A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Ligações químicas iônicas

Pré-visualização | Página 1 de 1

LIGAÇÕES QUÍMICAS IÔNICAS 
As ligações químicas consistem na agregação dos átomos para a formação 
de moléculas. Em suma, tem-se que as ligações químicas ocorrem quando os 
átomos reagem entre si. 
Existem quatro tipos de ligações químicas. São elas: 
• Ligação Iônica; 
• Ligação Covalente; 
• Ligação Covalente Dativa; 
• Ligação Metálica. 
Nesse contexto, a ligação iônica, também denominada de ligação 
eletrovalente ou heteropolar, caracteriza-se pela transferência definitiva de 
elétrons e consequente formação de íon, que se unem em retículos cristalinos. 
Tal tipo de ligação geralmente ocorre entre metais e ametais, pois os metais 
precisar doar elétrons para se tornarem estáveis (terem 8 ou 2 elétrons na 
camada de valência), enquanto os ametais precisam receber elétrons para 
ganhar estabilidade. Desse modo, os metais geram cátions (íons com carga 
elétrica positiva) e os ametais formam ânions (íons com carga elétrica negativa). 
Convém ressaltar que há uma exceção para a regra de que a ligação iônica 
ocorre entre metais e ametais. A mesma também pode ocorrer entre um metal e 
o hidrogênio, onde o metal doa um elétron para o hidrogênio. 
Deve-se ter em mente também que o número de elétrons cedidos é igual 
ao número de elétron recebidos. 
Os compostos iônicos em estado sólido constituem uma estrutura iônica 
continua em um cristal iônico, onde todos os átomos se posicionam nas 
extremidades de um cubo. 
As principais características dos compostos iônicos (moléculas formadas a 
partir de ligações iônicas) são: 
• Estado sólido em temperatura ambiente devido a formação de 
retículos cristalinos; 
• Duros e quebradiços; 
• Altos pontos de fusão (PF) e de ebulição (PE); 
• Condutores elétricos quando fundidos ou em solução aquosa.