A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
Cefalometria

Pré-visualização | Página 2 de 2

de Francfort​. 
Une os pontos Po (pório) + O (orbitário). 
Linha da Borda Inferior da Mandíbula (Plano Mandibular) - ​A partir dos pontos Go-Me ou                             
dos pontos Go-Gn. Representa o plano mandibular. 
Linha N.A - ​ Ponto N (násio) + A. 
Essa linha forma com a linha SN um importante ângulo, chamado ​ângulo SNA​. 
Linha N.B -​ ​Pontos N + Ponto B. 
Forma com a linha SN um importante ângulo, chamado ​ângulo SNB​. 
Linha do Longo Eixo dos Incisivos - ​Passa pelo longo eixo, tantos dos incisivos inferiores                             
quanto dos superiores, geralmente informando o grau de inclinação axial desses dentes. 
Linha do Ramo Ascendente - ​Tangente à borda posterior do ramo ascendente da                         
mandíbula que forma com a linha que representa o plano mandibular um ângulo                         
importante chamado ​ângulo goniaco. 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
SNA: 
Ângulo formado pela união dos pontos S+N+A. 
Mostra a posição da maxila em relação à base anterior do crânio. 
Define o grau de protusão ou retrusão da maxila no sentido ântero-posterior. 
Correlaciona-se com o ângulo de convexidade. 
 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
SNB: 
Pontos S+N+B. 
Indica a posição da mandíbula em relação à base anterior do crânio. 
Demonstra o grau de protusão ou retrusão da mandíbula no sentido ântero-posterior. 
Correlaciona-se com o ângulo de convexidade e ângulo SND. 
 
 
ANB: 
É a diferença entre os ângulos SNA e SNB. 
Indica a relação entre mandíbula e maxila. 
Define relação ântero-posterior desses dois ossos. 
É o indicador de harmonia ou não das partes consideradas. 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
 
SND: 
Pontos S + N + D (localizado dentro da sínfise e tem a mesma finalidade que o ponto B). 
O ponto B mudava de posição de acordo com a mecânica empregada durante a                           
movimentação dos incisivos inferiores, pois localiza-se na porção apical da mandíbula, o que                         
não ocorre com o ponto D, uma vez que ele está situado na porção basal do osso, protegido                                   
pelas corticais vestibular e lingual. 
Correlaciona-se com o ângulo SNB e ângulo de convexidade. 
 
 
Ângulo do Eixo Y: 
É formado pela intersecção do plano de Frankfort pela linha que une os pontos S + Gn.  
Indica a direção de crescimento da porção inferior da face (mandíbula). 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
Quando esse ângulo aumenta (fica menos agudo) = Mandíbula está crescendo para baixo,                         
face longa, mandíbula retrognata. 
Diminuição do ângulo = Mandíbula crescendo para frente, prognata. 
Se correlaciona com os ângulos FMA, SN-GoGn, ângulo de convexidade e SND. 
 
 
SN-GoGn: 
Pontos S + N até intersectar o plano mandibular (onde há união dos pontos Go + Gn). 
Define a inclinação da borda inferior da mandíbula com a base do crânio. 
Ângulo muito aumentado ou diminuído = Desarmonia da face no sentido vertical                       
(aumentado - mordida aberta e diminuído - sobremordida). 
Correlacionado com o ângulo FMA. 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
FMA: 
Plano de Frankfort + Plano Mandibular 
Linha que passa na porção anterior, pelo ponto mentoniano e, posteriormente, pelo ponto                         
médio entre as bordas inferior esquerda e direita da mandíbula, na região de ângulo goníaco.  
Apresenta a mesma função do ângulo SN-GoGn. 
 
 
FMLA: 
Formado pelo plano horizontal de Frankfort e o longo eixo do ICI. 
 
IMPA: 
Completa o Triâgulo Facial de Diagnóstico de Tweed.  
Formado pelo plano mandibular e o longo eixo do ICI. 
Correlacionado com o ângulo e a distância 1-NB. 
 
Planos Mandibulares: 
1. Go-Gn 
2. Go-Me 
3. Tangente ​(linha tangente à borda inferior da mandíbula) 
4. Plano que passa na porção anterior pelo ponto Me e posteriormente pelo ponto                         
médio entre as bordas inferior E/D da mandíbula, região do ângulo goníaco. 
 
NApg: 
É chamado de ​ângulo de convexidade​. 
A medida desse ângulo é feita através de seu suplemento. 
Define o grau de convezidade da face. 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
Um perfil é reto quando a porção superior da face (representada pelo násio), porção média                             
da face (ponto A) e a porção inferior da face (representada pelo pogônio) estão em um                               
mesmo plano, ou seja, quando o ângulo NAPg é igual a O graus. 
Perfil côncavo → Ângulo negativo (prolongamento da linha A-Pg atrás da linha NA) em                           
função de uma protusão da mandíbula ou retrusão da maxila ou ambas. 
Face convexa → Valor de ângulo positivo (prolongamento da linha A-PPg a frente da linha NA)                               
em função de uma protusão da maxila ou retrusão da mandíbula. 
 
1-SN: 
Formado pela linha que passa pelo longo eixo do ICI e linha sela-násio. 
É a relação desde dente com a base anterior do crânio. 
Deve-se levar muito em consideração a inclinação axial deste dente. 
Este ângulo correlaciona-se com o ângulo 1-NA. 
 
Ângulo 1-NA: 
Formado pelo longo eixo do ICS e a linha násio-ponto A. 
Correlaciona-se com o ângulo 1-SN. 
Quando estiverem aumentados ou diminuídos de seus valores médios significam que existe                       
uma protusão ou retrusão dentária superior. 
 
Distância 1-NA: 
É medido pela distância da superfície mais proeminente da face vestibular do ICS                         
perpendicularmente à linha NA. 
Correlacionado com o ângulo 1-NA. 
 
1/1: 
Formado pela intersecção dos longos eixos dos ICS e ICI.  
 
Ângulo 1-NB: 
Representado pelo longo eixo do ICI e a linha násio-ponto B. 
Intimamente relacionado com o ângulo IMPA e a distância 1-NB. 
Quando o valor estiver aumentado india protusão. 
Quando diminuído retrusão dos dentes. 
 
Distância 1-NB: 
Segmento que demonstra em milímetros a distância entre a superfície mais anterior da face                           
vestibular do ICI, perpendicularmente à linha násio-ponto B. 
Correlaciona-se com os ângulos IMPA e 1-NB. 
 
Po-NB: 
Distância entre o pogônio e a linha NB obtida através de uma perpendicular traçada à linha                               
NB. 
Holdaway preconiza que a distância da superfície vestibular do ICI à linha NB seja igual à                               
distância desta linha ao pogônio. O autor acredita que uma variação de 2 a 3 mm desta                                 
relação seja aceitável. 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
Plano Estético H: 
Passa tangente ao ponto mais saliente do mento e ao ponto mais saliente do perfil do lábio                                 
superior. 
De acordo com Holdaway, em faces harmoniosas, o sulco formado pelo lábio superior logo                           
abaixo do nariz deve ter em média 5 mm de profundidade, com uma variação de mais ou                                 
menos 2mm. 
 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM 
 
Marina Michels Dotto - Acadêmica de Odontologia UFSM

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.