A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Questões de Micoses de Implantação

Pré-visualização | Página 1 de 1

Micoses de Implantação 
1 - JCO, 36 anos, agricultor, branco, natural de Maceió - AL procurou serviço de dermatologia para tratamento de 
nódulo verrucoso no braço direito e face. Foi realizada uma biópsia da lesão e enviada ao laboratório no soro fisiológico. 
O exame micológico direto clarificado com soda diagnosticou a doença. A cultura em Ágar Sabouraud e Mycosel isolou 
fungo demáceo. 
a) Exame micológico direto: Positivo ou Negativo 
b) Se positivo, estruturas visualizadas: 
c) Diagnóstico final: 
d) Conduta terapêutica: 
e) Fonte de infecção: 
f) Identificação do fungo: 
2 - Paciente de 54 anos, sexo feminino, realizou cirurgia de extração de catarata em olho direito e após dois meses 
passou a ter perda da visão. Exame oftalmológico revelou suspeita de endoftalmite e foi realizada coleta de humor 
vítreo para cultura. Cultura de fungos mostrou crescimento de colônias filamentosas negras. 
a) Identificação do fungo: 
b) Exame micológico direto: Positivo ou Negativo 
c) Se positivo, estruturas visualizadas: 
d) Diagnóstico final: 
e) Conduta terapêutica: 
f) Fonte de infecção: 
g) Identificação do fungo: 
3 - Paciente do sexo masculino, 34 anos, agricultor, apresentava lesão tumoral no pé esquerdo, que surgiu após 
ferimento no dorso do pé com resto de vegetal. Ao exame clínico foi observado edema do pé esquerdo com presença 
de várias fístulas e saída de pus. A secreção da lesão foi enviada ao laboratório de micologia. O exame direto mostrou 
presença de pequenos grânulos e a cultura isolou o provável agente etiológico. 
a) Identificação do fungo: 
b) Diagnóstico da infecção: 
4 - Paciente de região rural procurou posto de saúde para tratamento de problema na unha. O dermatologista ao 
examinar, observou uma melanoníquia no hálux esquerdo. O exame micológico direto do raspado subungueal mostrou 
presença de hifas septadas castanhas e ausência de bactérias. A cultura em Ágar Sabouraud 2% foi positiva para 
fungo e não houve crescimento no Ágar Mycosel. O exame micológico foi repetido três vezes com o isolamento do 
mesmo fungo. As culturas mantidas no laboratório perderam as características iniciais do fungo isolado. 
a) Identificação do fungo: 
b) Diagnóstico da infecção: 
5 - Paciente de 8 anos, com história de lesão na face pós-trauma com espinho há 3 meses. Apresenta crescimento 
progressivo, apesar de tratamentos com antibióticos. Ao exame, a lesão é úlcero-vegetante, recoberta por crostas na 
região glabelar. Há abscessos frios, violáceos, em trajeto linfático descendente. Linfonodos pré-auriculares e 
submandibulares palpáveis. 
a) O que provavelmente pode ser encontrado no exame microscópico direto? 
b) Qual a sensibilidade do exame microscópico direto? 
c) Identificação do fungo: 
6 - Paciente do gênero masculino, 83 anos, branco, trabalhador rural, morador de Campos dos Goytacazes (RJ), 
procurou por atendimento no Serviço de Dermatologia do Hospital Escola Álvaro Alvim, também localizado na cidade 
de Campos dos Goytacazes, com queixa de lesões no braço com evolução de 9 anos, com discreto prurido local. 
Relatou ter realizado tratamento anterior, sem melhora das lesões. Ao exame clínico, observaram-se lesões 
vegetantes, verrucosas, de base eritematosa, com apresentação linear, localizada no membro superior direito. Em 
decorrência do acometimento linear da lesão, sugeriu-se, inicialmente, como diagnósticos diferenciais a esporotricose 
verrucosa e a cromoblastomicose. Na elucidação diagnóstica, foram realizados biópsia da lesão e exame 
histopatológico que revelou, à microscopia, células arredondadas, de contornos nítidos, de cor 
castanho escuro, algumas em processo de reprodução binária (Fig. 1), confirmando o diagnóstico. 
a) Qual o diagnóstico mais provável da doença e o agente etiológico? 
b) Indique os fatores de risco 
 
 
 
https://www.passeidireto.com/lista/86786182