A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
299 pág.
atençao a demanda espontanea

Pré-visualização | Página 1 de 50

Atenção à demanda espontânea na APS
MINISTÉRIO DA SAÚDE
28
Brasília – DF
201028
A
te
n
çã
o
 à
 d
em
an
d
a 
es
p
o
n
tâ
n
ea
 n
a 
A
p
s
MINISTÉRIO DA SAÚDE
Secretaria de Atenção à Saúde
Departamento de Atenção Básica
ATENÇÃO À DEMANDA ESPONTÂNEA NA APS
Série A. Normas e Manuais Técnicos
Cadernos de Atenção Primária, n. 28
Brasília – DF
2010
Miolo(Cap_28)Final.indd 1 10/12/2010 10:20:21
© 2010 Ministério da Saúde 
Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial ou total desta obra, desde que citada à fonte e que não seja para 
venda ou qualquer fim comercial. 
A responsabilidade pelos direitos autorais de textos e imagens desta obra e de responsabilidade da área técnica. 
A coleção institucional do Ministério da Saúde pode ser acessada na íntegra na Biblioteca Virtual em Saúde do Ministério da Saúde: 
http://www.saude.gov.br
 
Série A. Normas e Manuais Técnicos
Cadernos de Atenção Primária, n. 28
Tiragem: 1ª edição – 2010 – 35.000 exemplares
Elaboração, distribuição e informações
MINISTÉRIO DA SAÚDE 
Secretaria de Atenção à Saúde 
Departamento de Atenção Básica 
Edifício Premium, SAF Sul, 
Quadra 2, Lote 5/6, 
Bloco II, Subsolo
CEP: 70.070-600, Brasília - DF
Fone: (61)3306.8090 / 3306.8044
E-mail: dab@saude.gov.br
Home page: www.saude.gov.br/dab
Supervisão Geral: 
Claunara Schilling Mendonça
Coordenação Técnica Geral: 
Nulvio Lermen Junior 
Juliana Oliveira Soares
Coordenação Técnica: 
Marcelina Zacarias Ceolin e Patrícia Sampaio Chueiri
Revisão Técnica: 
Alexandre Borges Fortes 
Daniel Knupp 
Guilherme Nabuco Machado 
Janaina Rodrigues Cardoso 
Juliana Oliveira Soares 
Marco Túlio Aguiar Mourão Ribeiro 
Patricia Sampaio Chueiri 
Ricardo César Garcia Amaral Filho
Elaboração Técnica: 
Adriana Mello Barotto 
Adriana de Souza Kuchenbecker 
Adriana Vieira Cardozo 
Alexandre Borges Fortes 
Ana Cláudia Santos Chazan 
Caroline Moreira Bazzana 
Circe Maria Jandrey 
Djanira Martins de Andrade 
Eliete Magda Colombeli 
Elisandrea Sguario 
Fernanda Plessmann de Carvalho 
Gisele Lima Nogueira Soler 
Gizelle Ribeiro Rodrigues Alves 
Juliana Oliveira Soares 
Juliana Stradiotto Steckert 
Kalystonia de Almeida da Silva 
Luciana Calado Pires de Carvalho 
Marlene Zannin 
Mônica de Cássia Firmida 
Nulvio Lermen Júnior 
Patrícia Sampaio Chueiri 
Paulo de Nóvoa Cardoso 
Rejane Bezerra De Lima 
Samira Barrentin Nacif 
Tiago Sousa Neiva 
Wagner Afonso Teixeira. 
Walter Domingos de Matos Costa
Coordenação Editorial:
Antônio Sergio de Freitas Ferreira 
Renata Ribeiro Sampaio
Normalização: 
Aline Santos Jacob
Revisão: 
Ana Paula Reis
Colaboração: 
Conceição Aparecida Turini
Projeto e Diagramação: 
ArtMix
Ficha Catalográfica
Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica.
 Atenção à demanda espontânea na APS / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de 
Atenção Básica. – Brasília : Ministério da Saúde, 2010.
 298 p. : il. – (Série A. Normas e Manuais Técnicos) (Cadernos de Atenção Primária, n. 28)
 ISBN 978-85-334-1756-4
1. Atenção primária à saúde. 2. Educação em saúde. 3. Atenção básica. I. Título. II. Série
CDU 616-083.98
Catalogação na fonte – Coordenação-Geral de Documentação e Informação – Editora MS – OS 0433/201
Títulos para indexação:
Em inglês: Attention to the spontaneous demand in the APS (Unified Health System – Brazil)
Em español: Atención a la demanda espontánea en APS (Sistema Único de Salud – Brasil)
Miolo(Cap_28)Final.indd 2 10/12/2010 10:20:21
Agradecimentos
Associação Brasileira dos Centros de Informação e Assistência Toxicologicas e Toxicologistas 
Clínicos – ABRACIT
Coordenação Geral de Urgência e Emergência- Ministério da Saúde 
Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade – SBMFC
Miolo(Cap_28)Final.indd 3 10/12/2010 10:20:21
Miolo(Cap_28)Final.indd 4 10/12/2010 10:20:21
Sumário
Apresentação ..................................................................................................11
1 ___ Introdução ..............................................................................................12
2 ___ Organização da demanda espontânea na atenção primária .............14
2.1 Classificação de risco e identificação de vulnerabilidades no atendimento à demanda 
espontânea na atenção primária ........................................................................................ 22
2.1.1 O papel da enfermagem no processo de classificação de risco ........................................ 27
2.1.2 Identificação de vulnerabilidades .................................................................................... 27
3 ___ Rede de atenção às urgências ..............................................................29
4 ___ Queixas comuns, urgências/emergências e procedimentos ...............33
4.1 Anafilaxia .............................................................................................................................. 35
4.1.1 Conceitos ....................................................................................................................... 35
4.1.2 Quadro de clínico ........................................................................................................... 35
4.1.3 Diagnósticos diferencias ................................................................................................. 35
4.1.4 Tratamento ................................................................................................................... 36
4.1.5 Angiodema e urticária .................................................................................................... 37
4.1.6 Prevenção e acompanhamento....................................................................................... 37
4.2 Cefaleia .................................................................................................................................. 39
4.2.1 Conceitos ....................................................................................................................... 39
4.2.1.1 Cefaleia tipo tensional ...................................................................................... 39
4.2.1.2 Migrânea (enxaqueca) ...................................................................................... 39
4.2.2 Diagnóstico .................................................................................................................... 40
4.2.2.1 Anamnese ....................................................................................................... 40
4.2.2.2 Exame físico ..................................................................................................... 41
4.2.2.3 Diagnóstico diferencial ..................................................................................... 42
4.2.3 Tratamento das crises agudas de cefaléia ........................................................................ 44
4.2.4 Acompanhamento e profilaxia........................................................................................ 46
4.2.5 Encaminhamento ........................................................................................................... 49
4.2.6 Classificação de risco ...................................................................................................... 49
4.3 Crise epiléptica e epilepsia ................................................................................................... 51
4.3.1 Classificação das crises ................................................................................................... 51
4.3.2 Causas das crises epilépticas ........................................................................................... 52
4.3.3 Diagnóstico .................................................................................................................... 54
4.3.3.1 Anamnese e exame físico ................................................................................. 54
Miolo(Cap_28)Final.indd

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.