A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Avaliação de História e Histórigrafia 2

Pré-visualização | Página 1 de 2

Disciplina:
	Teoria da História e Historiografia (HID27)
	Avaliação:
	Avaliação II - Individual FLEX ( peso.:1,50)
	Prova:
	
	Nota da Prova:
	10,00
	
	
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	A História adquire para si o estatuto de ciência e, como outras disciplinas na época, ela acaba por ser instrumentalizada pelas classes dominantes, passando a fazer parte de seu aparato ideológico. Nesse processo, a História passa a servir, por meio de sua produção intelectual, à justificativa das políticas imperialistas, da consolidação do modo de produção capitalista e da secularização da vida social.  Podemos conhecer o período a partir das obras dos historiadores que viveram nele, tendo por base o olhar que esses dirigiam ao passado, sempre revelador de seu próprio tempo. Sobre as obras dos historiadores do século XIX, analise as sentenças a seguir:
I- Droysen defendia uma autonomia metodológica na História.
II- Coulanges dava livre vazão à subjetividade em sua narrativa.
III- Está ausente da obra de Michelet o lirismo e o tom poético.
IV- Weber lidou com a questão da secularização na modernidade.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Somente a sentença IV está correta.
	 b)
	As sentenças I e IV estão corretas.
	 c)
	Somente a sentença I está correta.
	 d)
	As sentenças II e III estão corretas.
	2.
	Esse movimento quebrou de uma vez por todas a unidade da Igreja Católica e dividiu reinos. Resultou da penetração crescente do nacionalismo na cultura europeia. Podemos dizer igualmente que esse movimento foi forjado pela penetração do individualismo na esfera da religião. Sobre o evento a que estamos nos referindo, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Contrarreforma Católica.
	 b)
	Revivalismo Ameríndio.
	 c)
	Reforma Protestante.
	 d)
	Renovação Carismática.
	3.
	Entre os historiadores do século XIX, destaca-se Jules Michelet, notável por, além de refletir e alimentar o mito nacionalista, como outros historiadores do seu tempo, também ter se dedicado à história do irracional, das bruxas e da heresia, dando atenção à cultura popular e a temas normalmente desprezados pela História. Nascido junto à Revolução Francesa, Michelet acreditava que sua missão pessoal era resgatar a história da França, para exaltá-la. Esse autor defendia a ideia de que o resgate histórico consistia na explicação das circunstâncias das ocorrências dos fatos por parte do historiador, colocando esses mesmos fatos na ordem natural. Com relação ao pensamento e à obra de Michelet, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) O estilo de Michelet era frio, seco e distanciado.
(    ) Michelet valia-se somente de fatos qualitativos.
(    ) Michelet pretendia criar uma História total.
(    ) Na história de Michelet, exalta-se o povo e a nação.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - F - F - V.
	 b)
	V - F - V - F.
	 c)
	F - V - V - F.
	 d)
	F - F - V - V.
	4.
	Uma das mais importantes escolas historiográficas do século XX é aquela que veio a ser conhecida com Escola dos Annales, que reunia filósofos, sociólogos, historiadores, geógrafos e outros pensadores em torno de uma revista sobre história econômica e social. Os colaboradores dessa revista procuravam apontar à narrativa histórica conhecimentos advindo de uma ampla variedade de disciplinas, mas notadamente da Sociologia. Quanto à perspectiva historiográfica e produção intelectual da Escola de Annales, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Os estudiosos dessa escola focavam no campo político.
(    ) Os estudiosos dessa escola defendiam o mito modernista.
(    ) Os estudiosos dessa escola tinham uma visão coletivista.
(    ) Os estudiosos dessa escola têm influência da Sociologia francesa.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	F - F - V - V.
	 b)
	V - F - V - F.
	 c)
	F - V- V - F.
	 d)
	V - F - F - V.
	5.
	Adorno inscreve-se entre os maiores pensadores críticos da História. Suas obras transformaram paradigmas e forjaram conceitos, impactando fortemente o campo das Ciências Humanas. Uma de suas grandes contribuições à reflexão filosófica foi a questão da indústria de massa e da cultura de massa. Crítico do Iluminismo, Adorno chama a atenção para os efeitos não previstos sobre a razão do regime capitalista. Com relação ao pensamento e à obra de Adorno, analise as seguintes sentenças:
I- Para Adorno, no capitalismo, a razão era instrumento da ordem econômica.
II- Segundo Adorno, a indústria cultural impede a autonomia do indivíduo.
III- Na visão de Adorno, o Iluminismo havia liberado a razão e libertado o homem.
IV- Para Adorno, a cultura de massas possibilita a emancipação dos indivíduos.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I e II estão corretas.
	 b)
	Somente a afirmativa III está correta.
	 c)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	6.
	A tradição historiográfica do século XIX tinha preocupação com temas do passado que refletissem as preocupações da sua própria época. Assim, essa tradição se dedicou a assuntos como a diplomacia, as relações entre as nações, os grandes impérios e reinos e a temas correlatos. Entre os historiadores do período encontramos Droysen, que defendia a ideia de que a construção do saber histórico deveria se fundamentar em uma rigorosa metodologia própria da disciplina de História e com autonomia em relação às demais ciências. Quanto ao pensamento e à obra de Droysen, analise as afirmativas a seguir:
I- Droysen concebia a História separada da ciência.
II- Para Droysen, o objetivo da História é fornecer modelos.
III- Segundo Droysen, devemos pensar a História teleologicamente.
IV- Droysen era um adepto do positivismo historiográfico.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I e III estão corretas.
	 b)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	 d)
	Somente a afirmativa IV está correta.
	7.
	Friedrich Nietzsche (1844-1900), leitor de Arthur Schopenhauer (1788-1860), fez importante crítica ao racionalismo que imperava na sua época, Adotando uma postura niilista (redução ao nada; aniquilamento). Dentre as análises do autor, podemos destacar suas críticas às pesquisas sobre genealogias familiares, campanhas nacionalistas, entre outros temas. Estas genealogias o autor tratava como sendo:
	 a)
	Mito da Aurora.
	 b)
	Mito do Anticristo.
	 c)
	Mito da Nação.
	 d)
	Mito da Origem.
	8.
	A crise do marxismo, colocada pela denúncia dos crimes de Stalin, provocou uma renovação intelectual nessa corrente de pensamento entre os historiadores ingleses, levando esses a desenvolverem, a partir do método dialético, análises inovadoras da História Social. Assim, os trabalhos desses historiadores distanciam-se da ortodoxia soviética, dando novas interpretações à realidade histórica a partir da perspectiva materialista-dialética. Muitos desses historiadores desenvolveram seus trabalhos juntos à revista de esquerda inglesa New Left Review. Quanto à contribuição desses pensadores, analise as afirmativas a seguir:
I- Os estudiosos marxistas ampliaram nossa compreensão do Ocidente.
II- Esses pesquisadores defendiam a primazia do determinismo econômico.
III- Os estudos dessa corrente negligenciam a vida cotidiana dos indivíduos.
IV- Esses historiadores em seus estudos inovaram na percepção do tempo.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas II e III estão corretas.
	 c)
	As afirmativas II e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I e II estão corretas.
	9.
	Entre os pensadores do século XIX que deram significativas contribuições ao estudo da história encontramos o sociólogo alemão Max Weber. Um dos focos da reflexão desse pensador estava na análise das transformações típicas da Modernidade. Assim, Weber estava interessado no processo de racionalização, secularização

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.