A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Apostila micro e parasito - fungos

Pré-visualização | Página 1 de 2

INSTITUTO DE ENSINO JOSÉ RODRIGUES DA SILVA pag 1 
 
 
Turma: 
Data: 
Nome: 
Professora Leilane Morais Lopes 
Fungos 
Esses seres são bem peculiares, os fungos são seres vivos que podem se 
encontrar na forma unicelular, ou pluricelular e ambas as formas podem infectar e 
causar doenças nos seres humanos. 
Mas primeiro temos que entender o que são os fungos. Eles são seres 
heterotróficos, logo eles não poduzem seu próprio alimento, sim eles não são plantas. 
As plantas são seres autotróficos, elas sim, produzem seu próprio alimento. Muitas 
pessoas confundem os dois! 
E os fungos são seres eucariotos, vocês sabem o que são seres 
eucariotos? 
Os eucariotos são todos as que compõem os seres vivos atualmente. Se 
não é bacteria ou alga, é celula eucariota. Nós somos eucariotos! Seu nome 
Eucarionte, vem do latim “Eu”, que siginifica possuir e “carionte”, que significa 
carioteca. Então nessas células nós temos o material genético, no caso o DNA, 
separado do citoplasma, por uma membrana denominada carioteca ou membrana 
nuclear. 
As céluas eucarioticas possuem uma complexidade maior de organelas e 
funções. E possuem duas importantes organelas, que as evidencias cientificas 
sugerem, terem surgido pela endossimbiose. 
A endossimbiose é quando seres unicelulares engoblam outros seres, no 
caso as bacterias primitivas, englobaram outras bactérias. Nesse processo, houve 
troca de material genético, e uma celula se sobressaiu a outra, ficando uma delas 
subjulgada. Criando assim uma relação simbiótica, onde um não é mais capaz de viver 
sem o outro. Nesse caso, nossas mitocondrias e os cloroplastos dos vegetais são 
organelas endossimbioticas. E elas possuem capacidade de se autoduplicarem, não 
precisando do DNA do núcleo para isso! 
As organelas que compõem as celulas eucariontes são: 
 Reticulo Endoplasmático – que pode estar rugoso (com ribossomos aderidos) ou 
estar liso (sem ribossomos). Essa organela é responsável pela sintese de 
proteínas, enzimas, lípidos, bem, pela sintese de tudo da celula, desde seus 
componentes até outros produtos como hormônios, neutrotransmissores e outros; 
 Complexo de Golgi é responsável por recolher o que foi produzido pelo Retículo 
Endoplasmático, arrumar se for preciso, e depois endereçar e enviar para onde é 
necessário. Para isso ele se utiliza de um sistema de lamelas (parecem canais) e 
vesículas que se locomovel usando o citoesqueleto da célula; 
 Mitocondrias/Cloroplastos são organelas responsáveis pela produção de energia na 
celula. A energia utilizada pelos seres vivos é a energia química, e as mitocondrias 
são responsáveis por essa produção, e para isso utilizam a glicose. Já os 
 INSTITUTO DE ENSINO JOSÉ RODRIGUES DA SILVA pag 2 
 
 
cloroplastos são organelas responsáveis por fazer a fixação do carbono, no caso 
elas transformam o gás carbônico em glicose e moléculas similares; 
 Vácuolos são organelas responsáveis pelo armazenamento, são grandes vesículas 
que podem armazenas óleos, gorduras, e outras substâncias; 
 Flagelos e/ou cílios são responsáveis pela locomoção; 
 Lisossomos – inicial e tardio, essa organela é responsável pela digestão de 
substancias. Ele é inicial por conter poucas enzimas digestivas, sendo ele o 
começo da digestão. O tardio já é mais complexo, tendo muito mais enzimas 
digestivas e até mesmo o PH ácido. Eles depois de digerirem o que foi fagocitado 
(engolido pela celula), liberam as substancias já menores para que a celula as 
utilize em seu metabolismo; 
 Citoesqueleto é a estrutura responsável pela forma das celulas eucarioticas. Como 
essas celulas não possuem parede celular, elas dependem do citoesqueleto para 
assumirem diferentes formas, e assim diferentes funções. São compostos por 
conjunto de tubos, formados de actinas, miosina e tubulos intermediários e formam 
uma verdadeira rede dentro da celula; 
 Centríolos são as organelas responsáveis por organizarem os tubos do 
citoesqueleto, este se inicia nele e parte para todas as partes da celula; 
 Núcleo é a organela onde encontramos o código genético (DNA) da celula. 
Individualizado e seletivo, o que entra ou sai do núcleo é muito bem controlado, 
pois qualquer problema no código genético a celula pode morrer ou se tornar 
cancerígena; 
Agora que já vimos que as celulas eucariotas, são bem, nossas celulas, 
voltamos a falar dos fungos! 
Os fungos são seres que gostam de lugares umidos, e sua reprodução 
depende do ar ou da água, dependendo da espécie. Sua reprodução pode ser 
assexuada, por brotamento, ou sexuada, pela troca de gametas, masculinos e 
femininos. E ainda há fungos que possuem reprodução mista, onde um periódo, ou por 
conta do ambiente, esse fungo se reproduz assexuadamente e em outro período há 
reprodução sexuada. Por isso eles se encontram em vários ambientes, e servem 
também para nossa alimentação. 
Você consegue saber onde encontramos os fungos? Escreva ai embaixo 
para mim! 
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
_____________________________________________________________________
____________________________________________________________________ 
 
Uma dica, eles as vezes se encontram em locais inesperados! 
Mas agora vamos falar da parte patológica deles! Vamos falar de doença! 
As doenças fungicas geralmente acometem a pele, unhas e mucosas. Mas 
em pessoas imunossuprimidas eles podem acometer orgãos importante e até levar a 
morte! Nessas pessoas, a doença de causa fungica é chamada de doença oportunista, 
e se valem do sistema imunológico debilitado para se instalarem e geralmente 
aparecem no sistema respiratório ou gastrointestinal. 
 INSTITUTO DE ENSINO JOSÉ RODRIGUES DA SILVA pag 3 
 
 
As chamadas Frieiras, são as mais comuns. Seus principais sinais são bolhas, 
rachaduras, vermelhidão e as vezes até mal cheiro. Já os sintomas incluem coceira e 
até dor local. Seu tratamento é por antifungico tópico, mas pode retornar. Sua 
transmissão ocorre por contato com os esporos do fungo, e isso pode ocorrer pelo ar 
ou por água. Sua profilaxia é um sistema imune bom, evitar manter o corpo úmido, não 
compartilhar roupa intíma e não ficar com roupa molhada no corpo por muito tempo. 
Pano branco, fungo que tem como principal sinal manchas brancas com descamação 
sobre a pele, geralmente sem bordas altas e indolor. Muito comum em praias e 
psicinas. Tratamento similar ao das frieiras, e a profilaxia é similar também. 
Esporotricose, doença fungica conhecida como doença do jardinheiro, acomete 
pessoas e animais e é igualmente envasiva. Causada pelo fungo universal da espécie 
Sporothrix spp (no Brasil pelo Sporothrix brasiliensis) , mas causa doenças 
especialmente em indivíduos que residem em países de clima tropical e subtropical. 
normalmente, a infecção é benigna e se limita apenas à pele, mas há casos em que 
ela se espalha por meio da corrente sanguínea e atinge ossos e órgãos internos. O 
período de incubação do fungo no organismo pode levar de sete a 30 dias, podendo 
chegar até a seis meses após a infecção. Os sintomas variam de acordo com a forma 
com que se manifesta, ou seja, se ela é cutânea ou extracutânea. O mais comum é 
que primeiro apareça um pequeno nódulo doloroso, bem similar a uma picada de 
inseto. Ele pode ser na cor vermelha, na rosa ou na roxa; ser purulento ou não, e o 
mais corriqueiro é que surja no dedo, na mão ou no braço em que o fungo penetrou. 
Na versão extracutânea, como o fungo pode comprometer diversas áreas do 
organismo, os sintomas variam de acordo com a que foi afetada. Se afetar os ossos e 
as articulações, os sintomas são similares ao de uma artrite infecciosa. Já quando 
atinge os pulmões, por exemplo, os sintomas se assemelham bastante aos da 
tuberculose. Tratamento pode ser longo, por volta de três a seis meses, podendo 
chegar a um ano. E, em