval, assinale a afirmativa correta:
Nota: 10.0
	
	A
	A presença bizantina na Península Itálica favoreceu o fortalecimento do papa.
	
	B
	Cristandade é o nome do modelo sócio-político cristão do período medieval.
Você acertou!
Comentário: Esta é a alternativa correta, conforme aponta o livro-base: “Por cristandade medieval se entende o modelo sociopolítico cristão do período, malgrado existam várias interpretações a respeito” (p. 131). As outras afirmativas são incorretas, pois: foi o declínio da presença bizantina na Itália que favoreceu o fortalecimento do papa (livro-base, p. 131); algumas atribuições temporais do papa sobre regiões da Itália foram reconhecidas inicialmente pela legislação bizantina e foram depois confirmadas pelos francos (livro-base, p. 132-134); apesar dos recursos à Sé Apostólica, na maior parte das questões as igrejas regionais ainda se regiam de forma autônoma (livro-base, p. 132); os papas buscaram contra os lombardos o apoio dos francos e não dos bizantinos (livro-base, p. 132).
	
	C
	O poder temporal do Papa sobre parte da Itália foi cedido pelos lombardos.
	
	D
	Com o recurso à Sé Apostólica as igrejas regionais abandonaram suas autonomias.
	
	E
	Os papas buscaram apoio bizantino contra as ameaças territoriais dos lombardos.

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes