A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
36 pág.
RESUMO ADMINISTRAÇÃO - Direção

Pré-visualização | Página 1 de 8

DIREÇÃO
Soma de 2 funções tradicionais = Coordenação + Liderança
Maximiano divide em = Execução + Liderança
Coordenação
	obrigação essencial de inter-relacionar as várias partes do trabalho
	reunião, unificação e harmonização de toda a atividade e esforço
	permite resolver problemas de integração e ajuste de fluxos de trabalho dentro
	do respectivo nível hierárquico, evitando a sobrecarga de chefia com problemas de rotina
COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL
• Variáveis que influenciam na produtividade, desempenho, absenteísmo, rotatividade...
Alguns conceitos:
CO pode se definido como a compreensão, predição e gestão do comportamento humano nas organizações. 
CO é um campo de estudo voltado para PREVER, EXPLICAR, COMPREENDER e MODIFICAR
o comportamento humano no contexto das empresas. 
			no âmbito dos grupos, no mercado competitivo
CO enfoca comportamentos observáveis (conversar, trabalhar), lida com ações internas (pensar, perceber e decidir), estuda o comportamento das pessoas (como indivíduo ou como membro de unidades sociais maiores) e analisa o comportamento dessas unidades maiores (grupos e organizações).
CO é o estudo dos indivíduos e grupos nas organizações. 
CO é o estudo e aplicação do conhecimento sobre como as pessoas atuam dentro das organizações. 
Trata-se de uma ferramenta humana para benefício humano.
3 ÁREAS DO COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL (BASE NAS CIÊNCIAS SOCIAIS)
- Micro-organizacional = comportamento do indivíduo ao trabalhar sozinho (microperspectiva)
No nível individual observa-se características inerentes a cada pessoa: sentimentos,personalidade,valores,percepção,habillidades...
- Meso-organizacional = comportamento em grupos ou equipes (perspectiva intermediária)
- Macro-organizacional = comportamento da empresa inteira (macroperspectiva)
Chiavenato descreve três variáveis independentes (variáveis no nível do sistema organizacional,
variáveis no nível do grupo e variáveis no nível do individuo) como principais determinantes das
variáveis dependentes (produtividade, absenteísmo, rotatividade, satisfação c/ trabalho e cidadania organizacional)
COMPONENTES DA ATITUDE
Componente cognitivo = se refere à crença/opinião/conhecimento sobre algo
Componente afetivo = se refere ao afeto/emoções com relação a algo
Componente comportamental = se refere à intenção de comportar-se de determinada maneira
					 (resultado das interações entre cognitivo + afetivo)
MODELOS DE COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL - Q849748
• Modelo Sistêmico
	confiança, compaixão, independência psicológica dos funcionários, automotivação,
necessidades de ampla variedade, paixão e compromisso com as metas
• Modelo Apoiador
liderança, apoio, desempenho no cargo, participação,
necessidades de status e reconhecimento, resultados são os desejos despertados
• Modelo Protecionista
	recursos econômicos, dinheiro, segurança e benefícios, dependência da organização,
necessidade de segurança, resultado é a cooperação passiva
• Modelo Colegiado
	parceria, trabalho em equipe, comportamento responsável, autodisciplina,
necessidades de auto-atualizações, resultado é o entusiasmo moderado
• Modelo Autocrático
	poder, autoridade, obediência, dependência do chefe,
necessidades de subsistência, resultado mínimo
*não confundir com as Teorias de Liderança
CULTURA ORGANIZACIONAL/CORPORATIVA
 Conceito
- Conjunto de conceitos e práticas assimiladas / adquiridas por um grupo – por todos/pela maioria
(Por serem considerados como corretos, são repassados aos novos membros)
- Define a Missão e os Valores da empresa
- Forma a identidade da empresa (personalidade organizacional)
	A(s) cultura(s) de uma empresa é o que a diferencia das demais
- Fornece vantagem competitiva pra empresa
- Afeta a eficácia organizacional
- Padrão Unificador (indivíduos atuam de forma + uniforme)
“Os padrões culturais das organizações moldam os comportamentos,
dão sentido aos pensamentos e canalizam as emoções,
sendo, pois, mecanismos de CONTROLE organizacional.”	
	“A cultura organizacional representa uma percepção comum mantida pelos membros da organização.
	Deve-se esperar, portanto, que indivíduos com diferentes históricos e em níveis diversos dentro da 	organização descrevam a cultura organizacional em termos semelhantes.”
- Integração interna
- Adaptação externa
*Conceito apenas Descritivo (não avalia se é bom ou ruim)
10 CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS
A cultura de uma organização pode ser descrita em relação a dez características principais, de acordo com Robbins:
• Identidade do membro – O grau com que os empregados se identificam com a organização
como um todo, e não com o seu tipo de trabalho ou especialidade profissional.
• Ênfase no grupo – O grau com que as atividades de trabalho são organizadas em torno de
grupos em vez de indivíduos.
• Foco nas pessoas – O grau com que as decisões da administração levam em consideração o
efeito dos resultados em pessoas da organização.
• Integração das unidades – O grau com que as unidades da organização são estimuladas a
operar de uma maneira coordenada ou interdependente.
• Controle – O grau com que regras, regulamentos e supervisão direta são usados para
inspecionar e controlar o comportamento dos empregados.
• Tolerância a risco – O grau com que os empregados são incentivados a serem agressivos,
inovadores e propensos ao risco.
• Critérios de recompensa – O grau com que recompensas como aumentos de salário e
promoções são distribuídos por critério de desempenho do empregado em contraste com o
tempo de casa, favoritismo e outros fatores não ligados ao desempenho.
• Tolerância a conflito – O grau com que os empregados são estimulados a expressar conflitos e
críticas abertamente.
• Orientação meios-fins – O grau com que a administração enfatiza resultados ou efeitos em
detrimento de técnicas e processos usados para alcançar aqueles resultados.
• Foco em sistemas abertos – O grau com que a organização monitora e responde a mudanças
no ambiente externo.
SUBCULTURA E CONTRACULTURA
Cultura dominante = valores principais, compartilhados pela maioria dos membros
Subcultura = subdivisão dentro da cultura dominante (subgrupo c/ características próprias)
	ex: grupos específicos, pra lidar com situações diferentes do geral
	(valores principais são somados aos valores específicos do subgrupo)
Contracultura = alternativa ao padrão cultural dominante (rejeita as normas e valores da cultura dominante)
Tipos de cultura
	Cultura
	
	dos Papéis
	Burocrática, racional, cheia de regras
	do Poder
	Centralização do poder
	da Tarefa
	Foco num projeto / trabalho
	da Pessoa
	Foco no indivíduo, nas pessoas
	
	
	Espiritualizada
	Reconhece que as pessoas possuem
propósitos maiores (não somente materiais)
* Nada a ver com religião
	Classificação quanto à relação com o futuro
	Adaptativa
	Flexibilidade, Inovação, Criatividade
(como fazer isso? sabendo ouvir TODOS os interessados / stakeholders)
	Conservadora / Não-Adaptativa
	Manutenção dos mesmos pensamentos
“Nas culturas ADAPTATIVAS, são levados em consideração
os desejos e interesses de TODOS os stakeholders.”
	Construtiva (Satisfação)
	Membros estimulados a interagir e
a satisfazer suas necessidades mais elevadas
(Valorização, Estímulo, Criatividade, Descentralização, Boas relações,
Valorização da Qualidade e não da quantidade)
	Defensiva Passiva (Conformação)
	Membros buscam garantir sua própria segurança
(Conflitos evitados, Relações superficiais, Conservadorismo, Centralização de decisões, Sem recompensas, Só punições)
	Defensiva Agressiva (Competição)
	Membros devem lidar com as tarefas de modo eficaz
(Estímulo à oposição e críticas, valorização do poder, competição, Valorização da persistência e trabalho árduo)
	Time de Futebol
	- valoriza o talento, ação empreendedora
e o desempenho pelo comprometimento
- oferece grandes recompensas financeiras
e reconhecimento individual
	Clube
	- enfatiza lealdade, trabalho para o bem do
grupo e prestigia o direito das pessoas
- acredita em “generalistas” e no
progresso