A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
DTM, Oclusão e reabilitação oral

Pré-visualização | Página 6 de 6

sentado. 
· Comparar a intensidade do toque (carbono) com os outros dentes (vermelho errado, verde certo
· O tempo depende da habilidade do operador e do procedimento. 15 min com muita experiência para restaurações até mais de 1 hora com próteses.
Técnica de duas fazes: usando o carbono grosso, fazer as marcações no dente. Depois, com outra cor, usar o carbono fino e desgastar os locais do carbono grosso que não está com o contato do fino.
 
Sintomas da falha no ajuste: desconforto e dor. Ela depende do material, resina aceita mais erros, pode ser que ela se ajuste na próxima seção da consulta. Com cerâmica, o ponto alto dor, desenvolve pericementite e não se adapta.
Aula 6 – oclusão x dtm
Segunda-feira 07 de dezembro, aula do doutor Bruno de Andrade
O doutor Bruno trouxe para nós uma aula imparcial sobre o assunto de oclusão e DTM. Esse tema é abordado desde a metade do século passado em estudos científicos. A proposta da aula foi revisar o material acadêmico sobre como a oclusão afeta a Dtm e outros detalhes dentro dessa esfera de estudos. A plataforma usada para pesquisa foi a PubMed.
Ajuste oclusal: Desde os estudos mais antigos, uma ausência de evidências de que o ajuste oclusal trata ou impede a DTM ficou evidente. Os artigos eram claros em afirmar que o ajuste oclusal não pode ser recomendado para o gerenciamento ou prevenção da DTM. O ajuste oclusal não é recomendado para o manejo da DTM. Um desses artigos, publicado em 2003: 
                                                 
Tratamento ortodôntico: Nem a prevalência de más oclusões funcionais, sem o tratamento ortodôntico ou extrações ortodônticas diferiram significativamente entre os indivíduos com DTM e não-DTM. Ou seja, não há suporte para a suposição que o tratamento ortodôntico cause ou trate a DTM. Estalos na ATM não são associados ao tratamento ortodôntico.
Distúrbios oclusais: O artigo de 2005 fez um experimento em jovens introduzindo folhas de ouro (0,25mm) sobre a oclusal dos dentes por 8 dias e ao final fez uma eletromiografia. Essa interferência oclusal resultou numa redução da atividade habitual do masseter, mas nenhum indivíduo desenvolveu sinais ou sintomas de DTM, a maioria se adaptou razoavelmente.
                                             
Má oclusão e DTM: A influência da oclusão na gênese e no desenvolvimento de problemas na DTM é baixa. Essa conclusão não é nova, mas é frequentemente ignorada por parte da comunidade odontológica. As variáveis não-oclusais são mais relevantes, a etiologia da DTM é multifatorial. Abordagens e tratamentos excessivos têm sido feitos em pacientes com DTM ignorando as evidências científicas.
Indivíduos com história de DTM: pessoas sem histórico de DTM podem se adaptar melhor a interferências experimentais, mas indivíduos com história se adaptam menos.
Mordida cruzada posterior, dor muscular e deslocamento de disco: não foi possível estabelecer associação entre esses três fatores ainda. Mais estudos são necessários.
Prevalência de má oclusão e DTM: Um estudo de 2015 com 625 Pacientes com DTM (RDC-TMD: Normatização internacional de critério diagnóstico) mostrou que as taxas de prevalência semelhantes para as características oclusais com a população em geral.
Dimensão vertical de Oclusão: o sistema estomatognático suporta mudanças de até 5mm na DVO. O aumento da DVO e sua relação com as DTMs não são comprovados cientificamente.
Alterações proteicas: com base nas evidências disponíveis, as alterações protéticas na oclusão dentária ainda não são aceitáveis como estratégias para resolver os sintomas da dtm ou ajudar um indivíduo a operar o bruxismo.
RC e MIH: devido à heterogeneidade da metodologia e baixa qualidade dos artigos, não é possível estabelecer uma associação entre RC, MIH e DTM. 
Conclusão: Para a oclusão alterada ser um fator clínico no diagnóstico e tratamento de DTMs, deve existir uma relação de causa e efeito entre as 2, mas a literatura não suporta essa relação. 
Anotações
· DTM/DOF: especialidade relativamente nova (regulamentação 2002).
· Existe uma Sociedade Brasileira de dor orofacial.
· RDC-TMD: Normatização internacional de critério diagnóstico.
· Incidência da DTM é 9 mulheres para 1 homem