A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
prova fhemig

Pré-visualização | Página 1 de 2

1) Segundo o Protocolo de Sepse e Choque Séptico as ações abaixo 
devem ser feitas dentro da primeira hora após o diagnóstico, exceto * 
a) Lactato deve ser solicitado 
b) Antibiótico deve ser iniciado 
c) Creatinina deve ser solicitada 
d) Hemocultura de somente em 1 sítio deve ser solicitada 
2) Em relação as atribuições da equipe multiprofissional assinale a opção 
INCORRETA: * 
a) Laboratório: coletar hemoculturas em até 1 hora após o diagnóstico; coletar 
1º lactato em até 1 hora e quando necessário segundo em até 4 horas após 
diagnóstico 
b) Farmácia: acompanhamento do farmacêutico clínico; dispensação de 
antimicrobianos prescritos e demais insumos de acordo com a demanda. 
c) Enfermeiro: comunicar ao médico plantonista alterações de dois ou mais 
sinais vitais e demais achados no exame físico; registrar o horário da alteração, 
quais alterações e demais comunicações realizadas ao médico 
d) Técnico de Enfermagem: aferir sinais vitais na admissão e conforme 
prescrição, assim como nas reavaliações em caso de instabilidade 
hemodinâmica; identificar e comunicar ao enfermeiro no caso de dois ou mais 
sinais vitais alterados e, na ausência deste, ao médico plantonista 
3) Paciente MAC, sexo masculino, 80 anos deu entrada na unidade com 
quadro de tosse persistente, cansaço, fraqueza e anúria. Ao exame: PA 
80x60 mmHg/ P 88 bpm/T 39,8 C / FR 30 rpm/ Sat O2 88%. Este paciente 
pode ser considerado um caso suspeito de Sepse? Responda Sim ou Não 
e a justificativa. * 
Sim. Apresenta 2 critérios para Síndrome da Resposta Inflamatória Sistêmica: 
Temperatura > 38,3°, Frequência respiratória >20 irpm, e duas disfunções 
orgânicas: hipotensão e anúria. 
4) São fatores intrínsecos predisponentes ao surgimento de lesão por 
pressão, exceto: * 
a) Mobilidade 
b) Idade 
c) Nutrição adequada 
d) Pressão 
5) A escala de Braden é um instrumento preditor genérico amplamente 
recomendado e utilizado em pacientes adultos. Foi validada no Brasil, 
possui elevada especificidade, sensibilidade e capacidade preditiva. 
Apoiada na fisiopatologia das lesões por pressão, a Escala de Braden 
permite avaliação de seis parâmetros importantes para formação de lesão 
por pressão, são exemplos de alguns destes parâmetros, exceto: * 
a) Percepção sensorial 
b) Umidade 
c) Mobilidade e atividade 
d) Tempo de internação 
6) São recomendações para a predição de risco com a Escala de Braden, 
exceto: * 
a) Realizar a predição de risco após o mais precoce possível e no máximo 24 
horas após admissão. 
b) Realizar a predição de risco diariamente nos indivíduos internados e sempre 
que houver alguma alteração significativa na condição do indivíduo. 
c) Documentar todas as avaliações de risco realizadas. 
d) Realizar uma avaliação minuciosa da pele, juntamente com a predição do 
risco para identificar quaisquer alterações da pele íntegra. 
7) Assinale a correspondência incorreta em relação ao estadiamento das 
lesões por pressão. * 
a) Estágio 1 - Pele íntegra com área localizada de eritema que não 
embranquece e que pode parecer diferente em pele de cor escura. 
b) Estágio 2 - Perda da pele em sua espessura parcial com exposição da 
derme. 
c) Estágio 3 - Perda da pele em sua espessura total e perda tissular na qual a 
extensão do dano não pode ser confirmada porque está encoberta pelo 
esfacelo ou escara. 
d) Estágio 4 - Perda da pele em sua espessura total e perda tissular com 
exposição ou palpação direta da fáscia, músculo, tendão, ligamento, cartilagem 
ou osso. 
8) Dentre as afirmações abaixo assinale a que não representa uma 
recomendação geral para a prevenção de lesão por pressão * 
a) Massageie com creme hidrante e esfregue vigorosamente a pele que está 
em risco de lesão por pressão. 
b) Sempre que possível, não posicione os pacientes em áreas que apresente 
sinais precoces de danos como eritema. 
c) Não usar dispositivos em forma de anel. (As bordas desses dispositivos 
resultam em maior pressão podendo danificar o tecido da região pressionada) 
d) Para elevação de calcanhares não devem ser utilizados dispositivos como 
anel ou luvas cheias de água. 
9) Qual o nome da escala utilizada para avaliação do risco de queda dos 
pacientes? * 
a) Fugulin 
b) Braden 
c) Morse 
d) Braden Q 
10) Quando o paciente deve ser avaliado pelo fisioterapeuta? * 
a) Somente quando relatar queda no último ano 
b) Somente quando tiver alguma dificuldade de deambulação 
c) Sempre que for classificado como risco elevado na escala de Morse 
d) Somente quando idade inferior a 5 anos e superior a 60 
11) Sobre as quedas é correto afirmar, exceto: * 
a) Quando a consequência da queda é a fratura, os locais mais acometidos 
são: punho, fêmur proximal (fratura de colo do fêmur), quadril, úmero distal e 
coluna. 
b) As quedas geram significativas limitações físicas e psicológicas aos idosos, 
que podem resultar em síndrome pós-queda, que inclui dependência, perda de 
autonomia, confusão, imobilização e depressão, que levarão à restrições ainda 
maiores nas atividades diárias 
c) Os riscos de queda, elevam-se durante as internações quando os pacientes 
estão medicados, fragilizados e em ambiente que não lhes é familiar. 
d) Considera-se queda somente quando o paciente é encontrado no chão. 
12) São considerados fatores predisponentes relacionados ao paciente, 
exceto: * 
a) Idade acima de 60 anos e abaixo de 14. 
b) Urgência urinária ou intestinal (ex.: uso de diuréticos e laxantes). 
c) Pisos escorregadios e com desníveis. 
d) História pregressa de quedas. 
13) Com relação as atividades preventivas executadas pela equipe de 
Enfermagem marque V ou F: 
(f) O enfermeiro deve avaliar o risco utilizando a Escala de Morse nas primeiras 
72 horas após a internação. 
(v) Solicitar assinatura de conhecimento das orientações fornecidas (Termo de 
Esclarecimento sobre o Risco de Quedas para Adultos / Crianças. 
(v) Nos casos de risco médio e elevado o enfermeiro deve comunicar aos 
técnicos de enfermagem a necessidade de acompanhar o paciente ao banheiro 
ou adequar horários de cuidados do paciente. 
(f) Não é necessária reavaliação da Escala de Morse para os pacientes 
internados, mesmo que haja alteração no quadro clínico ou queda. * 
a) F-F-V-F 
b) V-V-V-F 
c) F-V-V-V 
d) F-V-V-F 
14) Sobre os pacientes pediátricos pós-cirúrgicos e as medidas 
preventivas associadas para evitar a ocorrência de quedas é correto 
afirmar, exceto: * 
a) Se o paciente estiver no leito deve permanecer com as grades elevadas e 
rodas travadas 
b) São necessárias medidas preventivas de quedas somente nos casos de pós 
operatórios das cirurgias de grande porte. 
c) Orientar o acompanhante e o paciente (se possível) de que este deve sair do 
leito somente acompanhado pela enfermagem. 
d) Orientar o paciente e/ou familiar/responsável a levantar progressivamente 
(elevar a cabeceira 30°, sentar-se no leito com os pés apoiados no chão por 5 
a 10 minutos, antes de sair da cama). 
15) “A Pausa Cirúrgica é uma pausa momentânea feita pela equipe 
imediatamente antes da incisão cutânea a fim de confirmar que as várias 
verificações essenciais para a segurança cirúrgica foram empreendidas e 
que envolveram toda a equipe”. Sendo assim, cite no mínimo 3 ações de 
verificação antes da incisão cirúrgica * 
Identificar todos os membros da equipe. 
Confirmar Verbalmente a identidade do paciente, o sítio cirúrgico e o 
procedimento. 
Verificar a previsão de eventos críticos. 
16) Podem ser consideradas manifestações clínicas associadas ao 
diagnóstico de Sepse Neonatal, exceto: * 
a) Desconforto respiratório (taquipnéia, bradipnéia ou apnéia) não justificável 
pela doença de base 
b) Instabilidade hemodinâmica 
c) Hiperatividade 
d) Instabilidade glicêmica 
17) Conceitue sepse precoce e sepse tardia * 
Precoce: os sintomas ocorrem antes de 72 h de vida e é causada por 
Streptococus do grupo B 
Tardia: os sintomas ocorrem após 72 h de vida, e é causada por Stafilococcus 
coagulase negativo, Stafilococcus