A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Estudo de Caso 3 - Empreendedorismo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Estudo de caso – 3° bimestre
Estratégia bancária para alcançar clientes de baixa renda.
Questões para discussão:
1. Além dos exemplos apresentados, que outras estratégias podem ser adotadas pelas instituições financeiras para alcance dos clientes de baixa renda?
· Em 2019, aproximadamente 60% dos adultos brasileiros possuíam smartphones, e cerca de 75% da população possui acesso a internet. Mostrando que uma opção viável e que também já é utilizada pelas instituições financeiras é digitalizar os processos bancários. Desde a criação da conta, até a realização de empréstimos e transferências dentre outras atividades todas de forma remota. Tornando assim o processo acessível a uma maior parcela da população, especialmente as de cidades pequenas que podem não ter agência na cidade e também os clientes de baixa renda que não precisavam se locomover até a agência física para realização das tarefas. 
Os bancos estão se tornando virtuais, sem pontos físicos de atendimento, o que reduz seus custos de funcionamento e consequentemente os custos para seus clientes. Esses bancos digitais já alcançam uma boa porcentagem da população, principalmente os mais jovens que estão mais familiarizados com a tecnologia. Uma estratégia adotada por esses bancos, é a parceria com empresas de telefonia e internet, para que o acesso ao seu aplicativo, que depende de internet, seja gratuito caso o cliente utilize a empresa cujo o banco possui parceria. Facilitando ainda mais o acesso as instituições financeiras. 
Assim, boa parte dos bancos físicos já possui seu acesso digital. Os bancos digitais buscam meios de trazer confiança eles, por meio de parcerias e redução de custos ao cliente. Tudo para os bancos conseguirem abranger sempre uma parcela mais alta de clientes.
2. A parceria com os bancos permite ampliação dos produtos e serviços distribuídos nos pontos de venda da rede varejista. Que outras alianças podem ser realizadas por essas redes para ampliar a gama de produtos e serviços distribuídos, aumentando a rentabilidade do canal de vendas?
· Outras possíveis parcerias das redes varejistas, são com plataformas de reembolso pela compra feita. Semelhantes a pontos fidelidade muitas vezes disponibilizados por instituições financeiras. Como por exemplo, o cliente compra um produto X de uma determinada loja, e ao finalizar sua compra, ele recebe uma pequena porcentagem do valor do produto que ele comprou em uma plataforma digital, a qual possui parcerias com outras lojas, postos de combustível, farmácias, dentre outros estabelecimentos. E quando esse cliente for comprar algum produto em algum local dessas parceiro, ele pode “resgatar” o valor que foi reembolsado para ele do produto X, e abater no próximo produto que vai adquirir. Assim, o próximo produto também irá gerar um reembolso, e isso acabará se tornando um ciclo.
Dessa forma, o cliente sabendo que toda vez que ele comprar numa loja que utilize esses serviços, ele acabará por frequentar outras lojas que fazem parte desse serviço, gerando assim rotatividade para todas as instituições.