A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Relatório estágio autismo na educação infantil

Pré-visualização | Página 2 de 3

o TEA (Transtorno do Espectro 
Autista). Foi muito difícil segurar o choro. Ele me lembrou da conversa que eu havia 
tido com sua esposa e pediu mil desculpas por não concordar, já tinha 1 ano que 
nós havíamos conversado sobre o comportamento do H.S.M.A.C. 
Foram quase 2h de conversa e no final ele também me pediu desculpas por 
não ter conseguido conter a emoção. 
Mas o mais importante é que o pai se conscientizou e o H.S.M.A.C ia fazer 
uma avaliação e começar de fato uma intervenção. 
Com o passar das semanas chegaram os resultados da fonoaudióloga, 
psicóloga, psicomotricista e psicopedagoga. 
7 
 
E a conclusão foi TEA moderado e que a idade dele cronológica era de 2 
anos, mas o comportamento estava com 1 ano de atraso. 
Os pais estiveram na escola para me entregar as avaliações e avisaram os 
dias que ele sairia mais cedo ou faltaria para fazer os acompanhamentos. O que me 
marcou foi à forma do pai me falar o resultado: 
- Ele tem um atraso de mais ou menos 1 ano e vai começar o tratamento, vai 
desenvolver e isso vai passar. O autismo é leve! 
Eu lembrei de um trecho do livro Autismo: 
“É natural que o momento do diagnóstico de autismo seja um 
momento doloroso. Nesta hora, você não está perdendo fisicamente 
seu filho, mas está perdendo, com certeza, parte de seus sonhos e 
planos para seu filho, o que é extremamente doloroso.” (MELLO, 
2007, P. 32). 
 E eu concordei que vai passar! E prosseguimos o ano estimulando-o de todas 
formas. 
No ano seguinte (2019), H.S.M.A.C passou para o maternal 2 onde a 
psicopedagoga que o acompanha foi a escola e conversou com toda a equipe: A 
professora, Nutricionista, (Comigo) Coordenadora e a Diretora e os principais temas 
foram: A seletividade alimentar onde ele somente aceita arroz piamontese, a recusa 
em mexer com diferentes texturas, tintas e colas, não fazer contato visual e não 
falar. Ele tinha esse mesmo comportamento tanto na clínica, quanto em casa e na 
escola e concluímos que seria melhor encaminhá-lo para a T.O. e com relação a 
seletividade combinamos de alternar entre oferecer somente o arroz, num outro 
momento caldo de feijão, num outro oferecer tudo junto e depois separado e ele tem 
recusado. Tem a 2ª opção que no caso dele é um lanche podendo ser biscoito, pão 
ou bolo com suco ou uma 3ª opção que são frutas. 
 Dentro das regras da escola em nenhuma hipótese a criança pode ficar sem 
comer nada. Caso todas as opções sejam recusadas o protocolor é entrar em 
contato com os responsáveis para que os mesmos possam tentar mais uma vez que 
a criança coma ou leva-la para casa. 
 Ultimamente o H.S.M.A.C recusa mais o jantar. Ainda não temos uma 
regularidade na alimentação, pois numa semana de acompanhamento o mesmo 
apresenta aceitação total ou metade da refeição geralmente no almoço e metade ou 
recusa no horário do jantar. Não obtivemos uma semana inteira de aceitação. 
 No entanto com relação às texturas, tintas e colas houve uma aceitação muito 
boa, foi gradual. Iniciou-se com pincel e hoje ele aceita pintar as mãos e os pés. 
8 
 
 Outro ponto de evolução foi ele atender quando chamado pelo nome. Foi uma 
surpresa para a professora! 
 Ultimamente H.S.M.A.C começou a morder. Ele não beijava e nem mordia e 
num dia começou a beijar e de repente mordeu. 
 Quando ocorrem mordidas fica uma situação complicada de conversar com 
os responsáveis que geralmente não aceitam, mas apesar de ser uma situação 
desagradável para ser comunicado aos pais. Entre nós funcionários foi um motivo de 
comemoração! Na hora da saída chamei a mãe dele para conversar. Estamos 
tentamos marcar uma data já tem um tempo para mostrar a evolução do mesmo, 
mas precisava comunicar o ocorrido com algum responsável e cremos que ele tenha 
chegado agora na fase da mordida já que o mesmo nunca mordeu ninguém na 
turma do b2 e maternal 1 que são as turmas onde acontecem as mordidas. 
 A mãe ficou surpresa e até riu com o comunicado, pois a mesma disse que 
não está vendo evolução mesmo com os acompanhamentos. Então, adiantei que 
para nós escola houve progresso e que tenho várias fotos para mostrar que ele está 
mais participativo. 
 Os pais nos perguntaram como seria o desfralde do H.S.M.A.C. Pois, em 
casa estava ficando sem fralda e pelo tamanho dele estava ficando difícil conseguir 
fraldas que coubesse. Na escola já estava acontecendo situações onde ele tirava a 
fralda e a tia tinha que correr para vesti-lo novamente e assim o H.S.M.A.C 
começava chorar, se jogar para colocar a fralda. 
 Então, conversei com os pais para continuar enviando roupa e fralda e com a 
professora e as auxiliares para deixá-lo sem fralda por 20 minutos e sempre 
observando e perguntando se ele quer ir ao banheiro e com o tempo aumentaríamos 
esse tempo. Outro ponto importante era dar mais atenção a ele, pois o mesmo não 
fala e se quisesse ir ao banheiro poderia sair da sala sem ninguém ver ou se ficasse 
as puxando pudesse ser vontade também de ir ao banheiro. 
 Entreguei a elas um quadro para anotações sobre quantas vezes ele foi ao 
banheiro. 
 
9 
 
Não o desfraldamos totalmente em 2019. Para dormir ele ainda usa fralda. 
Agora, em 2020 ele está no Pré I e iniciamos o ano em janeiro por ser creche. 
Ele está frequentando. Ele está no colo da tia. 
 
Essa atividade é do Marcelo Serralva – Lavando a roupa 
Segue o link: https://www.youtube.com/watch?v=5oAfZU9ahfs 
 
 
Agora em 2020 ele está falando algumas palavras e está aceitando mais 
alimentos, também desfraldou. As aulas iniciaram em fevereiro, tivemos 1 
semana de adaptação e no primeiro dia foi com música e personagens vivos. 
Nesse ano H.S.M.A.C está falando algumas palavras e está desfraldado. 
Continua com a seletividade alimentar e mais impulsivo para lanche. Querendo 
dois ou três pedaços de pão e pegando o lanche dos amigos. Caso a gente não 
dê ele se joga no chão. Tendo em vista esse comportamento combinamos num 
primeiro momento faze-lô entender que não deve pegar o lanche dos amigos. 
A professora está usando figuras mostrando a rotina do dia e na hora do lanche 
a auxiliar fica por perto. Ele come o dele e quando está acabando já é entregue 
mais um lanche para que ele faça a associação que não precisa pegar o lanche 
do outro. Pois tem mais para ele. 
Outro ponto importante é que estamos tentando usar o livro, mesmo 
que faça com giz já que não usa lápis preto. 
 
 
 
 
https://www.youtube.com/watch?v=5oAfZU9ahfs
10 
 
Sempre realiza atividade com auxílio. Entendemos que muitas atividades 
ele não fará no momento mas precisamos apresentar o material e é importante 
que atividades de pintura, por exemplo, ele faça no livro e cobrir as letras ainda 
não fará no livro. Somente em folhinha de atividades, pois no livro a letra é 
pequena para fazer com o lápis preto e ele faz a letra grande que será 
diminuída aos poucos. 
 
2.1 Identificações da instituição 
 
Instituto Alpen de Ensino LTDA, localizada em Campo Grande Zona Oeste do 
Rio de Janeiro. 
 
2.2 Dados do paciente 
Nome: H.S.M.A.C 
Data de Nascimento: 07/03/2016 
Sexo: Masculino 
Filiação: Pai: G.J.A.C. 
Mãe: A.S.M.A. 
Serie: Maternal 2 
 
2.3 Atividades Desenvolvidas 
Coloquei fotos desde o início de toda a vida escolar do H.S.M.A.C. Pois, 
sei que o período do meu estágio não compreende todo esse tempo, mas 
acompanho a vida deste aluno desde o início. Assim, como acompanho de todas 
as demais crianças. 
Fiz uma linha do tempo mostrando progressão do aluno. 
 
Atividade: Piquenique Ano:2017 Turma: B2 
 
11 
 
Projeto: Sensações no Berçário 
Atividade: Garrafa sensorial 
 
 
Tapete das sensações 
 
 
 
Atividade: Meio ambiente Turma: B2 Ano: 2017 
Esse dia foi muito especial! Cada criança pegava um copo com terra e colocava 
na garrafa. Quando chegou a vez do H.S.M.A.C, ele tomou a iniciativa e pegou 
o copo e pôs a terra na garrafa. 
 
 
 
 
12 
 
História musical: O elefante