A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
ciclo do N2

Pré-visualização | Página 1 de 1

ciclo do
O nitrogênio (N2) corresponde, em volume, a 78% da nossa atmosfera. Mas, embora sua quantidade elevada,
nós, assim como outros animais e algumas plantas não conseguimos metabolizá-lo, uma vez que não possuímos
as enzimas necessárias para sua fixação. No entanto, mesmo com toda essa dificuldade, temos nitrogênio
como constituinte do nosso organismo, estando presente em nosso DNA, proteínas, aminoácidos.
o ciclo
• Através da etapa de fixação, realizada por procariotos
unicelulares como as bactérias do gênero Rhizobium, o
nitrogênio atmosférico é convertido em amônia (NH3), uma
forma biologicamente utilizável, que pode ser absorvida
por alguns autótrofos e resultar em moléculas orgânicas.
• Posteriormente, esse nitrogênio tem que ser assimilado.
Assim, por meio de um processo de nitrificação, realizado
pelas bactérias do gênero Nitrosomonas, a amônia ou o íon
amônio (NH4+) são convertidos em nitrito (NO2-).
Seguidamente, por ação de outras bactérias, as
Nitrobacter, o nitrito é transformado em nitrato (NO3-). O
processo de nitrificação é dependente de oxigênio.
• Assim, ao ingerir uma leguminosa, por exemplo, as
moléculas constituídas por nitrogênio são passadas adiante
e podem ser incorporadas ao corpo do animal ou
excretadas na urina, na forma de ureia ou ácido úrico.
• Quando um composto orgânico, como um alimento, está
putrefazendo, ocorre a desaminação de maneira a formar
novamente amônia, processo chamado de amonificação.
Bactérias Pseudomonas realizam a desnitrificação, em que
o nitrato forma nitrito que, por sua vez, é transformado
em óxidos nitrosos ou diretamente em nitrogênio
molecular.
acoes humanas
• Nós, humanos, liberamos nitrogênio para
atmosfera por meio da queima de combustíveis
fósseis e da utilização de fertilizantes. A elevação de
N2 está intimamente relacionada a produção da
chuva ácida, pela formação do ácido nítrico (HNO3),
além de contribuir para intensificação do efeito
estufa, pela formação de óxido nitroso (N2O).
• Ademais, outro problema resultante à ação
humana é o processo de eutrofização, que consiste
em um aumento da concentração de nutrientes em
águas doces e salgadas. Devido a esse aumento, há
um crescimento excessivo de algas e microrganismo,
dificultando a disponibilidade de oxigênio nesses
sistemas aquáticos, o que pode levar a morte de
seres vivos existentes naquele ecossistema.
ç ~