A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Roteiro de Replicação, Transcrição e Tradução

Pré-visualização | Página 1 de 1

Roteiro de estudos Bioquímica Metabólica II 
Replicação, Transcrição e Tradução 
Odontologia UFPR 
 
1) Durante o processo de replicação de DNA uma série de enzimas são utilizadas 
além da própria DNA polimerase. Explique a função das enzimas DNA ligase, 
helicase, topoisomerase e proteínas que se ligam a DNA simples fita no processo de 
cópia da molécula de DNA. 
DNA ligase: promovem a ligação de forma covalente entre os fragmentos descontínuos do 
DNA 
Helicase: inicia o desenovelamento, separando as fitas de DNA 
Topoisomerase: relaxam a tensão do supero-enovelamento variado no DNA pela separação 
das fitas 
Proteínas de ligação ao DNA: estabilizam o DNA aberto, impedindo a degradação 
 
2) Explique as diferenças de síntese da nova fita de DNA durante a cópia das fitas 
5´→3´ e 3´→5´. 
A fita do DNA 3’-5’ é sintetizada de forma contínua no sentido 5’-3’ a partir de um único 
primer. Já a fita 5’-3’ também é sintetizada no sentido 5’-3’, porém de forma descontínua, a 
partir de vários primers de RNA, que promovem a formação dos fragmentos de Okasaki. 
 
3) Quais os fatores que atuam durante a replicação garantindo alta fidelidade na cópia 
da molécula de DNA? Você espera que a fita “atrasada” seja sintetizada com a 
mesma fidelidade? 
As atividades exonucleases da DNA polimerase I e III, que permitem a checagem da fita 
sintetizada e a remoção de nucleotídeos isolados (3’-5’) ou por blocos (5’-3’) para a 
fidelidade da fita duplicada. A fira “atrasada” será sintetizada com a mesma fidelidade, pois 
é replicada pela ação das mesmas enzimas, que possui, portanto, a mesma função. 
 
4) Como acontece o sistema de reparo de DNA? Cite 2 exemplos de mecanismos de 
ação. 
Existem mecanismo de reparo que atuam quando um dano escapa das atividades das 
exonucleases das DNA polimerases. 
Reparo de mau pareamento: reconhece o pareamento incorreto das bases. Promove 
excisão da área e nova polimerização. 
Reparo por excisão: corrige bases danificadas por oxidação ou modificação química. 
Retira-se a base e o nucleotídeo inteiro é substituído. 
 
5) As DNA polimerases apresentam a capacidade de corrigir a adição de um nucleotídeo 
errado durante o processo de replicação. As RNA polimerases não apresentam a mesma 
capacidade. Considerando que erros tanto na sequência do DNA quanto na sequência do 
RNA levarão à síntese de uma proteína modificada, apresente uma razão para que essa 
diferença exista. 
O RNA não é utilizado para repassar informações genéticas para uma próxima geração. 
Além disso, se houvesse um sistema de reparo do RNA, o processo de transcrição-tradução 
se tornaria muito lento e 
custoso. Um erro no RNA produziria apenas algumas proteínas defeituosas, enquanto no 
DNA o erro poderia se tornar uma mutação. 
 
6) Use o código genético para traduzir a sequência de RNA abaixo em proteína. 
mRNA: 5´-GCCAAGCAACUCAUUCAAGGT-3` 
a) Repita o processo começando pela 2ª e 3ª base. 
b) Adicione um G entre C e U. Comece a tradução pela 1ª base e dê a sequência de 
aminoácidos. 
c) Remova o C da posição 10 e repita o processo. 
 
7) Explique qual a finalidade de uma célula bacteriana apresentar mais de um tipo de 
fator sigma da RNA polimerase. Qual a vantagem para a célula? 
O fator sigma é uma subunidade da RNA polimerase responsável por se ligar às regiões -10 
e –35, podendo então posicionar a RNA polimerase em vários genes para a sua transcrição 
ocorrer concomitante à tradução. 
 
8) O que é a região promotora de um gene? Quais as regiões conservadas 
encontradas nos promotores de genes procarióticos? E para genes eucarióticos? 
Região promotora é onde estão localizadas as sequências regulatórias que orientam a RNA 
polimerase a interagir com o DNA para iniciar a transcrição. Nos procariotos é: -10 e –35; já 
nos eucariotos é em torno da região -30, que é chamada de TATA BOX. 
 
9) Explique resumidamente como acontece o processo de transcrição. Defina indutor 
e repressor da transcrição. 
A transcrição consiste na síntese de RNA. É realizada por um complexo enzimático cuja 
enzima chave é a RNA polimerase, composta por várias subunidades e que realiza a 
polimerização do RNA a partir de um molde de DNA. 
 
10) Cite algumas diferenças entre a transcrição e o processamento do mRNA entre 
procariotos e eucariotos. 
A transcrição em eucariotos ocorre no núcleo, enquanto de procariotos no espaço celular. O 
mRNA nos eucariotos é amplamente processado, em procariotos há pouca ou nenhuma 
síntese após o seu processamento. Assim, o mRNA eucarioto adquire um revestimento na 
sua extremidade 5’, cauda poliA na extremidade 3’ e a remoção exata de íntrons. 
 
11) Quais os componentes do complexo de iniciação na síntese proteica? 
mRNA, ribossomos, tRNA, aminoácidos no citoplasma, aminoacil-tRNA sintetase, peptil 
transferase, fatores proteicos de iniciação. 
 
12) Defina código degenerado​. 
É degenerado porque cada aminoácido pode ter mais de 1 códon, mas nenhum códon pode 
expressar mais de 1 aminoácido. 
 
13) Qual o papel da enzima aminoacil-tRNA sintetase ? E da enzima peptidil 
transferase? 
A aminoacil-tRNA sintetase liga-se ao tRNA e o aminoácido. Reconhecem o anticódon e 
carregam o aminoácido correto. A peptil transferase promove ligações peptídicas entre os 
aminoácidos recém-chegados. 
 
14) O que são os sítios A, P e E presentes em uma das subunidades do ribossomo? 
Como esses sítios são importantes para o processo de tradução? 
Cada sítio ribossômico apresenta uma função. O sítio P carrega o 1º aminoácido 
(metionina). O ribossomo move-se em direção ao próximo códon e um aminoacil-tRNA 
entra no sítio A, formando uma ligação peptídica com a metionina. Quando o ribossomo 
passa para o próximo códon, o tRNA que trouxe a metionina passa do sítio P para o sítio E, 
e é liberado. O aminoacil-tRNA que está com o início da cadeia peptídica se encontra no 
sítio P. Quando um novo aminoacil-tRNA entra no sítio A, todo o processo se repete.