A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
considera-se_omissa

Pré-visualização | Página 2 de 2

de ato imputável ao litisdenunciado Cláudio Alves Simões. 16- Apelação provida para acolher a preliminar de nulidade da sentença de primeiro grau. Prejudicadas as demais questões ventiladas no recurso. 17- Prolatada nova decisão, nos termos do art. 515, § 3º, do CPC, para acolher a preliminar de ilegitimidade ativa dos autores José e Sueli, quanto ao pedido declaratório e, no mérito, julgar: parcialmente procedente a ação, em relação à autora Joan Pejov Mecânica Industrial Ltda, para declarar a inexistência da relação jurídica decorrente da conta corrente aberta junto à CEF, de nº. 1027-5, pertencente à agência nº. 1026; improcedente o pedido de indenização formulado pela autora Sueli do Nascimento Rodrigues, condenando-a ao pagamento de honorários em favor da CEF; procedente o pedido reparatório formulado por José Pereira Rodrigues e improcedente a denunciação à lide. 18- Fixada a sucumbência recíproca entre a CEF e os autores Joan Pejov Mecânica Industrial Ltda. e José Pereira Rodrigues. 19- Condenada a autora Sueli ao pagamento de verba honorária aos patronos da instituição financeira, no valor de R$ 500,00, fixados por equidade. 20- Verba honorária devida pela Caixa Econômica Federal, em favor do patrono do litisdenunciado, arbitrada em R$ 500,00. 21- Custas processuais dividas à razão de 50% para a parte autora e 50% para a Caixa Econômica Federal.
(TRF-3 - AC: 5925 SP 0005925-68.2004.4.03.6126, Relator: DESEMBARGADOR FEDERAL JOSÉ LUNARDELLI, Data de Julgamento: 04/09/2012, PRIMEIRA TURMA)